Racha no PP12/06/2012 | 14h41Atualizada em 19/06/2012 | 14h59

"Vou subir no palanque de Manuela D'Ávila", diz Ana Amélia Lemos

Mesmo com a decisão da sigla de se aliar a Fortunati, a senadora reafirmou apoio à deputada

Enviar para um amigo
"Vou subir no palanque de Manuela D'Ávila", diz Ana Amélia Lemos Jean Schwarz/Agencia RBS
Derrotada na pré-convenção do PP, parlamentar não seguirá orientação do partido. Foto: Jean Schwarz / Agencia RBS

Insatisfeita com a decisão do Partido Progressista (PP) de Porto Alegre de apoiar a candidatura do prefeito José Fortunati (PDT) à reeleição, a senadora Ana Amélia Lemos reafirmou, nesta terça-feira, o que alguns membros da sigla preferiam não ouvir: a parlamentar não só vai ignorar a orientação do diretório municipal, como fará campanha para a deputada federal Manuela D'Ávila (PC do B).

— Em função da lei eleitoral, não poderei, como gostaria, participar dos programas de TV da deputada. Mas não estou impedida de usar as redes sociais e vou subir no palanque dela. Quero levar Manuela ao paço municipal, porque tenho convicção de que é a melhor candidata — disse Ana Amélia, em uma conversa por telefone, desde Brasília, no início desta tarde.

A senadora lamentou o resultado da votação do PP, ocorrida na noite de segunda-feira, na Câmara de Vereadores da Capital. Fortunati recebeu 63 votos e Manuela, 44.

— O voto secreto certamente encorajou alguns membros que haviam manifestado apoio à nossa proposta a desistirem na última hora — avaliou Ana Amélia.

Apesar disso, reconheceu que o resultado "já estava previsto". A partir de agora, pretende planejar sua inserção na campanha comunista e diz não temer ser acusada de infidelidade partidária:

— Duvido que alguém atire a primeira pedra. E tem mais: eu tenho de dar satisfação às 400 mil pessoas que me deram votos em Porto Alegre. E, quanto a isso, estou muito tranquila.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
clicRBS
Nova busca - outros