Flexível e espaçoso18/07/2012 | 06h04

Alteração na planta aliada a reforma geral cria distintos cenários e dinamiza o living

Paleta de cor neutra na base – paredes e piso – permite o uso de tonalidades mais intensas nos revestimentos dos móveis e nos objetos

Enviar para um amigo
Alteração na planta aliada a reforma geral cria distintos cenários e dinamiza o living Eduardo Liotti,Divulgação/Casa&Cia
Paleta de cor neutra na base – paredes e piso – permite o uso de tonalidades mais intensas nos revestimentos dos móveis e nos objetos Foto: Eduardo Liotti,Divulgação / Casa&Cia
Ana Carolina Bolsson

ana.bolsson@zerohora.com.br

Para dar maior fluidez visual ao living e potencializar seu uso, a reforma neste apartamento de 124 metros quadrados no bairro Mont’Serrat na Capital removeu parte das paredes do antigo gabinete, localizado no miolo da planta, e integrou-o ao estar. – Os moradores (casal e filho adolescente) queriam mais espaço livre e boa circulação – diz a arquiteta Tania Bertolucci, responsável pela criação e execução, junto com Mireille Sanson, Carolina Nuerberg e Gabriela Áustria.

O piso de tabuão escuro da reforma anterior feita pelo mesmo escritório foi substituído por porcelanato cor areia, mesmo tom das paredes. A repaginação incluiu novos revestimentos de estofados, móveis de marcenaria e gesso no teto para uma luminotécnica mais elaborada.


Fotos: Eduardo Liotti, Divulgação

No que se refere ao projeto de climatização, as características estruturais da residência foram determinantes para a escolha do tipo de aparelho de ar-condicionado. O modelo desejado era o split do tipo cassete, encaixado no forro, que permite uma refrigeração mais eficiente em virtude das saídas de ar multilaterais. Porém, exige rebaixo em gesso de, no mínimo, 30cm, reduzindo pé-direito para uma altura inferior a 2m30cm.

Como solução, aproveitou-se uma parede estrutural do living para criar um espaço multifuncional. Entre a alvenaria e o painel que cobre a parede (onde foi instalada a TV), são embutidas as portas de correr. Ali também foram encondidos os dutos dos dois modelos de ar-condicionado split hi wall (de parede), um para cada lado do ambiente, sem comprometer o teto e, principalmente, climatizando a área de maneira adequada.

Portas ampliam ou dividem áreas


Com a alteração na planta depois da retirada de parte da alvenaria que dividia o gabinete e o living, duas portas de correr de vidro jato de areia com moldura de madeira e acabamento em laca acetinada na cor pérola (acima) maximizam ou compartimentam os dois ambientes de acordo com a necessidade. Também foram reaproveitados os vitrais existentes em uma das paredes, criando divisória para o escritório, com nova estética modernizada.

Bem-estar sob qualquer tempo


A modernização do living inspirou uma reforma mais ampla. Com aprovação e solicitação de mais interferência ao longo da execução, a transformação se estendeu pelo resto da residência, ampliando não apenas a obra, mas a satisfação dos moradores.

Na suíte do casal (acima) – 32,5 metros quadrados – apenas o laminado flutuante no piso do dormitório foi mantido. Em frente à cama, o painel de marcenaria com acabamento em laca branca que remete ao estilo Mondrian, por causa da modulação e da geometria, foi um pedido da dona da casa. Atrás da cama, painel em laca no tom pérola e papel de parede com textura aveludada na cor fendi completam o clima de aconchego.

Assim como no estar, a climatização teve cuidado especial no dormitório. O ar-condicionado split hi wall instalado na parede externa ameniza o calor provocado pela incidência direta do sol da tarde. Já no inverno, a lareira a álcool de alvenaria e revestida de mármore crema marfil próxima à sacada completa o conforto térmico nos meses mais frios.

FIQUE ATENTO À CLIMATIZAÇÃO IDEAL
– Embora mais caro do que o split hi wall, o modelo cassete tem se tornado o preferido porque não interfere na decoração, já que é completamente embutido no teto (D), e garante uma refrigeração uniforme devido às saídas de ar multidirecionais. Porém, não é comum em potências menores e por isso é indicado para ambientes com mais de 30 metros quadrados.

– Com ajuda especializada, considere as características e a viabilidade do espaço antes de escolher o tipo de aparelho, as necessidades técnicas de cada modelo e o melhor local para a instalação. É desagradável quando as saídas de ar ficam voltadas para a mesa ou o sofá. Planejar a climatização evita este tipo de inconveniente.

– Antes de comprar o ar-condicionado, oriente-se sobre a potência adequada para o ambiente. Sol, área e iluminação influenciam diretamente.

Fontes: arquiteta Tania Bertolucci e Gunter Gerson, engenheiro mecânico da Irmãos Gerson Climatização

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
clicRBS
Nova busca - outros