Versão mobile

Imagem arranhada10/12/2013 | 07h40

Ministério Público pede interdição da Arena Joinville

Nota oficial ainda afirma que MP e PM vão analisar o caso e buscar uma solução para que os 'organizadores cumpram com suas responsabilidades'

Enviar para um amigo
Ministério Público pede interdição da Arena Joinville  joinville,arena,destruição/Agencia RBS
Arquibancadas foram o palco da pancadaria Foto: joinville,arena,destruição / Agencia RBS

O Ministério Público de Santa Catarina, por meio de seu site oficial, divulgou uma nota em que pede à Justiça a interdição da Arena Joinville para o ano de 2014. De acordo com o órgão, irregularidades estruturais foram apontadas pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e engenheiros contratados pelo próprio MP-SC.

A nota surpreendeu o presidente da Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville, Fernando Krelling, responsável pela manutenção do estádio. Ele disse não entender algumas das irregularidades apontadas no documento.

— Isso é uma injustiça. A maioria dos itens apontados pelo Ministério Público já foi resolvida. Protocolamos um documento no dia 21 de agosto que comprovou as melhorias exigidas.

De acordo com Krelling, a Felej sempre procurou seguir todos os prazos estabelecidos pelo Ministério Público de SC.

Segundo ele, a maioria dos itens apresentados já foi sanada, ou eles estão sendo implementados na Arena Joinville. Este é o caso, por exemplo, do projeto preventivo de incêndios e da instalação de para-raios, que estão em andamento.

Além disso, o presidente prometeu que o estádio estará com cadeiras novas e numeradas até a realização da Copa do Mundo de 2014.

Leia a nota oficial na íntegra

O Ministério Público de Santa Catarina e a Polícia Militar de Santa Catarina vêm a público prestar as seguintes informações sobre os atos de violência ocorridos na cidade de Joinville, quando do jogo de futebol entre as agremiações do Atlético Paranaense e Vasco da Gama:

1. Não há, no âmbito do Ministério Público ou da Polícia Militar de Santa Catarina, diretriz institucional voltada ao não policiamento das áreas internas dos estádios de futebol de Santa Catarina;

2. Especificamente no que tange à situação ocorrida em Joinville, a forma pela qual foi prestado o policiamento no referido jogo de futebol resultou de deliberação ocorrida entre a Polícia Militar e os administradores da Praça Desportiva denominada "Arena de Joinville", quando discutidos previamente os assuntos referentes às ações de segurança nas áreas interna e externa do referido estádio e quando estabelecido que, em conformidade com a legislação vigente, caberia aos promotores do evento, no caso os representantes do Atlético Paranaense, a contratação de segurança privada para a atuação nas áreas não acessíveis ao público, bem como para a formação e/ou vigilância da barreira que deveria dividir as torcidas. Tais incumbências, inclusive, constam expressamente do item "d" da cláusula terceira do Contrato de Prestação de Serviços entre os administradores da Praça Desportiva e os representantes do Atlético Paranaense;

3. Em face disso, coube à Polícia Militar o policiamento externo e o estado de prontidão para casos de ocorrência de conflitos ou qualquer outro tipo de quebra da ordem pública, sendo que para tal designou 113 (cento e treze) profissionais;

4. Frisa-se que os atos de violência se deram exatamente na área sob responsabilidade da segurança privada, haja vista que a divisão das torcidas não se deu a contento. Tão logo se verificou a quebra da ordem, a Força Pública passou a agir, restaurando-a, socorrendo os feridos, identificando e detendo os principais autores das agressões;

5. No que tange à atuação do Ministério Público, cumpre informar que, em 22/02/2011, no exercício da autonomia funcional que lhe é própria, foi instaurado, no âmbito da Promotoria da Defesa do Consumidor de Joinville, procedimento voltado à verificação da regularidade do funcionamento da "Arena Joinville", sendo constatado no mesmo, consoante apontado pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e engenheiros contratados pela Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville, diversas irregularidades, o que motivou o aforamento, no último dia 02/12/2013, de ação civil pública voltada ao seu saneamento, com a interdição da "Arena Joinville" para a realização de eventos esportivos e adequação na prestação da segurança, inclusive pela Polícia Militar, para o ano de 2014 e mediante a prévia oitiva de todas as entidades demandadas, até que sanadas todas as irregularidades tecnicamente apontadas. Referida ação não contempla a postulação de qualquer medida para o corrente ano de 2013;

6. Em face de ofício anterior, no qual comunicada a irregularidade na forma do policiamento então vigente, bem como do conhecimento do teor da aludida ação civil pública, o Comando local de policiamento de Joinville entendeu por aplicar previamente o que nela era buscado para o ano de 2014, passando a agir em respeito ao princípio da universalidade do policiamento, sem interferir naquilo que é próprio da iniciativa privada;

7. Ressalta-se que o caso ocorrido em Joinville será objeto de análise detalhada por parte do Ministério Público e Polícia Militar, por meio dos procedimentos próprios, buscando-se ainda a interação das demais instituições do sistema de segurança pública e da persecução criminal. Cuida-se, com isso, fazer cumprir a legislação vigente no que se refere à garantia dos direitos dos torcedores e demais cidadãos. Além disso, buscar-se-á a adequada solução para que os organizadores cumpram com suas responsabilidades quando da realização de novos eventos dessa natureza no Estado de Santa Catarina.

Notícias Relacionadas

Violência 09/12/2013 | 18h45

Ministério Público e Polícia Militar do Estado emitem nota sobre pancadaria na Arena Joinville

Segundo o documento, os promotores do evento são os responsáveis pela segurança do estádio

Contribuição 09/12/2013 | 15h21

Polícia pede ajuda da população para reconhecer envolvidos na pancadaria na Arena Joinville

Segundo o delegado Dirceu Silveira Junior, além dos três presos, outros torcedores que participaram já foram identificados

Imagem arranhada 09/12/2013 | 13h36

Prefeito afirma que pancadaria na Arena prejudica negociação pela vinda da Rússia para treinar em Joinville durante a Copa

Udo também lamentou que a Polícia Militar não estava dentro da arena fazendo a segurança do jogo

Pancadaria  09/12/2013 | 12h18

Após briga, Felej avalia se vai continuar alugando a Arena Joinville

Apesar da barbárie, prejuízos a estrutura física seriam poucos

Briga na Arena 09/12/2013 | 11h55

Torcida organizada do Atlético-PR já alertava para possíveis confrontos em Joinville

Em site, grupo não vendia passagens da excursão para mulheres e crianças

Briga na Arena 09/12/2013 | 09h05

Provocações entre torcedores de Vasco e Atlético-PR começaram antes do jogo nas ruas de Joinville

Repórter conta que clima de tensão foi sentido durante toda a tarde de domingo

Violência 09/12/2013 | 08h39

Três feridos em confusão na Arena Joinville seguem internados

Torcedores estão em observação, conscientes e não correm risco de morte

Briga na Arena 09/12/2013 | 08h23

Atlético Paranaense divulga nota sobre briga na Arena Joinville

Em nota oficial, clube lamenta acontecimentos e afirma que diretoria tomará providências

Briga na Arena 08/12/2013 | 21h30

Três torcedores do Vasco são encaminhados ao presídio de Joinville

Eles foram detidos na noite deste domingo. Um deles estava escondido em banheiro de ônibus que partia da cidade

Briga das torcidas 08/12/2013 | 20h39

Comando da PM analisa documentos enviados pelo Ministério Público após briga de torcedores na Arena Joinville

Instituições não se entendem sobre ausência da PM no estádio

Violência 08/12/2013 | 20h21

Briga generalizada na Arena Joinville repercute em jornais internacionais

Cenas do confronto entre torcedores do Vasco e Atlético PR são destaque em sites do Brasil e do mundo. Internautas usaram as redes sociais para manifestar indignação

Campeonato Brasileiro 08/12/2013 | 20h20

Atlético-PR garante vaga na Libertadores e Vasco amarga rebaixamento

Partida marcada por briga termina em 5 a 1 para o time paranaense

Confusão na Arena 08/12/2013 | 19h39

Ministério Público nega que tenha determinado ausência da PM na Arena Joinville

Ação da Promotoria da Defesa do Consumidor enumera problemas de falta de segurança

Violência 08/12/2013 | 17h36

Confusão na Arena Joinville acaba com quatro feridos

Assessoria do hospital diz que nenhum dos feridos corre risco de morrer. Um deles já foi liberado

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraRT @RdGaucha: Neste momento são 15 táxis bloqueando o cruzamento da Sebastião Leão com a Érico Veríssimo. Brigada e EPTC chegam agora.há 40 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraMinistério da Saúde afirma que estratégia para combater a gripe A vai além da ampliação da vacinação. http://t.co/o4t6Bd4Aifhá 40 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros