Versão mobile

Vai que cola10/12/2013 | 07h21

Caxias tenta convencer Austrália a mudar de ideia e treinar na cidade antes da Copa

Técnico da equipe já declarou publicamente que treinará em Vitória, no Espírto Santo

Enviar para um amigo
Caxias tenta convencer Austrália a mudar de ideia e treinar na cidade antes da Copa Nathália Ely/Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer
Delegação australiana visitou os estádios Beira-Rio e Arena do Grêmio Foto: Nathália Ely / Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer
Caxias segue firme na tentativa de ter uma seleção treinando na cidade no período de preparação para a Copa. Aproveitando-se da presença de dirigentes da Austrália em Porto Alegre, nesta segunda-feira, o secretário de Esporte e Lazer, Washington Stecanela, enviou o assessor Fernando Caberlon para convencer a delegação estrangeira a subir à Serra.

Foi entregue ao técnico Ange Postecoglou e ao gerente nacional de times, Gary Moretti, o livro da cidade para a Copa. Postecoglou já havia declarado que sua equipe treinará em Vitória, no Espírito Santo. Por isso, relutou em aceitar fazer a visita e pediu um tempo para responder. Contudo, as seleções tem até o dia 12 as seleções para indicar as três sedes em que gostariam de ficar, o que não foi feito ainda pelos australianos. 

— Não fiquei muito otimista, já que estão praticamente fechados com Vitória. Mas aí o sorteio mandou eles para cá. Foi o que aconteceu com a Costa Rica, que estava quase fechada aqui, mas vai jogar lá no Nordeste. A diferença é que o Espírito Santo não fica tão longe. Ficaram de avaliar e dar uma resposta (até terça-feira) — avalia Washington.

Caxias tem dois aliados na prospecção do país da Oceania: o clima e a Marcopolo. Apesar de jogar sua primeira partida em Cuiabá, no Mato Grosso, diante do Chile, no dia 13 de junho, a equipe de Postecoglou jogará seus dois últimos jogos na primeira fase no Sul: em Porto Alegre, dia 18, contra a Holanda, e em Curitiba, dia 25, diante da campeã Espanha. A proximidade entre as cidades agrada o técnico.

A Marcopolo, empresa com base em Caxias, tem no país do canguru quatro fábricas, e seria o elo para o sucesso das negociações. Washington ainda busca uma costura com a empresa para avançar nas tratativas com os australianos.

A comitiva visitou os estádios Beira-Rio, campo de jogo, e Arena do Grêmio, onde poderá realizar treinamentos.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesTécnico do San Lorenzo prevê que Grêmio ira jogar para se defender http://t.co/FU8nta1MyYhá 28 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraFilosofia dos g0ys divide opiniões entre ativistas do movimento LGBT http://t.co/CfyNtQpJo8há 42 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros