Versão mobile

24/03/2010 | 12h40Atualizada em 25/03/2010 | 11h47

Trecho da BR-386 onde cinco pessoas morreram deve ganhar controladores de velocidade

Motoristas já foram flagrados a 150 km/h no local

Enviar para um amigo
Trecho da BR-386 onde cinco pessoas morreram deve ganhar controladores de velocidade Marcos Nagelstein/
Veículo com placa de Santa Cruz do Sul foi atingido pela caminhonete Foto: Marcos Nagelstein
Os constantes registros de excesso de velocidade na BR-386, em Canoas, no trecho onde ocorreu o acidente ontem que vitimou cinco pessoas, podem estar com os dias contados. A partir de abril, as rodovias federais do Rio Grande do Sul vão receber 126 novos controladores de velocidade, entre pardais e lombadas eletrônicas.

Os pontos onde serão instalados serão definidos através de um estudo que será feito pelo Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte, Polícia Rodoviária Federal e pela empresa que vencer a licitação que está em curso. De acordo com o chefe da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Adão Madril, o local do acidente de ontem é conhecido por ter abuso de velocidade. Fiscalizações da Polícia Rodoviária Federal já flagraram motoristas acima dos 150 quilômetros por hora.

O superintendente do DNIT, Vladimir Casa, ressalta que a identificação deste ponto pela PRF como um local de risco o torna grande candidato a receber um destes equipamentos.

A caminhonete Silverado, com placas de Santa Bárbara do Sul, atravessou a pista contrária e bateu de frente no automóvel Citroen C-Quatro, de Santa Cruz do Sul. Morreram na caminhonete o motorista e proprietário do veículo, Maurício Rosemberg, de 59 anos e Jorge Luiz Freitas Pinto, de 54. No carro, morreram os três ocupantes: Valdir Waechter, de 56 anos, Vera Lúcia Eisenkraemer, de 44, e Marlice Terezinha Stohr Becker, também de 44 anos. As duas mulheres eram coordenadoras nas áreas financeira e de contabilidade na Universidade de Santa Cruz do Sul.

Testemunhas que disseram ter visto o acidente, relataram à Polícia Rodoviária que a Silverado participava de um racha com uma picape Montana de cor escura, no sentido Montenegro - Canoas. Familiares disseram que Rosemberg voltava de Carazinho de uma viagem de negócios junto com seu advogado e não acreditam que ele tenha se envolvido em um racha. O titular da Delegacia de Delitos de Trânsito de Canoas, Edílson Chagas Paim, será o responsável pelo inquérito.

Notícias Relacionadas

24/03/2010 | 08h34

Polícia Rodoviária Federal suspeita de racha no acidente em Canoas

Testemunhas contaram ter visto a caminhonete transitar em alta velocidade na rodovia ao lado de Montana

24/03/2010 | 00h

Acidente deixa cinco mortos em Canoas

Colisão ocorreu na BR-386

Comentar esta matéria Comentários (29)

Ronei

Viajo pela Tabai desde que ela foi criada ela sempre foi uma estrada perigosa, sem sinalização na faixa, rotulas em lugares impróprios. Praticamente inviável de viajar a noite e com chuva nem pensar. Mas nossas autoridades(executivo e legislativo) sempre tem uma história para justificar sua incompetencia, para variar a culpa é sempre dos motoristas(não que neste caso não possa ser). Sua solução é colocar pardais para multar(80 km/h)e não se preocupam em sanar os probl. cronicos desta estrada.

31/03/2010 | 12h37 Denunciar

Mariane

O trecho é realmente mal sinalizado. Mas há testemunhas que viram dois veículos fazendo racha. O c4 era dirigido por um motorista contratato que não estava cansado em virtude de reunião como um comentário aqui divulgado. Além do mais ele que teve a frente invadida pela caminhonete. Quem voltava de reunião em Brasilia eram as caroneiras. Perderam-se vidas pela imprudência de certos que se acham os donos da estrada.

24/03/2010 | 23h56 Denunciar

Ana Luisa

Conheço bem o local, de fato condições melhores seriam muito bem vindas, mas trafega-se bem com velocidade adequada. Não há como saber (pelo menos até agora) se houve racha ou não, mas existem fatos a serem esclarecidos: testemunhas e a suspeita de uma camionete fugitiva do local.Acho repugnante a idéia de um ato irresponsável como este suspeito ter causado a morte de 3 trabalhadores, deixando pelo menos 5 menores de idade sem mãe. Espero que a investigação elucide as causas de fato.

24/03/2010 | 22h44 Denunciar

Nelcindo José Vier

Lendo os comentários enviados p/leitores, deparei que falta mencionar que a duplic foi feita sem levar em consideração a segurança da rodovia: o sistema de drenagem de água da rodovia não existe, simplesmente há a formação de grandes poças de água em dias de chuva, não há um canteiro ou então uma mureta (BR 116 tem) que divida as duas mãos (já teve acidentes numa das mãos e veículos envolvidos entraram na outra mão atingindo veículos que vinham em sentido contrário. É só olhar que veremos mais.

24/03/2010 | 20h54 Denunciar

fabricio

E impressionate como agem as autoridades nessa hora, eles preferem gastar 1 fortuna com pardais ao inves de sinalizar bem nossas estradas. mais isso ja e normal, sinalizar nao da dinheiro para eles, pardal da, de que adianta colocar pardais, sendo q logo todos ja sabem onde eles estao, e so reduzem 1 pouco e depois comeca a correria, o que falta e consciencia de todos os motoristas e tambem das autoridades.

24/03/2010 | 20h42 Denunciar

Alexandre Schäffer

Em primeiro lugar lamento pelas pessoas que faleceram. Só que agora fica fácil o governo falar que precisam de pardais e radares. Sanha de arrecadação. DEVEM é ter vergonha e fiscalizar motoristas desequilibrados que andam acima de uma velocidade aceitável para uma rodovia com a 386. Limite de 80Km/h é ridículo. Acaba nisso: o pessoal abusa demais.

24/03/2010 | 20h37 Denunciar

ceres bmachado

É simplesmente impossível visualizar o canteiro central, as faixas não são sinalizadas, não existe "olho de gato" nem no centro da pista e nem nas laterais. É o mínimo que uma rodovia deste porte e com fluxo intenso de veículos precisa ter. Transitar a noite é quase que suicídio, claro que se o motorista estivesse em baixa velocidade o acidente não seria de proporções tão graves como esta. Peço que os orgãos competentes tomem alguma providencia em relação a sinalização.que mais pessoas mo

24/03/2010 | 18h40 Denunciar

Edison Oliveira

Diariamente dirijo no local aonde houve o lamentável acidente, não acredito que um cidadão com 59 anos estivesse fazendo um racha, deve ter estourado algum pneu, a pista é muito boa para correr pórém está em manutenção.

24/03/2010 | 18h39 Denunciar

Elenor Schneider

Com profunda dor, recebemos essa notícia infeliz! Pessoas maravilhosas, profissionais competentes e... inocentes!

24/03/2010 | 18h32 Denunciar

Marcos Tadeu da Luz

CONCORDO PLENAMENTE COM A DEIA E A TATIANA. O QUE FALTA NAQUELE TRECHO É SINALIZAÇÃO!!! EXPERIMENTE ALGUÉM DA ZERO HORA TRANSITAR NO INÍCIO DA NOITE PARA VER COMO É A SINALIZAÇÃO. COMO JÁ FOI DITO, TEM QUE ADIVINHAR ONDE É A ESTRADA E OS CANTEIROS. MAIS UMA VEZ, QUEM VAI PAGAR É O CONTRIBUINTE. COLOCAR PARDAIS PARA ARRECADAR, COMO JÁ FAZ A POLÍCIA RODOVIÁRIA, UTILIZANDO RADARES ESCONDIDOS.

24/03/2010 | 18h14 Denunciar

José

Realmente há imprudência nesta rodovia como em tantas outras. Mas um fato extremamente importante é a realização de obras de recapeamento onde não existe nenhum tipo de sinalização noturna e nem mesmo a demarcação da estrada após o asfalto novo ser colocado. Precisamos mais do que pardais, precisamos de uma fiscalização eficiente das obras nesta e em outras estradas do RS. Os pardais, aliados a uma fiscalização das obras do viaduto e de recapeamento é que irão realmente minimizar os acidentes.

24/03/2010 | 17h43 Denunciar

Odir

Concordo com os demais leitores, o problema esta na falta de sinalização da rodovia. É impossível andar por lá à noite e em dias de chuva, nem se fala.

24/03/2010 | 17h40 Denunciar

Deia

O que precisa é de sinalização, a noite não se enxerga nada, a sinalização simplemente não existe. Também passo ali todas as noite, e tem que se adivinhar aonde está a estrada.

24/03/2010 | 17h20 Denunciar

Tatiana

Transito por este trecho da BR-386 toda a semana. É simplesmente impossível visualizar o canteiro central, as faixas não são sinalizadas, não existe "olho de gato" nem no centro da pista e nem nas laterais. É o mínimo que uma rodovia deste porte e com fluxo intenso de veículos precisa ter. O acidente deste infeliz motorista, que resolveu exceder a velocidade numa estrada tão precária de sinalização, só reforça a necessidade de atenção por parte das autoridades competentes.

24/03/2010 | 17h11 Denunciar

gustavo luis schmitt

a 386 neste ponto e muito mal sinalizada,,,,,por q nao olham isto. so querem pardais.....querem dinheiro nas contratacoes

24/03/2010 | 17h10 Denunciar

guido

Redutor de velocidade!!!??? O que precisa ali é de sinalização, ele subiu no canteiro porque, ali a noite, simplesmente não se enxerga o canteiro, a sinalização é péssima. Passo ali todas as noite, e todas as noites tenho de adivinhar quando vai começar o canteiro central.

24/03/2010 | 17h04 Denunciar

Adriana

Fui colega de trabalho da Vera e Marlice e lamento que elas tiveram que perder a vida p/ que alguém tomasse alguma atitude! Se sabiam dos pegas pq não fiscalizar mais?!? Sinto imensa pena dos filhos que elas deixaram... E quanto ao motorista da Silverado, é mais um dos que vivem apressados passando por cima de tudo e de todos! A pressa dele arrancou duas mães dos seus filhos!!! è uma tristeza!!!

24/03/2010 | 17h03 Denunciar

Cintia

Antes de acusar o motorista da silverado de estar fazendo racha deverão ter certeza, pois eles não estão vivos para poderem se defender. Os familiares deles ficam escutando este tipo de coisa denegrindo a sua imagem e pode ainda gerar um sentimento de revolta dos familiares das vítimas do C4. E se eles dormiram devido na na direção, como estavam em reunião de negócios como foi relato poderiam estar cansados? e se houve um problema mecânica. Acho que este tipo de coisa deverá ser divulgado depoi

24/03/2010 | 16h52 Denunciar

Caio Trainini

Velho Brasil, depois da porta arrombada, colocam o cadeado. Se sabiam que no trecho era comum os "pegas", PORQUE NÃO FISCALIZARAM ANTES. Tem que se perder vidas, para depois tomarem iniciativa?

24/03/2010 | 15h25 Denunciar

Vanda Nunes

Pra variar, so depois do acontecido é que as autoridades irao fiscalizar! Isto é Brasil mesmo!!! Matam pessoas inocentes....e independente de os culpados terem morrido também, se estivessem vivos não seriam presos mesmo. Este é o país do tudo pode!!!

24/03/2010 | 15h16 Denunciar

Alexandra

É lamentável que seja necessário morrer uma ou mais pessoas para que providências simples sejam tomadas...

24/03/2010 | 14h53 Denunciar

Pietro Francelino

Eles deveriam se preocupar é com a sinalização da estrada, que é precária, péssima, de extrema má qualidade, ao invés de querer faturar dinheiro com radares. Os acidentes vão é aumentar, com os motoristas cuidando dos pardais e dando de cara nos canteiros não sinalizados da estrada...

24/03/2010 | 14h51 Denunciar

Adelírio Faleiro

A faixa esquerda da pista no local do acidente apresenta um estreitamento. É um trevo de acesso ao posto de serviços e retorno, muito movimentado. Não tem iluminação nem sinalização adequada no local. Esses fatores são os principais responsáveis pelos diversos acidentes já ocorridos no local. Cordialmente

24/03/2010 | 14h30 Denunciar

Roberto

Não disseram que este cidadão que se matou e assassinou quatro outras pessoas já possuia muitas multas por excesso de velocidade, teria pontos na carteira que levariam a sua suspensã???? Pardal e lombada não adiantam, tem é que se retirar de circulação este tipo de motorista imprudente. Eu não entendo porque nada é feito. A cada pedágio que se cruza a placa do veículo é anotada. Por que não se cria um aviso quando uma placa de um carro com excesso de infrações cruza e obriga a polícia averiguar?

24/03/2010 | 14h29 Denunciar

marcelo nunes

Mais um trágico resultado da imprudência...se consultar a placa da silverado no detran, veremos que consta 14 multas...inclusive por andar na contra mão, alta velocidade, ultrapassagem em local proibido!!!Por acaso o condutor da camionete não era ex-piloto??? Eu transito na BR386 seguidamente e nesta região, principalmente a noite, virou pista de corrida...

24/03/2010 | 13h48 Denunciar

Roseli Ferraz

É doloroso vermos mais vidas ceifadas pela irresponsibilidade. Famílias destruídas, filhos que perderam suas mães e pais... não tem como ficarmos indiferentes!!!! Pessoas adultas dirigindo em alta velocidade - racha? Meu Deus onde andamos? São esses carros potentes que desequilibram as mentes? É prepotência? É provar masculinidade? É....? ou é....?...É muito triste!!!

24/03/2010 | 13h43 Denunciar

Marcelo Moraes

Tem que aumentar é a sinalização neste trecho é uma vergonha uma estrada escura, sem divisão de pista, sem os chamados "olho de gato" e com canteiros no meio da pista sem NENHUMA sinalização.

24/03/2010 | 13h24 Denunciar

Rodrigo Aipimandioca

O problema do trânsito no BR só serás resolvido quando tirarem os imprudentes de circulação antes q causem danos a terceiros. Culpa do trecho? Não creio nisso. Culpa de alguem que estava dirigindo além da velocidade para a qual um carro seria controlável naquelas condiçoes.

24/03/2010 | 13h13 Denunciar

Cristina

É muito triste o que aconteceu. No final de semana transitei nesta rodovia e cabe salientar que também é muito escura, a Polícia Rodoviária Federal também poderia verificar isso.

24/03/2010 | 13h03 Denunciar

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraPassageiro é preso após suspeita de sequestro a voo da Virgin Australia: http://t.co/oI715MdXyPhá 26 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraFOTOS: carros ficam destruídos em dois acidentes na zona norte de Porto Alegre: http://t.co/4pnbBA8WMjhá 59 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros