Leia na Areia27/12/2013 | 07h31

Rosane Tremea: Bom Senso F.C. de verão

Colunista do caderno Viagem, Rosane acredita que férias imperfeitas rendem as melhores histórias

Enviar para um amigo
Rosane Tremea: Bom Senso F.C. de verão Havaianas/Divulgação
"Eu, com os pés protegidos por minhas sandálias de borracha último tipo" Foto: Havaianas / Divulgação
 
 Arte: Eduardo Oliveira

Sim, é tempo de se deixar levar pela aventura, pelo inesperado, pelo desejo de experimentar coisas novas, de ser menos racional e consequente, de relaxar, de não se levar tão a sério, de... Mas, alto lá! Até as férias de verão têm seu limite. Também não é tempo para ser boca-aberta, moscão, bocó, tanso ou qualquer outra coisa que as gírias de nosso tempo alcancem para significar uma certa falta de inteligência que nos acomete quando calçamos nossas havaianas. Ou não. Esse é o ponto: as havaianas.

Criada solta numa cidadezinha do Interior, mas sempre protegida por chinelos de dedo, tenho uma dificuldade em, de cara, colocar o pé no chão, seja lá o tipo de solo que for. Mesmo nas quentes e fofas areias de uma praia nordestina. E é disso também que estamos falando aqui.

Estava, com um amigo, num verão desses, numa linda praia nordestina. Eu, com os pés protegidos por minhas sandálias de borracha último tipo. Ele curtindo a liberdade dos pés sem amarras de meias e sapatos. Era nosso primeiro dia na Pipa, aquela linda praia do Rio Grande do Norte. Pés brancos que experimentavam a primeira alforria do verão, eu caminhava calçada.

E meu amigo me torturava: tira isso do pé, pisa no chão, olha a energia, aproveita pra recarregar... Eu relutava e avistava logo ali adiante pedras despontando da areia. E via a maré subindo rapidamente naquela franja estreita e branca do litoral. Não vou tirar, tem pedra logo ali.

Ah, são só pedras, que mal há nas pedras...?! Nada, em tese. Na prática, revelaram-se armas com suas pontas escondidas sob a areia fofinha. E do pé livre do meu amigo foi extraído um bife, um único e grande bife se desprendeu da sola do pé. Corta. Fim do passeio.

E não só daquele passeio. Feitos os primeiros socorros, a semana foi passada literalmente de pernas para o ar – da rede, da cadeira de praia, mas tudo dentro da pousada. Dali, com o pé enfaixado, só partimos para o aeroporto. E levando, na bagagem, quilos a mais ganhos com a pasmaceira.

Então, no verão, liberte-se. Mas use chinelos e, principalmente, olhe por onde anda.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraPassageiro é preso após suspeita de sequestro a voo da Virgin Australia: http://t.co/oI715MdXyPhá 29 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraFOTOS: carros ficam destruídos em dois acidentes na zona norte de Porto Alegre: http://t.co/4pnbBA8WMjhá 1 horaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros