Versão mobile

Caso encerrado17/12/2013 | 19h54

Pedido de quebra de decoro dos parlamentares da CPI da Kiss é arquivado

Comissão investigava responsabilidade de agentes públicos no incêndio da boate

Enviar para um amigo
Pedido de quebra de decoro dos parlamentares da CPI da Kiss é arquivado Cristian Cunha/Divulgação
Subcomissão não encontrou provas para penalizar vereadores Foto: Cristian Cunha / Divulgação

A Subcomissão  de Ética e Decoro Parlamentar, da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores de Santa Maria, criada para apurar o trabalho de parlamentares integrantes da CPI da Kiss, decidiu arquivar, nesta terça-feira, o processo movido contra os parlamentares que fizeram parte da CPI (Dr. Tavores, DEM, Maria de Lourdes Castro, PMDB, e Sandra Rebelato, PP). Com isso, o trabalho está encerrado e não vai passar pela apreciação do plenário. O processo havia sido instalado após pedido de populares.

A justificativa da comissão, formada pelos vereadores Coronel Vargas (PSDB), Sérgio Cechin (PP) e Werner Rempel (PPL), é de que, no
caso de Sandra Rebelato, não há provas da participação da parlamentar na gravação que supostamente demonstraria direcionamento na condução da CPI que tratava da investigação da responsabilidade dos órgãos públicos no incêndio da Kiss.

No caso de Tavores, a subcomissão entendeu que a participação dele na gravação foi irrelevante e não configurava como quebra de decoro parlamentar. A vereadora Maria de Lourdes, falecida em setembro, foi excluída do processo.

Diário de Santa Maria

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraBom dia, leitores! Um ótimo domingo a todos!há 1 horaRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraLiderando de ponta a ponta, Lewis Hamilton vence o Grande Prêmio da Chinahá 2 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros