Nas águas29/01/2014 | 14h11

Ioga na prancha: conheça o esporte que é a cara do verão

Difundida por uma amante de esportes radicais, a atividade une equilíbrio e relaxamento num cenário incrível

Enviar para um amigo
Ioga na prancha: conheça o esporte que é a cara do verão Gillian Gibree/Divulgação
Foto: Gillian Gibree / Divulgação

Febre desde 2013 entre os amantes de esportes ao ar livre, o stand up paddle ganha uma nova versão: ao invés de remar mar afora, a participante usa a prancha como base para praticar ioga. Os exercícios de força e relaxamento realizados na praia, num cenário fresquinho e inspirador, têm encantado cada vez mais gente. A atriz Carolina Dieckmann é uma das entusiastas. No começo do ano, até foi flagrada pelo amigo Luciano Huck treinando o equilíbrio sob o sol.

A americana Gillian Gibree, que dá aulas de stand up paddle nas praias da Califórnia, foi uma das responsáveis por espalhar o amor pelo exercício. Em 2010, ela testou os primeiros movimentos de ioga sobre uma prancha e percebeu que os benefícios para corpo e mente se multiplicavam com a atividade sendo feita na água.

- A SUP ioga permite que você se conecte com a natureza de um jeito diferente. Onde mais você poderia tomar um solzinho, ouvir as gaivotas e balançar em um ritmo gostoso senão dentro da água? - brinca Gillian.

Engana-se quem desconfia que a ioga na prancha seja bem mais fácil de ser praticada do que em terra firme. Apesar de eventuais tombos serem premiados com um mergulho refrescante, é mais complicado se equilibrar estando numa superfície instável. O esforço para se manter firme, no entanto, enrijece pernas e abdômen, regiões onde a praticante deposita força para não cair.

Uma hora de stand up paddle ioga queima cerca de 500 calorias. O exercício com instrutores especializados é oferecido em academias de remo do Rio de Janeiro, mas quem já pratica as duas atividades em separado pode testar a combinação por conta própria.

- Só não pode descuidar da segurança e nem do filtro solar. Roupas confortáveis, pé descalço e áreas de mar calmo são fundamentais - diz Gillian Gibree, que no vídeo abaixo mostra um pouquinho de SUP ioga no mar do Taiti.


Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Donna no Twitter

clicRBS
Nova busca - outros