Celebridade instantânea08/05/2012 | 14h28

Gaúcho vira herói ao impedir assalto na China

Caso reabriu debate sobre a falta de solidariedade e individualismo dos chineses

Enviar para um amigo
Gaúcho vira herói ao impedir assalto na China Arquivo pessoal/-
Oliveira ganhou placa de honra ao mérito do governo chinês Foto: Arquivo pessoal / -

Vivendo na China há quase três anos, o gaúcho de Ivoti Mozer Rhian Oliveira, 27 anos, foi alçado a herói e celebridade depois de impedir um assalto na cidade de Dongguan, na província de Guangdong (Cantão), na sexta-feira. Ele foi agredido pelos bandidos e levou 15 pontos na testa. O que impressiona e comove a China é a reação das dezenas de espectadores da agressão: nenhuma.

A atitude de Oliveira, que é gerente técnico e responsável pela qualidade da filial chinesa de uma empresa francesa, reabriu o debate sobre a falta de solidariedade e o comportamento extremamente individualista dos chineses. Leia a entrevista:

Zero Hora — O que aconteceu sexta-feira?

Mozer Rhian Oliveira
— Por volta das 19h30min, eu estava indo para a academia e no caminho, quando estava quase chegando, vi logo à frente uma moça sendo assaltada. O rapaz estava com a mão dentro da bolsa dela. Eu estava com a mão esquerda ocupada com minhas luvas e minha toalha.

Zero Hora — O que você fez?

Oliveira
— Na mão direita eu estava com um guarda chuva. Corri em direção ao rapaz e bati nas costas dele. Foi quando mais dois comparsas vieram para ajudá-lo. Então, eu atravessei a rua correndo em direção ao prédio onde fica a academia. Quando entrei no lobby do prédio olhei para trás e eles estavam junto comigo. Fui atingido no braço esquerdo por um cinto de ônibus com uma fivela. Procurei algo para me defender, mas quando abaixei para pegar uma placa de metal que estava no chão, o segundo cara me bateu na cabeça com um ferro. Foi na testa, sangrou bastante. Quando eles viram o sangue, eles fugiram. Porém, todo o pessoal que estava assistindo o episódio, incluindo os porteiros, não intervieram.

ZH — Quantas pessoas você acha que estavam assistindo à agressão?

Oliveira
— No mínimo umas 50 pessoas. E os agressores eram três rapazes.

ZH — Você acredita que os rapazes eram chineses?

Oliveira
— Sim, claro, são todos chineses, de uma província do norte da China. Fiz o reconhecimento deles no domingo.

ZH — Eles estão presos?

Oliveira
— Eu gostaria de elogiar o trabalho da polícia aqui na China, pois após 20 horas prenderam os caras, acompanhando pelas câmeras de segurança, que são muitas, espalhadas por toda a cidade. No sábado à noite, todos estavam presos, e, no domingo de manhã, recebi na minha casa o oficial chefe da polícia de Dongguan. Ele me presenteou com uma cesta de frutas e trouxe as fotos de todos os suspeitos. Reconheci eles e a polícia disse que, no mínimo, irão ficar presos 10 anos.

ZH — Quem lhe prestou socorro?

Oliveira
— Duas pessoas. A moça que eu ajudei e um professor chinês me auxiliaram a pegar um táxi. Fui para o hospital de táxi para ser mais rápido.

ZH — Quanto tempo você ficou no hospital?

Oliveira
— Até as 2h da manha de sábado, depois fui para casa. Chegaram ao hospital mais de 10 brasileiros para me prestar assistência, pois moramos numa comunidade com mais de três mil brasileiros, 95% deles do ramo do calçado. E toda a imprensa local foi para o hospital para ver o que tinha acontecido com o brasileiro que ajudou a chinesa.

ZH — Como você está agora?

Oliveira
— Estou muito bem de saúde e muito seguro, pois estou sendo muito bem tratado pelo governo local.

ZH — A sua irmã comentou que você já evitou um assalto antes.

Oliveira
— Sim, no ano passado, no mesmo lugar. Eu notei um outro rapaz pegando uma bolsa de uma moça e segurei ele pelo braço. Tinha polícia por perto e em questão de minutos me ajudaram e prenderam o cara. Na última sexta-feira, porém, a polícia não estava por perto.

ZH — Você está sendo tratado como um herói?

Oliveira
— No domingo, alguns jornais me ligaram e perguntaram porque eu tinha tomado essa decisão de ajudar. Disse a eles que eu era cristão e que aprendi sobre o amor ao próximo. O site "Tencent qq", o mais famoso da China, teve mais de dois milhões de comentários sobre o caso. A população estava indignada com a falta de ajuda. Na segunda-feira de manhã, mais de 20 oficiais regionais e locais do governo e da polícia vieram me entregar uma placa de honra ao mérito e um valor em dinheiro com a intenção de estimular a população chinesa a seguir os bons exemplos. Meu telefone não para um minuto, pois são repórteres ligando. Hoje, quando cheguei ao hospital, dois canais de TV filmaram minha entrada e me entrevistaram.

