Consumidores intoxicados21/08/2012 | 10h04

Empresa que vendeu achocolatado adulterado irá pagar indenização de R$ 420 mil

Ministério Público e PepsiCo celebraram termo de ajustamento de conduta

Enviar para um amigo

O Ministério Público (MP) celebrou o compromisso de ajustamento de conduta com a PepsiCo após a empresa tomar as medidas cabíveis pelas suspeitas de intoxicação de pelo menos 39 pessoas, em setembro de 2011, pela ingestão do achocolatado Toddynho. A companhia se comprometeu a pagar R$ 420 mil de indenização.

Serão beneficiados o Fundo da Infância e Juventude do Estado do Rio Grande do Sul — que receberá R$ 390 mil — e a Fundação do Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento — com direito a R$ 30 mil. A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) irá obter auxílio por meio de doação de equipamentos.

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor entendeu que a PepsiCo adotou "medidas necessárias imediatas para evitar ou minimizar acidentes relativos ao produto Toddynho, realizando recall e disponibilizando atendimento especializado aos consumidores", informou o MP. A empresa também se prontificou a tomar novas regras de implementação, alteração ou substituição na linha de produção.

A PepsiCo admitiu, em setembro do ano passado, que uma falha na linha de produção fez com que 80 unidades do Toddynho fossem vendidas com produtos de limpeza em vez de achocolatado. Ao menos 39 pessoas relataram no Rio Grande do Sul suspeita de intoxicação após consumo da bebida, como queimaduras na boca e garganta.

Notícias Relacionadas

06/10/2011 | 19h11

Estado confirma 39 notificações de pessoas que passaram mal após a ingestão de achocolatado

Empresa confirmou falha no envasamento de 80 unidades do achocolatado

06/10/2011 | 13h41

Empresa confirma falha no envasamento de 80 unidades do achocolatado Toddynho

Em um lote recolhido, pH era equivalente ao de produtos como soda cáustica e água sanitária

30/09/2011 | 18h28

Anvisa pede inspeção em fábrica de achocolatado suspeito de queimar crianças no RS

Laboratório Central do Estado analisa amostras para identificar o que provocou alterações no produto

30/09/2011 | 16h07

Venda de achocolatado é suspensa após mal-estar em consumidores

Estabelecimentos comerciais estão sendo vistoriados para assegurar ratirada do produto das prateleiras

30/09/2011 | 14h49

Pelo menos seis pessoas sofreram mal-estar devido a consumo de achocolatado

Vigilância Sanitária Estadual iniciou retirada de produto das prateleiras

Siga perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraVem aí uma nova leva de documentários sobre artistas e bandas nacionais: http://t.co/Jia82f3jCZhá 44 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraEquipe tenta remover bimotor parcialmente enterrado no Pará. http://t.co/efnz2cAg22há 55 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros