Disputa de inverno29/05/2012 | 13h27

Ensaio para a prova de verão

Especialistas indicam os concursos realizados no meio do ano como um teste de conhecimentos, mas é preciso cuidado

Enviar para um amigo
Ensaio para a prova de verão Nauro Júnior/Agencia RBS
Em Pelotas Renan Deves, Giulia Bacchieri e Paloma Werlange fazem cursinho e farão vestibular mesmo sem ter concluido o Ensino Médio Foto: Nauro Júnior / Agencia RBS

Para muita gente, os vestibulares de inverno são sinônimo de treinamento. Marcadas para a metade do ano, quando grande parte dos alunos do Ensino Médio ainda está nas salas de aula, as provas também podem ser sinônimo de alívio (ou de estresse) para quem não quer esperar até o final do ano. Vale a pena enfrentar a maratona agora para se testar?

Focados em utilizar o vestibular como uma espécie de simulado, os treineiros aproveitam para conhecer a universidade e entender como funciona a avaliação. Professor de física e diretor do Unificado, Ênio Kaufmann entende que vivenciar o vestibular como treino pode ajudar.

— Não indicamos a prova do meio do ano para quem já fez vestibular uma vez e sabe como funciona. Para os demais, é interessante — pondera.

Psicólogo e especialista em preparação para vestibulares e concursos, Fernando Elias José acredita que não existe uma única resposta sobre prestar ou não vestibular como treineiro. Em muitos casos, o simulado é positivo, principalmente quando o aluno, a família e a escola estão tranquilos. Quando as exigências crescem, no entanto, pode surgir um problema:

— Muitas vezes, o desempenho no vestibular de inverno torna-se uma cobrança para o aluno e o saldo é negativo. Quando o aluno quer Medicina e só poderá concorrer no verão, por exemplo, fazer prova para outro curso no inverno pode aumentar o nervosismo.

Para o psicólogo, a ideia de sentir na pele o ambiente que será encontrado no dia da prova é uma estratégia de estudo que deve ser repetida no cotidiano. Treinar em casa o tempo para escrever e passar a limpo uma redação é um exemplo. Mesmo assim, com preparações e testes, os alunos têm de estar cientes de uma coisa: uma dose de estresse, mesmo que pequena, estará, sim, presente no dia da prova de verdade.

Vale a pena ser treineiro?

Vantagens

O candidato prepara seu emocional para a tensão da prova

É possível se familiarizar com o espaço físico e o estilo da prova das universidades pretendidas

Dá um termômetro da preparação, indica como está o domínio dos conteúdos já estudados

Pode ser uma boa oportunidade para conversar com a família, compartilhar a ansiedade do momento

Desvantagens

Um desempenho ruim pode desanimar o candidato

Uma excelente nota pode causar um relaxamento na preparação

Fazer uma análise torta da preparação, com cobrança exagerada. No meio do ano o estudante ainda não viu todos os conteúdos da prova

Abandonar as tarefas do 3º ano do Ensino Médio para se dedicar somente ao vestibular de inverno

Siga perfis de ZH no Twitter

  • transitozh

    transitozh

    Trânsito Zero HoraRT @soaresemanuel Fluxo intenso pela BR-116 até a chegada a POA. Pontos de lentidão em Sapucaia do Sul. @RdGaucha #gauchatransitohá 2 minutosRetweet
  • transitozh

    transitozh

    Trânsito Zero HoraRT @mateusferraz Av. Mauá segue em meia-pista na altura da est. Mercado para obras do DEP. @RdGaucha #GauchaTransito http://t.co/2EHNG993shhá 11 minutosRetweet

Veja também

clicRBS
Nova busca - outros