Versão mobile

Entrevista12/12/2013 | 07h02

Aos 16 anos, joinvilense lança romance com pitada de ficção científica

Marina Carmisin é autora do livro Sob o Céu Estrelado e já escreve a continuação, Sob o Céu Obscuro

Enviar para um amigo
Aos 16 anos, joinvilense lança romance com pitada de ficção científica Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Sob o Céu Estrelado: Mude Seu Jeito de Olhar e Assim Mudará Sua Perspectiva, de Marina Carmisin. CRV, 180 páginas, R$ 35,90 Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

No céu da joinvilense Marina Carmisin, de 16 anos, não há só astros, mas vida inteligente. Numa trama cheia de mistério e romance, ela aproveitou a criatividade para criar Sophie Stewart – uma personagem doce, gentil, meiga, confusa, e que, além de estar passando por todos os problemas típicos adolescentes, ainda tem o mundo para salvar. A ela, unem-se o mocinho John e os alienígenas Logan e Chelsealee.

Sempre dando prioridade à escola e às leituras para o vestibular (ela quer tentar Letras, Jornalismo ou Direito), Marina passou um ano escrevendo sua primeira obra, a recém-lançada Sob o Céu Estrelado.

Mas a ideia de transformar a criação em livro só veio depois que se deu conta de que já havia produzido 100 páginas de texto. Ainda assim, a garota não esperava que a história fosse aprovada por uma editora. Quando a CRV sinalizou positivamente para a publicação, Marina ficou tão nervosa que pensou em desistir.

— Mandei para a editora tendo a mais absoluta certeza de que eles não aceitariam. Acredito até que esse foi o motivo para ter tido coragem de deixar os outros verem meu trabalho. Quando aceitaram e providenciaram tudo, eu percebi: e agora? Todo mundo vai ler a minha história maluca e amadora? Enfim, não tinha mais como voltar atrás, e as críticas de pessoas próximas a mim eram uma preocupação intensa. Mas aqui estou, realizando um sonho que eu nunca teria coragem de realizar — revela, aos risos.

::Confira a entrevista completa no blog Marca-página::

Assim como Marina, a protagonista tem 16 anos. Quando a criou, no entanto, a jovem escritora ainda não havia completado essa idade. A personagem, então, surgiu como um ideal de quem Marina gostaria de se tornar.

— Ela é ela mesma o tempo todo. Sophie sente medo de tudo, mas enfrenta de cabeça erguida todos os problemas. Eu gostaria de ser assim, quero dizer, na sociedade e no mundo real, sempre temos que fingir algo que não queremos, falar ou não falar algo para satisfazer quem está a nossa volta. Poucos são espontâneos. Eu gostaria de ser livre e ao mesmo tempo fazer parte de algo maior.




Como o lançamento é parte de uma trilogia, a autora está produzindo o segundo volume da saga. Sem deixar de lado o tom de suspense, Marina adianta que, em Sob o Céu Obscuro, Sophie amadureceu e está mais segura do que quer. Cheia de coragem, ela vai à Marte para tentar salvar Logan, que enfrenta uma doença terminal sem cura.

Por falar em amadurecimento, a jovem tem opinião muito firme quando o assunto é sua idade:

— As pessoas ficam admiradas, prestam mais atenção porque é raro um livro produzido por alguém tão jovem. E sim, é difícil publicar um livro, mas o reconhecimento deveria provir mais da história e não da idade. A maioria das pessoas não leva muito a sério, afinal quem escreveu foi uma "criança", e, embora isso abra menos margem para os comentários depreciativos, também faz com que todos fiquem muito mais focados na conquista do que na história. de qualquer forma, sinto-me muito honrada por ser concedida essa oportunidade a mim.

::Confira a entrevista completa no blog Marca-página::

Notícias Relacionadas

Entrevista 04/12/2013 | 07h02

Escritora americana Elle Casey lança no Brasil a série fantástica A Guerra dos Fae

Em conversa por e-mail, escritora fala sobre a produção da saga, seu sucesso na Amazon e a relação com os leitores

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraTiroteio e incêndio assustam moradores da zona norte de Porto Alegre: http://t.co/NsPJ1SJVTqhá 1 horaRetweet
  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesRT @zh_gremio: Gremista ZH: Dos males, "o menos pior" ---> http://t.co/XarKpqarpKhá 3 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros