Versão mobile

Exposição10/12/2013 | 07h02

43ª Coletiva de Artistas de Joinville começa nesta terça-feira

Essência é o tema desta edição. Na mostra, o público vai encontrar desenhos, fotografias, esculturas e vídeos

Enviar para um amigo
43ª Coletiva de Artistas de Joinville começa nesta terça-feira Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Renato Veiga é um dos participantes da mostra, com a obra Mente do Artista Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

"A questão em aberto: a arte será verdadeira como processo, se não se funda na própria pessoa? E como processo, se não dialoga com os observadores, pode sua essência ser atingida?".

As dúvidas lançadas por Walter de Queiroz Guerreiro, curador da 43ª Coletiva de Artistas de Joinville, revelam, de cara, o âmago da mostra de arte contemporânea que se inicia nesta terça-feira, com lançamento às 19 horas. O tema do evento permeia as perguntas de Walter por meio da reflexão: essência.

O maior encontro da cidade na área recebeu recursos do Edital de Apoio à Cultura 2013, modalidade do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec), organizado pela Fundação Cultural de Joinville.

Veteranos no evento, os oito selecionados pelo mecanismo – Cyntia Werner, Giovanna Fiamoncini, Renato Veiga, Sérgio Adriano H., Sonia Rosa, Nilton TiroTTi, Priscila dos Anjos e Rogério Negrão – apresentam ao público desenhos, fotografias, esculturas e videoinstalações até 16 de março de 2014, no Anexo 1 da Cidadela Cultural Antarctica, ambiente temporário do Museu de Arte de Joinville (MAJ).

Confira quais trabalhos estarão expostos na mostra:

Vale da Estranheza, de Cyntia Werner



Uma série com estudos anatômicos feitos com lápis grafite sobre papel, em que as figuras são apresentadas como se fossem marionetes, onde o modelo que posa para o desenho pode ser manipulado para que fique na posição desejada. O título foi retirado de um estudo sociológico que trata da relação entre o ser humano e a robótica. Nele, o vale acontece no momento em que a figura do robô se aproxima tanto da aparência humana que passa a causar repulsa.

Cyntia Werner
Graduada na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e em Jornalismo na PUC de Curitiba. Participa ininterruptamente desde a 39ª Coletiva, em 2009.

Fotografias sem título, de Giovanna Fiamoncini


Criação de seres mitológicos que cortam tempo e espaço e se firmam como imagem. Essas entidades possuem características de monstros ou deuses de diferentes crenças, mitologias e religiões. Portanto, são também reflexo do temor punitivo que atribuímos a um ser com mais poderes do que nós, que nos julgará em algum momento e nos trará como punição nosso maior medo.

Giovanna Fiamoncini
Graduada em Desenho Industrial e Comunicação Visual na Univille e pós-graduada em Inovação e Gestão do Design pela FCJ. Conhece e participa desde a 30ª Coletiva, em 2000.

Mente do Artista, de Renato Veiga



O trabalho se resume a uma sala com cerca de 300 bolas transparentes e coloridas ao mesmo tempo, onde o público é convidado a interagir com um suposto pensamento do artista, adentrando em sua mente (sala), tanto por uma porta, como por um trampolim de mais de 2 metros de altura.

Renato Veiga
Publicitário, participa da Coletiva desde 2009, na 38ª edição.

Preto de Alma Branca, Branco de Alma Preta e Choque Temporal, de Sérgio Adriano H.


A obra, composta por duas fotografias e um vídeo, não é sobre racismo, mas sobre diversidade de culturas. O artista questiona o grau de pressão que sofremos diariamente na sociadede e quais pressões cedemos incondicionalmente para manter a razão. Com isso, a obra se torna uma mente em busca de novos hábitos.

Sérgio Adriano H.
Formado em Artes Visuais pela Univille, cursa mestrado em Filosofia da Arte e Semiótica na Faculdade São Bento, em São Paulo. Participa da Coletiva desde 2002, na 32ª edição.

Ressonâncias: Lembranças Esquecidas, de Sonia Rosa



Uma escultura de brinquedos brincados com 5 metros de altura feita a partir de um fardo de brinquedos comprimido em um lixão. O trabalho remete à nossa essência aos primeiros anos quando tudo aprendemos, tudo conhecemos e tudo está armazenado em nosso íntimo, quer a gente lembre ou não.

Sonia Rosa
Participou das Coletivas de 2002, 2003 e 2012. Conhece a evolução do evento desde o seu início.

Seres Afetuosos, de Nilton TiroTTi


O artista investiga indícios de marcas por meio da relação de elementos da natureza e suas relações afetivas. O registro da trajetória recortada cria relações e formas que permitem revelar instantes poéticos para olhar o início, o presente e a reflexão do que poderá ser um futuro.

Nilton TiroTTi
Graduado em Design na FAAP, em São Paulo. Sua primeira participação na Coletiva foi em 1998. Após quatro anos de ausência, retorna agora ao evento.

Eu Também Sou Filho de Deus, de Priscila dos Anjos


A obra é um recorte fotográfico da imagem de São João Batista, com seu dedo apontando para o céu. A artista busca a ideia de pertencimento, questiona como se pode julgar o outro, se ele é ou não digno de ser amado e respeitado, fala das questões religiosas que selecionam e catalogam os ditos santos e não santos, diz respeito às escolhas e aos parâmetros religiosos.

Trilha do Carbono, de Rogério Negrão


Na terceira participação do artista no evento, ele apresenta dois vídeos que se complementam através de um único som. Os filmes foram editados a partir de fotografias da superfície riscada de discos antigos que pertenciam ao pai dele e de imagens noturnas formando grafias de luz. A relação entre as imagens se dá pelo som da agulha no final de um disco riscado que também se assemelha ao crepitar de uma fogueira.

Rogério Negrão
Designer Industrial, sua primeira participação foi na 36ª Coletiva, em 2006.

O QUÊ: 43ª Coletiva de Artistas de Joinville.
QUANDO: abertura em 10 de dezembro, às 19 horas. Até 16 de março de 2014, de terça a sexta-feira, das 9 às 17 horas. Aos sábados, domingos e feriados, das 12 às 18 horas.
ONDE: Museu de Arte de Joinville  (Anexo 1, na Cidadela Cultural Antarctica).
QUANTO: entrada gratuita.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraCaso Bernardo: menino foi dopado antes do assassinato, disse amiga de madrasta à polícia: http://t.co/AE9d3GzmJshá 1 horaRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraProtesto contra a Copa termina com depredação e 54 presos em São Paulo: http://t.co/UtqYQTnrX8há 1 horaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros