Parceria e coligação16/04/2012 | 15h39

PSD oficializa apoio a Manuela D'Ávila e indica Nelcir Tessaro para vice-prefeito

Tessaro abrirá mão de posição caso PP de Ana Amélia Lemos se agregue à chapa

Enviar para um amigo
PSD oficializa apoio a Manuela D'Ávila e indica Nelcir Tessaro para vice-prefeito Luciano Leon/Divulgação
O anúncio da coligação reuniu Manuela, vereadores do PSD e o deputado federal Danrlei Hinterholz. Foto: Luciano Leon / Divulgação

No início da tarde desta segunda-feira, o PSD oficializou o apoio à candidatura de Manuela D'Ávila (PC do B) na eleição à prefeitura de Porto Alegre.

A sigla fundada por Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, indicou o vereador Nelcir Tessaro para a vaga de vice-prefeito na chapa da comunista. O PSB, também aliado de Manuela, indicou o vereador Airto Ferronato para a vaga de vice. 

No entanto, ficou acordado que Tessaro e Ferronato abrirão mão da posição caso outro partido de maior parte – possivelmente o PP da senadora Ana Amélia Lemos – se agregue à chapa. O acordo entre PC do B e PSD prevê, além da parceria na chapa majoritária, a coligação na eleição proporcional.

A parceria na eleição para a Câmara de Vereadores foi decisiva para que o PSD optasse pela união com Manuela. Com três vereadores exercendo mandato (Bernardino Vendruscolo, Tarciso Flecha Negra e o próprio Tessaro), a cúpula do PSD avaliou que seria mais fácil buscar a reeleição dos seus parlamentares em aliança com o PC do B. Em coligação com partidos mais fortes, como PT ou PDT, os nomes do PSD para a Câmara poderiam acabar atropelados pelos votos dos candidatos das outras siglas.

O anúncio da coligação reuniu Manuela e os três vereadores do PSD, além do deputado federal Danrlei Hinterholz.

Ainda não se sabe o quanto o PSD poderá agregar à campanha da comunista. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve decidir no final de abril se será reconhecido o direito da sigla de Kassab a ter tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV de forma proporcional à bancada na Câmara dos Deputados. Os repasses do fundo partidário ao PSD também serão julgados pelo TSE na mesma ocasião. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, emitiu parecer contrário aos anseios do partido.

Agora, Manuela ainda espera poder contar com a parceria do PP, sigla que fortaleceria significativamente a sua chapa. Ela conta com a simpatia de Ana Amélia, que tem feito diversos movimentos para convencer os progressistas que ainda resistem à ideia. A própria senadora já afirmou que deverá apoiar Manuela independentemente da posição do diretório municipal do seu partido, que prefere ficar ao lado do prefeito José Fortunati (PDT) na tentativa de reeleição. A comunista ainda espera contar com o apoio de outras siglas menores, como o PSC.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
clicRBS
Nova busca - outros