Saúde na Restinga25/05/2012 | 10h33

Construção de novo hospital avança na zona sul da Capital

Unidade mantida pelo Hospital Moinhos de Vento atenderá exclusivamente pelo SUS

Enviar para um amigo
Construção de novo hospital avança na zona sul da Capital Mateus Bruxel/Agencia RBS
Cerca de 150 operários trabalham para dar forma ao hospital Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Quem chega em frente à obra do Hospital da Restinga e Extremo Sul, em Porto Alegre, já não consegue mais enxergar o horizonte ao fundo. O avanço dos prédios erguidos até o último pavimento revelam os contornos de um sonho prestes a se tornar realidade.

A expectativa é que, até julho deste ano, a estrutura de concreto bruto esteja concluída. A instalação das alvenarias internas também está adiantada. Segundo o engenheiro civil André Bezerra, que coordena a execução do projeto pela empresa MPD Engenharia, estas fases finalizadas representarão 60% da obra. Ao mostrar a área onde será o centro cirúrgico, o engenheiro não esconde o orgulho.

— Aqui devem nascer os futuros bebês da Restinga — projeta.

Cerca de 150 operários trabalham para dar forma ao hospital. O contrato da MPD Engenharia com o Hospital Moinhos de Vento termina em fevereiro, mas um aditamento já está encaminhado para estender o prazo. Segundo Bezerra, a obra deve ser finalizada até o fim do primeiro semestre de 2013. Depois, devem ser necessários cerca de três meses para instalar mobiliários e equipamentos.

Na obra, um dos quartos de internação, com capacidade para cinco leitos, recebeu acabamentos e itens de mobília iguais aos que serão usados nas futuras dependências do hospital. O objetivo é fazer um teste que aponte ajustes necessários.

— Tudo o que foi usado será colocado nos outros cômodos também — afirma o engenheiro.

Erguido e mantido pelo Moinhos de Vento, o hospital irá atender apenas pelo Sistema Único de Saúde.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga @bemestarzh no Twitter

clicRBS
Nova busca - outros