Versão mobile

Opinião18/12/2013 | 08h34

Carlos Wagner: os executivos do tráfico gaúcho

Organizado em uma espécie de consórcio, bando desarticulado ontem era especializado em roubo e clonagem de veículos, tráfico de drogas e de armamento pesado e assaltos a bancos na serra gaúcha

Enviar para um amigo

A paciência é o pilar da investigação. A Operação Expansão é uma das raras ocasiões em que a polícia consegue derrubar os cabeças, como são definidos os donos do capital, das armas e das estratégias que determinam os alvos a serem atacados pelas quadrilhas.

Leia mais
Quadrilha desarticulada pela polícia participava de diversos ramos criminosos
Investigação policial que desarticulou quadrilha durou dois anos

Esses homens presos operam nas sombras. Os chamados “capangas” (ou “operacionais”) são os bandidos que atacam os alvos, geralmente jovens em busca de aventura e de dinheiro fácil. É muito comum ouvir, pelos corredores das delegacias, a expressão “enxugar gelo” para descrever a continuidade dos crimes, que é creditada às leis que tratam com pouca severidade os criminosos. Eis um lado da questão.

O outro é que as pessoas presas simplesmente já haviam substituído os capangas que foram presos durante assaltos anteriores e assim por diante. Desta forma, foram precisos dois anos, e muita paciência, para a polícia conseguir desarticular esse grupo. Mas o trabalho ainda não está completo. Será preciso mais uma dose de paciência para conhecer e esmiuçar o sistema de lavagem de dinheiro que eles montaram.

 
Arte ZH, Reprodução

Se esse sistema não for destruído, o dinheiro continuará abastecendo esses criminosos. E mesmo na cadeia eles continuarão financiando o crime. Aliás, o sistema de comprar armas no Uruguai e drogas no Paraguai, usando como moeda de troca carros clonados, não é novo. Seguindo a lógica do crime, um outro grupo de financiadores de criminosos deve substituir o que foi preso. Destruir esse sistema é o sonho de consumo dos policiais. A Operação Expansão foi uma pedrada bem dada nos “cabeções”.

Delegado fala sobre operação contra o tráfico de drogas

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • noataque

    noataque

    Diogo OlivierCresce a bronca com os preços do Beira-Rio http://t.co/AsredAbRu0há 3 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraBom dia, pessoal!há 40 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros