20/06/2011 | 07h13

Stiletto: aulas de dança feitas com salto alto contribuem para a boa forma

Alunas aprendem coreografias de cantoras pop como Beyoncé e Britney Spears

Enviar para um amigo
Stiletto: aulas de dança feitas com salto alto contribuem para a boa forma Divulgação/Ver Descrição
Foto: Divulgação / Ver Descrição
A aula vai além dos passos de dança, colabora para a postura, para o enrijecimento muscular e também desperta na mulher a sedução. Quem faz a afirmação é o professor Fábio Cardoso. A aula de stiletto é assim: de salto alto, as alunas aprendem coreografias de cantoras pop, como Beyoncé e Britney Spears. O stiletto surgiu com o intuito de que as mulheres pudessem trabalhar a feminilidade nas danças. Segundo a professora e coreógrafa Marília Carvalho, a modalidade ainda é pouco conhecida no Brasil.

– Não por falta de interessadas em aprender, mas faltam profissionais habilitados para ministrar as aulas – explica.

Durante a aula, o corpo todo é trabalhado.

– O movimento de quadril é bem explorado e deixa a nádega bem durinha. Os ombros são requisitados, fortalecendo as costas e a lombar, e as coxas são trabalhadas na hora de agachar e nos exercícios para manter o equilíbrio, assim como as panturrilhas – esclarece Fábio.

A prática constante do stiletto ainda colabora, segundo o instrutor, para marcar a cintura e emagrecer. A média de perda calórica gira em torno 350 a 600 por aula.
Segundo Fábio, a aula vai além dos passos de dança. Também desperta o olhar sensual e até muda o jeito de andar. A professora Marília reforça:

– O que mais atrai as mulheres é a sensualidade que a dança proporciona. Algumas não saem para dançar, mas aproveitam as aulas para mostrar toda sua capacidade de sedução e se divertir muito.

Para participar da aula, basta escolher um salto médio e confortável. Segundo Marília, o tamanho do salto pode evoluir com o tempo de treino, desde que a mulher tenha confiança e segurança para usá-lo. Fábio afirma que, apesar da polêmica de que o salto alto faz mal para a coluna, durante a aula são feitos movimentos que fortalecem a lombar e as costas, afastando qualquer risco para a aluna.

A praticante Ana Cláudia Meirelles, 33, diz que a prática do stiletto ajuda a desinibir. Ela concorda com a professora sobre o tipo de sapato.

– Em alguns passos que envolvem agachamento, o salto dá até uma certa estabilidade – afirma.

Acostumada a usar sapato alto diariamente, Ana Cláudia lembra que o salto escolhido para a aula é grosso, como os de dança de salão ou tango.

Para praticar em Porto Alegre
Na capital gaúcha, a Prof. Alina (www.alinapersonal.com.br) oferece aulas particulares de Stiletto. O telefone para contato é (51) 8104-8064.

Comentar esta matéria Comentários (4)

Ana

Qual o nome e endereço da Escola de Dança?

20/06/2011 | 14h24 Denunciar

BIA

Onde é possivel praticar essa dança????

20/06/2011 | 13h06 Denunciar

Lisiane Fortes

Qual o nome do local onde é praticada esta modalidade (academia, escola de dança)? Estou muito interessada em fazer. Obrigada, Lisiane.

20/06/2011 | 12h37 Denunciar

Denise Costa

Gostaria de saber onde são ministradas as aulas aqui em POA?

20/06/2011 | 11h34 Denunciar

Siga Donna no Twitter

clicRBS
Nova busca - outros