Versão mobile

Boa nova musical28/02/2014 | 09h59

Disco de estreia de Meliza e Piero é novidade cheia de frescor na música de SC

Trabalho autoral dos músicos de Florianópolis tem referências da bossa nova, samba, choro e MPB contemporânea

Enviar para um amigo
Disco de estreia de Meliza e Piero é novidade cheia de frescor na música de SC Jessé Giotti/Agência RBS
Primeiro álbum de Meliza e Piero está à venda pela internet Foto: Jessé Giotti / Agência RBS

Certas canções inspiram aquela sensação do quanto-mais-melhor. O disco de estreia de Meliza e Piero tem esse efeito: na medida em que se ouvem atentamente as 11 faixas do álbum homônimo, vai-se descobrindo novas nuanças, no dedilhado de um solo de violão ou na precisão da voz numa mudança de nota, na letra que desperta um tipo de emoção singela adormecida pela rotina. Com influências da bossa nova, samba clássico, choro e música brasileira contemporânea, o duo de Florianópolis aponta para uma nova e suave safra musical.

:: Assista:


As músicas são de autoria de Meliza Souza Machado, 28 anos, dona de uma voz cheia de doçura e delicadeza, que não perde por isso a força. Ela se situa num entremeio de Marisa Monte e Ceumar, mas com afinação bem particular. Também delicadas são suas composições, escritas com base em referências de seu cotidiano e carregadas de uma simplicidade encantadora. São letras que falam do primeiro ou eterno amor, de flores, do tempo, do prazer na caminhada da vida.

Meliza e Piero se conheceram no lugar onde habita a música. Desde que aprendeu aos 15 anos a tocar violão com pai, em Bagé, sua cidade natal, é como se Mel aguardasse o tempo certo de fazer germinar essa semente musical.

- Quando eu e Piero nos conhecemos ele ouviu as músicas e nos juntamos para tocar um projeto bem autoral. Foi um encontro, muito mais que uma escolha - diz ela.

O encontro foi no final de 2008 em Florianópolis. Piero Diogo Nossol, produtor, violonista, guitarrista - ele também faz o vocal no disco - é a outra base complementar do projeto.

- A gente não se prende a fórmulas - diz ele sobre a identidade musical do duo. - Tem referência dos clássicos, de bossa, samba, Gil, Caetano, Marcelo Camelo, Marisa Monte. Mas a gente pega a influência disso tudo, incluindo rock e outros gêneros, para fazer nossa música.

:: Ouça a canção A Rosa:


O disco tem a chancela do violonista Luiz Sebastião Juttel, que fez a produção e os arranjos. O álbum também teve a contribuição de mais 15 músicos de Florianópolis que agregaram impressões bastante singulares às canções.

- Tocar cover é legal, mas tocar música própria é melhor. É o trabalho autoral que te consagra como artista, que te leva para outros lugares - diz a cantora.

Meliza e Piero se apresentam com diferentes formações e parceiros, tanto com banda quanto com o Duo Acompanhado, formado pelos músicos UBrother e Nathan. Eles lamentam haver poucas casas em Florianópolis dispostas a mostrar músicos com trabalhos autorais.

O disco saiu do forno no começo deste ano e por enquanto a estratégia de divulgação é pela internet - território virtual e sem fronteiras onde os músicos já são conhecidos em todo o país.

O show de lançamento oficial do disco está sendo planejado para breve em Florianópolis. Por enquanto, é possível conhecer o duo na página oficial do Facebook e ouvir as canções no portal Soundcloud.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • blogdozini

    blogdozini

    luiz zini piresPressão argentina garante juiz chileno em San Lorenzo e Grêmio: O San Lorenzo bateu palmas quando soube que o ... http://t.co/P14OtLv2IPhá 13 minutosRetweet
  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesMais de mil réplicas de taça da Copa são apreendidas na China -> http://t.co/N2tHSMVRuj http://t.co/G5lg98ag5fhá 21 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros