Auxílio cortado03/08/2012 | 14h13

Militares sírios bloqueiam entrega de ajuda humanitária em Aleppo

De acordo com braço da ONU, artigos que seriam levados a civis não puderam chegar aos flagelados

Enviar para um amigo
Militares sírios bloqueiam entrega de ajuda humanitária em Aleppo Ahmad Gharabli/AFP
No vilarejo de Anadan, rebeldes capturaram um tanque utilizado pelo exército sírio Foto: Ahmad Gharabli / AFP

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) lamentou nesta sexta-feira não ter podido entregar na véspera ajuda humanitária em Aleppo, devido ao bloqueio militar da cidade síria.

— Era impossível ontem enviar artigos de ajuda adicionais, porque a cidade estava cercada pelas forças militares. Nossa equipe em Aleppo também nos informou sobre uma ausência completa de cobertura para os telefones celulares e a internet — declarou uma porta-voz do ACNUR, Melissa Fleming, em uma coletiva de imprensa.

Ela indicou ainda que não sabia qual era a situação no local nesta sexta-feira.

Os civis que não podem abandonar Aleppo, segunda maior cidade da Síria, onde são registrados intensos combates, continuam buscando refúgio nas escolas, universidades e mesquitas da capital econômica do país.

Segundo o ACNUR, cerca de 7,2 mil pessoas se refugiaram em 45 escolas e seis dormitórios.

As forças do regime retomaram nesta sexta-feira os bombardeios dos bairros rebeldes próximos a Damasco e a Aleppo, palco de uma batalha chave na guerra na Síria, onde o fracasso da diplomacia levou na quinta-feira o mediador internacional Kofi Annan a renunciar.

A Agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA) confirmou que 20 pessoas morreram e 10 ficaram feridas em Yarmuk, na região de Damasco, segundo o ACNUR.

A situação dos refugiados na Síria preocupa o ACNUR. Em apenas um dia, 700 deles visitaram o escritório da agência da ONU em Damasco para obter ajuda e conselhos, revelou Fleming.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraCaso Bernardo: menino foi dopado antes do assassinato, disse amiga de madrasta à polícia: http://t.co/AE9d3GzmJshá 1 horaRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraProtesto contra a Copa termina com depredação e 54 presos em São Paulo: http://t.co/UtqYQTnrX8há 1 horaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros