Lei polêmica04/05/2012 | 13h00

Homem é condenado por propaganda homossexual na Rússia

Nikolai Alexev terá de pagar multa de 5 mil rublos por segurar cartaz que defendia os direitos dos gays

Enviar para um amigo
Um líder da organização GayRussia foi condenado nesta sexta-feira por propaganda homossexual por um tribunal de São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia, convertendo-se assim na primeira pessoa a ser punida com base numa nova lei municipal considerada homofóbica por defensores dos direitos civis.

Nikolai Alexev informou ter sido condenado a uma multa de 5 mil rublos (o equivalente a 128 euros) por ter infringido a norma que prevê a punição dos autores de qualquer "ato público que promova a homossexualidade ante os menores ou a pedofilia".

Alexev foi detido pela polícia no início de abril, depois de participar de uma manifestação em frente à Casa de Cultura de São Petersburgo. Ele e outros militantes portavam cartazes com dizeres como "os homossexuais também nasceram na Terra" e "Não se pode mentir para as crianças", para protestar contra a legislação anti-homossexuais, que entrou em vigor em março.

— Isso mostra o absurdo desta lei que associa homossexualidade e pedofilia — denunciou Alexev, que vai recorrer à Corte Europeia dos Direitos Humanos.

A homossexualidade foi considerada crime na Rússia até 1993 e doença mental até 1999. As tentativas de organizar o Dia do Orgulho Gay desde 2006 foram proibidas pelas autoridades e dispersadas pela polícia.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraGrêmio reverteu desvantagem no segundo jogo quatro vezes na história da Libertadores. http://t.co/j52uiLkynShá 2 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraO que acha melhor: comprar um imóvel financiado ou pagar aluguel até juntar dinheiro para uma entrada maior? Opine: http://t.co/N9sKmxMe0zhá 1 horaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros