De alta complexidade12/12/2011 | 13h15

Médico explica o PET Scan, exame que Lula fará para identificar possíveis focos de novos tumores

Ex-presidente passa por uma bateria de exames nesta segunda-feira para definir próximos passos do tratamento contra o câncer de laringe

Enviar para um amigo
Médico explica o PET Scan, exame que Lula fará para identificar possíveis focos de novos tumores Helvio Romero/Agência Estado
Exame permite mensurar a resposta do organismo à quimioterapia Foto: Helvio Romero / Agência Estado

No Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o início da manhã desta segunda-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa por uma bateria de exames para definir as próximas etapas do tratamento contra o câncer de laringe, diagnosticado em outubro. Além de laringoscopia e tomografia, a equipe médica pretende realizar um PET Scan, procedimento que serve para detecção precoce de tumores ou novos focos.

De acordo com o médico Gabriel Grossman, chefe da Medicina Nuclear do Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre, esse exame é de alta complexidade e é utilizado também em tratamentos de neurologia e cardiologia, mas em menor escala. Com o uso de um marcador (flúor 18), o PET Scan permite detectar com precisão novos focos de tumores, bem como verificar a regressão do câncer após sessões de quimioterapia. Junto ao flúor 18, é administrado no paciente uma substância chamada FDG, que age no corpo como se fosse glicose.

— O metabolismo das células cancerosas fica acelerado, por isso, elas buscam glicose com avidez. O marcador permite detectar pontos supercaptantes de glicose no organismo, que são potenciais para o surgimento de novos tumores — explica Grossman.

Conforme o médico, o PET Scan tem sido utilizado junto com a tomografia computadorizada. O flúor emite uma radiação, captada pelo equipamento de PET Scan, que mostra os pontos captantes, mas sem identificar o foco anatomicamente no corpo. Somado à tomografia computadorizada, o PET Scan permite localizar o tumor — ou possível tumor — no órgão específico em que ele se encontra.

— Esse exame é usado tanto para confirmar o diagnóstico de certos tipos de tumores, como para verificar a resposta do paciente à quimioterapia e, diante dos resultados, planejar a sequência do tratamento — esclarece o médico.

Se confirmada a expectativa de regressão do tumor, o ex-presidente Lula deverá iniciar ainda nesta segunda-feira a terceira e última sessão de quimioterapia no combate à doença. A equipe médica considera o risco pequeno, mas não descarta a possibilidade de o ex-presidente ser submetido a uma cirurgia, caso o tumor não tenha sofrido uma redução significativa em relação ao seu tamanho inicial. A expectativa é de que em janeiro Lula inicie as sessões de radioterapia e que o tratamento médico seja finalizado em fevereiro.

Notícias Relacionadas

Tratamento 12/12/2011 | 08h12

Lula volta ao hospital para nova etapa de tratamento contra o câncer

Ex-presidente passa por bateria de exames e deve ser submetido à terceira e última sessão de quimioterapia

Careca contra a doença 21/11/2011 | 12h50

Para especialistas, divulgação de fotos de Lula sem cabelo e barba é incentivo a pacientes com câncer

Queda de cabelo é preocupação de quem enfrenta tratamento quimioterápico

Luta contra o câncer 21/11/2011 | 09h11

Lula faz segunda sessão de quimioterapia

Ex-presidente deve voltar apenas amanhã para São Bernardo do Campo

Em tratamento contra câncer 16/11/2011 | 17h48

FOTO: Lula aparece sem barba e sem cabelo

Segundo Instituto Cidadania, Marisa cortou o cabelo e fez a barba do marido

Luta contra o câncer 09/11/2011 | 13h40

Equipe multidisciplinar ajuda a lidar melhor com efeitos colaterais da quimioterapia

Ocorrências de febre e enjoos são inevitáveis durante o tratamento, diz oncologista

Alerta 01/11/2011 | 14h16

Câncer de laringe atinge entre 8 mil e 10 mil pessoas por ano no Brasil

Órgão é responsável pela produção da voz e pela proteção das vias respiratórias

Comentar esta matéria Comentários (3)

Solange

Faço tratamento no Instituto do Cancer na Sta Casa e vou fazer esse exame pelo SUS no Hospital Heliópolis dia 11 de Setembro...

02/08/2013 | 16h12 Denunciar

Andre

A única coisa que ele não disse é que este exame é caro e inespecífico, até foco inflamatório dá falso positivo...

12/12/2011 | 18h22 Denunciar

Juliana

Pq não divulgam tb que esse exame é somente particular! E que custa entre 3000 e 5000 reais?? Quem depende do SUS morre!

12/12/2011 | 14h30 Denunciar

Siga @bemestarzh no Twitter

clicRBS
Nova busca - outros