ZH — Você está indignado com o que aconteceu com você?

Oliveira
— Olha, na sexta-feira, eu estava bastante chateado no hospital e falei para alguns jornais que se a população chinesa mudar a mentalidade, esse tipo de situação irá diminuir. Mas me sinto tranquilo pois realmente me sinto mais seguro na China do que no Brasil.

Comentar esta matéria Comentários (31)

Fernando

Ao comentario do Alencar questionando o heroismo do Mozer. Simplesmente pela atitude que ele teve em ajudar a moca eh louvavel, pois ele sendo um estrangeiro foi o unico que ajudou enquanto os chineses assitiram. Ele correu porque nao eh nenhum Jack Chen pra enfrentar 3 de uma vez.

09/05/2012 | 12h53 Denunciar

Fernando

Para entender a China somente vivendo nela e vivenciando o dia-a-dia! Alguns comentam a se fosse no Brasil... Evitar um assalto nao eh a unica maneira de demonstrar solidariedade, generosidade para com os outros.

09/05/2012 | 12h47 Denunciar

Regina

Resposta para Maria Gonçalves, do primeiro comentário "Interviram ou intervieram?" O verbo intervir é formado pelo verbo vir e,no pretérito perfeito do indicativo, se conjuga assim:vim, vieste, veio, viemos, viestes, vieram; intervim, intervieste, interveio, interviemos, interviestes, intervieram

09/05/2012 | 12h09 Denunciar

Regina

Eu sou uma gaúcha que vive em Madrid desde 1985... e quero parabenizar ao Oliveira pelo seu gesto solidário. O mundo precisa de muitos "Oliveiras" para ser um lugar mais humano e agradável para todos. Oliveira, gaúcho solidário, nunca perca a sua essência cultivada nos nossos pagos de boa gente defensora dos mais fracos. Desde Madrid um baita quebra-costela pra ti, guri.

09/05/2012 | 05h05 Denunciar

Carl Young

Dez anos por assalto e agressão ??! Aqui no Brazilzão eles estariam na rua em menos de dez horas !!!

09/05/2012 | 03h07 Denunciar

Fernando

Parabens Mozer, pela coragem e atitude!

09/05/2012 | 02h31 Denunciar

Darnez

se fosse no brasil ele estava morto e os assaltantes nunca seriam achados, e se fossem achados esja estavam livres porue nao foi dado flagrante e daqui uns 10 anos com boa vontade seriam julgados.

09/05/2012 | 00h11 Denunciar

Edemar

Gostaria de saber deste brasileiro, mas antes de tudo, gaúcho, como o governo chines, trata a questão segurança, que assim como no Brasil, é paga pelos impostos arrecadados. Salários dos politicos, judiciário e uma coisa bastante certa, lá não existe Direitos Humanos, defendendo marginal.

08/05/2012 | 23h43 Denunciar

Christian

Cabe lembrar que o suposto individualismo do povo chinês são um resultado involuntário da censura constante que sofrem. O povo chinês não tem liberdade de expressão, e qualquer interferência em incidentes públicos gera inquéritos, interrogatórios e suspeitas - daí serem ressabiados.

08/05/2012 | 23h42 Denunciar

Rafael

Parabéns ao Mozer! Deus abençoe! - Sirvam nossas façanhas. De modelo a toda Terra ...

08/05/2012 | 21h28 Denunciar

Luiz Knabach

Pessoa de caráter,solidária,ao ver o ataque reagiu de imediato na defesa da integridade física e patrimonial da assaltada,avaliada como indefesa pelo trio que ñ esperava pela reação.Parabéns .belíssimo exemplo.Que seja seguido no mundo inteiro para um convivio mais fraterno.

08/05/2012 | 21h10 Denunciar

Carlos Weber

Vendo a reportagem "Gaúcho vira herói ao impedir assalto na China" infelizmente me faz lembrar do Brasil, aqui também somos covardes e ainda sustentamos a vergonha do País, nossos Governantes incopetentes em sua maioria, saude, educação e segurança somos zero, uma vergonha e ponto.

08/05/2012 | 20h46 Denunciar

Alexandre

So podemos e dizer que vc tem sorte de estar na China amigo e seu ato foi realmente valoroso, pois se fosse aqui os marginais tinha lhe espancado ate lhe matar, como aconteceu a poucos dias em uma cidade no RGS, onde alguns meliantes se juntaram e mataram um rapaz na pancada, coisa lamentavel,

08/05/2012 | 19h43 Denunciar

Guilherme Livi

se realmente for verdade que os infratores ficarão presos 10 anos, e sinceramente, acho que ficarão mesmo, acho que tenho inveja dos chineses... acho que quem deveria ficar chocado somos nós, que presenciamos assaltos, assassinatos, corrupção, e todo tipo de baderna e ninguém vai preso.

08/05/2012 | 19h41 Denunciar

ANGELOAUGUSTO

Com todo respeito ao resto do país...só podia ser um gaúcho para ter uma atitude heróica destas.

08/05/2012 | 19h40 Denunciar

Denis

Eu sei que a tentação é grande, mas não vá o pessoal agora querer reagir, porque se o bandido estiver armado (como é a regra no Brasil, diferente da China), não vale a pena trocar os bens de 1 milhão de assaltos por uma única vida.

08/05/2012 | 19h18 Denunciar

leomar avila

No mínimo este cara é gaúcho e colorado, pois nós somos assim mesmo.Não existe limite para ajudar alguém.Quem não vive para servir, não serve para viver, e dá-lhe INTER.

08/05/2012 | 19h13 Denunciar

Alencar

Bati nas costas dele....NAS COSTAS E FUGIU...Isso é herói????? Que atrapalhou o asslto isso lá é verdade, mas HERÓI????

08/05/2012 | 18h54 Denunciar

Paulo

Meritória a ação, mas o legal é que o governo da China está amparando o Gaúcho.

08/05/2012 | 18h42 Denunciar

Alceu Medeiros

Parabens ao nosso heroi-gaúcho pela façanha de intervir em favor da vítima de assalto. Se fosse aqui, no RS ou no Brasil, certamente iria preso, como aconteceu certa vez com um vigia que evitou um assalto a uma senhora. Pena de 10 anos, hein? Aqui já estaria solto, como manda a lei.

08/05/2012 | 18h20 Denunciar

Nilseu

Os "coitadinhos", vítimas dessa "sociedade individualista e capitalista", foram presos pela polícia e irão pegar 10 anos de cadeia. O que será que aconteceria se o fato fosse aqui em Porto Alegre?

08/05/2012 | 18h00 Denunciar

João Paulo

ESSE NÃO NEGA Q É GALDÉRIO!!! ESSE É DOS MEUS!!!

08/05/2012 | 17h57 Denunciar

Elfus

Que atitude estranha a dos chineses, será porque era um estrageiro ?certamente receavam a repercussão internacional do fato. Mas eu pensei que assaltos na china fossem muito raros devido a dureza das leis por lá.

08/05/2012 | 17h07 Denunciar

Audrei Prates

Parabéns pela coragem, mas infelizmente a realidade nem sempre é esta, ás pessoas geralmente correm ao invés de ajudar nestes casos, até porque no Brasil sabemos que a realidade é outra bem diferente pois os assaltantes estão sempre altamente armados e muitas vezes matam até pessoas que não reagem.

08/05/2012 | 17h01 Denunciar

Júlio César

Se botou de guarda chuva nos assaltantes? Se fosse aqui no brasil não estaria vivo pra contar a história.

08/05/2012 | 16h55 Denunciar

RENATO Tenroller

Em terra de cego, caolho é rei....eehehehe Parabéns meu conterrâneo, faria o mesmo que você! Abs

08/05/2012 | 16h03 Denunciar

Alberto

Parabéns a este cidadão, que além do espírito de solidariedade e amor ao próximo, mostrou também coragem ao enfrentar os ladrões. Belo exemplo. Que essa atitude sirva de exemplo ao brasileiros e ao mundo.

08/05/2012 | 16h00 Denunciar

Carlos Eduardo

Que massa, Parabéns!

08/05/2012 | 15h59 Denunciar

Gabriel

Parabéns pela sua ação,São poucos que fariam isso!

08/05/2012 | 15h34 Denunciar

O cara foge, toma uma coça de pau e é herói? Pensei que ele tinha dominado os três enquanto esperava pela policia. Quem disse que ele era um herói? A polícia ou é por conta de quem escreveu isso? Chamada enganosa essa, hein!

08/05/2012 | 15h31 Denunciar

maria goncalves

Interviram ou intervieram?

08/05/2012 | 15h05 Denunciar

Siga os perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraRT @RdGaucha: Neste momento são 15 táxis bloqueando o cruzamento da Sebastião Leão com a Érico Veríssimo. Brigada e EPTC chegam agora.há 40 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraMinistério da Saúde afirma que estratégia para combater a gripe A vai além da ampliação da vacinação. http://t.co/o4t6Bd4Aifhá 40 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros