Livres das provas16/12/2013 | 18h41

Universidade de Harvard suspende exames finais por ameaça de bomba

A polícia recebeu informações não confirmadas de explosivos em quatro locais do campus

Enviar para um amigo

A Universidade de Harvard esvaziou nesta segunda-feira quatro edifícios de seu campus e precisou suspender uma série de exames finais devido a uma ameaça de explosivos que não foi confirmada.

A ameaça levou medo e causou transtornos em uma das instituições de ensino mais conhecidas do mundo, situada em Cambridge (Massachusetts, nordeste dos Estados Unidos).

A polícia recebeu "informações não confirmadas de explosivos em quatro locais do campus: Centro de Ciências, prédios Thayer, Sever e Emerson", alertaram as autoridades de Harvard pouco depois das 9h locais (12h de Brasília).

"Por favor, abandonem estes prédios agora", indicou a mensagem publicada no site da Universidade.

As Polícias de Harvard e de Cambridge (situada em frente à cidade de Boston), acompanhadas depois de forças estatais e federais, se dirigiram aos locais em questão e depois de mais de duas horas de buscas não encontraram nada, segundo a mesma fonte.

Em dois dos quatro edifícios, Thayer e Emerson, a ordem de evacuação foi retirada após o meio-dia. Os dois restantes continuavam sendo inspecionados.

Três dos locais eram "edifícios acadêmicos" onde eram realizados exames finais que precisaram ser cancelados, segundo Sam Weinstock, do jornal estudantil The Harvard Crimson, em declarações à rede CNN.

— Os alunos foram retirados desses exames e levados para o refeitório dos calouros, onde foram informados que os exames seriam cancelados — explicou.

Segundo informações publicadas na imprensa local, a ameaça de explosivos chegou à polícia através de um e-mail enviado a partir de um ciber café.

As autoridades universitárias informaram que trabalhavam para reorganizar os exames para esta mesma tarde.

Apenas algumas horas após a ameaça em Harvard, a Universidade de Massachusetts, situada ao sul de Boston, lançou um alerta para o esvaziamento de um de seus edifícios pela possível presença de um homem armado.

No entanto, essa informação se revelou falsa, segundo a polícia estadual.

Harvard foi fundada em 1636 e conta com 21 mil estudantes. Entre os líderes que passaram por suas aulas, encontra-se o atual presidente americano, Barack Obama, que estudou Direito no local.

O susto desta segunda-feira aconteceu três dias depois de um estudante americano armado com uma espingarda abrir fogo e ferir dois colegas, antes de se suicidar em uma escola de ensino médio no Colorado.

Também foi registrado menos de um mês depois de outra Universidade, Yale, ser esvaziada devido a uma ligação anônima afirmando que um dos estudantes planejava atirar em colegas.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraNúmero de radares mais que triplica neste feriadão de Páscoa no Rio Grande do Sul http://t.co/5SQC4hoPBThá 4 minutosRetweet
  • transitozh

    transitozh

    Trânsito Zero HoraRT @EPTC_POA: 9h10 - Colisão entre duas motos na Ant. Pompilho da Fonseca, próx. Túlio de Rose. Ferimentos leves. EPTC no local. http://t.c…há 11 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros