Versão mobile

Impacto no bolso19/05/2012 | 21h30

Roubo de carro faz disparar preço do seguro em Porto Alegre

Capital nacional dos ladrões de veículos, Porto Alegre vê os valores dos seguros inflarem devido à ação dos criminosos

Enviar para um amigo
Roubo de carro faz disparar preço do seguro em Porto Alegre Fernando Gomes/Agencia RBS
Apólice de um veículo que tem como endereço a Rua Domingos Seguezio, na Zona Norte, pode custar até R$ 2 mil Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
A indústria criminosa que transformou Porto Alegre na capital nacional do roubo de veículos impõe um sobrepeso que impacta diretamente no bolso dos motoristas. Comparado a outras 10 capitais, o preço do seguro de automóveis para os porto-alegrenses é um dos mais caros do país.

Um dos fatores que pressiona o custo para cima é o roubo de veículos. Conforme dados das seguradoras, por causa desse crime, em abril as companhias registraram perda total de 77 veículos para cada grupo de 10 mil, contra 65 em maio de 2011. Houve um acréscimo de 18,4% em 12 meses.

Os números referem-se especificamente a veículos segurados, equivalente à metade dos carros emplacados em Porto Alegre — a estatística completa de roubos da frota em geral é feita pela Secretaria de Segurança Pública e apresenta recuo nos índices em 2012.

— O crescimento dos roubos é extremamente preocupante porque põe em risco a vida das pessoas. E, se aumentam as ocorrências, aumenta o preço do seguro — afirma Julio Cesar Rosa, presidente do Sindicatos das Seguradoras no Rio Grande do Sul.

Índice de roubo dita 15% da tarifa

A incidência de roubos, de furtos e de acidentes, assim como o modelo, a marca do veículo e o perfil do motorista, fazem parte dos quesitos que formam o custo de uma apólice. É o comportamento dessas variáveis e dos rendimentos de aplicações das seguradoras no mercado de capitais — uma das principais fontes de ganhos das companhias — que define o preço final do seguro.

– Se a média dessas variáveis for ruim, o seguro aumenta. Se for positiva, o preço baixa. A tarifa é corrigida tanto para cima quanto para baixo. O mercado é dinâmico, cada seguradora tem seus critérios técnicos para determinar preços – assegura Julio Rosa.

O índice de roubo representa cerca de 15% na composição da tarifa. E, por causa das estatísticas da Capital, os motoristas porto-alegrenses estão sendo penalizados. Em proporção à frota, Porto Alegre registra mais roubos de carros do que Rio e São Paulo.

Para se ter uma noção de custos, ZH solicitou um comparativo de preços de seguro praticados por uma companhia com abrangência nacional. O modelo escolhido foi o Gol, por se tratar de um histórico campeão de vendas. A tabela aponta que o custo de uma apólice de modelo ano 2012, em Porto Alegre pode ficar só R$ 121 mais barata do que o preço do seguro na capital paulista, onde as tarifas são as mais elevadas do país.

A listagem suscita uma ponta de inveja dos porto-alegrenses em relação aos moradores de Florianópolis (SC) — sem qualquer relação com as belezas naturais e as belas praias. A cidade catarinense é a capital campeã do preço baixo. O seguro de um Gol pode custar até R$ 610 a menos, em comparação com capital gaúcha.

O peso do seguro nas finanças dos motoristas em Porto Alegre é reflexo da intensa atuação de ladrões de carros, em especial no eixo norte da cidade. Quem vive na Vila Ipiranga e nos bairros Sarandi e Rubem Berta paga as tarifas mais elevadas na Capital, até 20% acima do bairro Cavalhada, na Zona Sul.

Em 2012, o bairro mais castigado pelos roubos é o Petrópolis, que assumiu o topo do ranking em abril. A tendência é que os motoristas lá estabelecidos paguem mais caro na renovação.

— O seguro é mutualista. Muitos pagam para uns utilizarem. Quando se classifica a tarifa por região, o seguro fica mais pesado onde ocorrem mais roubos e furtos — afirma Julio Rosa.

Rosemari mora em uma rua perigosa

Formada por dois grandes quarteirões com predomínio de prédios residenciais, a Rua Domingos Seguezio, na Vila Ipiranga, na zona norte de Porto Alegre, está entre as vias mais visitadas por ladrões de carro.

Perto da Avenida do Forte, a via tem acesso fácil a saídas da Capital para cidades vizinhas, onde costumam se esconder quadrilhas de assaltantes. Por causa disso, quem mora ali paga até R$ 2.149 pela tarifa de seguro de um Gol. É a mais cara entre 20 bairros pesquisados por Zero Hora.

A consultora em imposto de renda Rosemari Minosi, 50 anos, comprou em novembro um Gol 2012. Pagou o seguro à vista.

— Queriam cobrar até R$ 3 mil, mas como eu tinha dinheiro na mão, consegui um bom desconto, e paguei R$ 1,5 mil — diz.

Na tarde de 28 de abril, após sair de casa para ir ao shopping, ela, o marido e a mãe foram atacados por dois ladrões, perto de casa. Os bandidos levaram o carro e documentos das vítimas, até hoje não encontrados. Rosemari aguarda indenização pela seguradora do valor que pagou pelo carro e tem dúvidas se vai comprar outro.

Quadrimestre registra queda

Balanço do primeiro quadrimestre da Polícia Civil mostra que diminuíram os roubos de veículos na Capital. No mesmo período de 2011, foram 2.094 casos, contra 1.586 em 2012. São 508 registros a menos, o que representa uma queda de 24,2%.

A delegada Vivian do Nascimento, da Delegacia de Repressão ao Roubo de Veículos (DRV), vinculada ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic,) atribui a retração nos índices ao trabalho preventivo da Brigada Militar e à prisão de quadrilhas pela DRV. Desde janeiro de 2011, a delegacia especializada capturou 158 envolvidos com roubo de carro.

Comentar esta matéria Comentários (17)

Rodrigo Luis Dani

Como tudo no Brasil, eles não nos dão segurança e nós ainda temos que pagar a mais por isso.

23/05/2012 | 12h02 Denunciar

Pablo

Em muitos países há carros iscas para pegar os delinquentes... Mas no Brasil isso não é permitido, POR QUE?!?!?!

21/05/2012 | 16h29 Denunciar

Pablo

No Jd. Botânico ocorrem seguidamente assaltos onde os carros são levados. O infrator de 16 anos já foi pego pela polícia, mas segue livre, segundo a descrição de outras vítimas. A justiça solta um menor infrator e põe em risco a vida de inocentes e do próprio menor em uma fuga ou reação de alguém.

21/05/2012 | 16h24 Denunciar

vanimar

Pois é, foi roubado meu carro no dia 26 de abriL e ate agora nao foi encontrado. Sandero preto placa:ipe-0928 nao fiz seguro por ser muito caro. VANIMAR.

20/05/2012 | 20h11 Denunciar

Marcos Vinicius Rodrigues

Realmente, o seguro é muito caro. Pago quase 2 mil reais por causa da idade e de ter um carro "popular". Mas a minha sugestão para todos é comprar um Celta, o carro é tão ruim que ninguém quer roubar!

20/05/2012 | 12h01 Denunciar

Alexandre

Que tal uma lei estadual para descontar o valor do seguro do IPVA?

20/05/2012 | 11h41 Denunciar

Gerson

Continuando, muitas vezes as Seguradoras tem também culpa, vendem os carros de sinistros, onde bandidos compram e encomendam furtos e roubos para refazerem o mesmo.

20/05/2012 | 10h40 Denunciar

Gerson

Acho que deveria haver mais rigor nos ferro-velhos na cidade, também poderiam armar algum dispositivo para rastrear estes carros roubados em maior número, colocar fotos boas nas Delegacias de suspeitos, muitas fezes presos e soltos em seguida pela justiça, e que voltam para o crime.

20/05/2012 | 10h37 Denunciar

Alexandre

Esse é o tal orgulho gaúcho!!! Tenho é nojo deste Estado miserável!!!!!!!!

20/05/2012 | 10h06 Denunciar

Rafael

Meu carro, um 1.0 Pelado. Foi roubado há duas semanas. Sorte que tenho seguro! Este carro certamente esta em um desmanche. Sexta passei pela bento e estava tendo uma grande blitz na entrada da lomba do pinheiro. O que adianta bloquear quem leva e não ir até os desmanches flagralos?

20/05/2012 | 08h48 Denunciar

rozelaine

As seguradoras deviam levar em conta aonde os segurados deixam o carro, pois meu carro sempre fica em estacionamento ou na porta do meu trabalho aonde todos me conhecem, e trabalho numa cidade com indice alto roubo,acredito sim, que isso seja mais um pretexto para as seguradoras cobrarem.

20/05/2012 | 05h43 Denunciar

Eduardo

Obrigado governador Tarso. IPVA mais caro, seguro mais caro, menor salário para policiais, menor salário para professores. Como a vida de oposição é fácil.

20/05/2012 | 03h24 Denunciar

Marcos

Geralmente que teve um carro segurado segurado compra outro, gerando um novo ICMS, um novo IPI, um novo IPVA, um novo seguro, este que emite uma nota fiscal gerando outro ICMS, portanto acho que não é lucrativo para o estado acabar com esse tipo de crime.

20/05/2012 | 02h39 Denunciar

simone dullius

Não entendo por que a polícia não monta uma estratégia para pegar os criminosos, se sabe exatamente onde eles estão agindo. Sofri sequestro-relâmpago dia 12 de abril na rua Cipó. Na semana seguinte, vi um dos assaltantes sentado dentro do Iguatemi.

19/05/2012 | 23h58 Denunciar

rafael

As seguradoras sempre inventam uma desculpa pra aumentar o seguro! Quanto mais carros nas ruas mais furtos/roubos terão! Devem fazer estatísticas proporcionalmente ao número de veículos em circulação! Quando reduzir o furto/roubo quero ver baixar o valor do seguro na mesma proporção que aumenta.

19/05/2012 | 23h49 Denunciar

Jeferson Luis Oliveira Hahn

Q Bm, esses números estarem exposto, podemos ver e fazer um cálculo grotesco,q o aumento ds apólices simplesmente é p/ els ñ perderem o lucro q é aprox 900% das seguradoras. Como fala a reportagem, 77 car roubad por grupo de 10mil, 20Milões é o lucro 2.300mil é oq eles tem que pagar pelos roubados.

19/05/2012 | 23h13 Denunciar

carlos eduardo

em boa hora essa reportagem - justamente hoje meu vizinho teve seu gol levado a mao armada aqui no petropolis as 16:00 h - não vemos nenhuma viatura da brigada passando aqui- tá brabo , sr secretario de segurança. providencias já!

19/05/2012 | 23h06 Denunciar

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesVisitantes dominam e Thunder salva estreia dos mandantes no primeiro dia dos playoffs da NBA --> http://t.co/uxWO0gr9wLhá 3 horas Retweet
  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesCaso sem fim: Justiça cassa liminar e Portuguesa volta para a série B http://t.co/Ab5xjnvSaFhá 6 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros