Abastecimento no Norte11/06/2012 | 10h58

Após chuva e obras, Corsan cancela racionamento em Passo Fundo

Medida foi suspensa depois de análise técnica na manhã desta segunda-feira

Enviar para um amigo
Previsto para iniciar terça-feira, o racionamento de água foi cancelado em Passo Fundo, no norte do Estado. Obras emergenciais como a transposição do Rio Jacuí, aliadas à redução no consumo e à chuva de 24 milímetros que caiu no fim de semana, melhoraram o nível dos pontos de captação e garantiram a suspensão da medida.

Apesar do anúncio feito na manhã desta segunda-feira, após análise de técnicos da companhia, a Corsan observa que ficará em estado de alerta e monitorando diariamente os níveis das barragens e o consumo de água até que as chuvas retomem a regularidade. Também recomenda que a população contribua para economizar água.

De acordo com a companhia, se cada morador reduzir o banho em 4 minutos será possível economizar 8,64 milhões de litros de água por dia no município, o que ajudaria a garantir a normalidade do abastecimento e até mesmo reduzir a tarifa de água. 

Maior obra emergencial executada pela Corsan para combater os efeitos da seca no Estado, a transposição do Rio Jacuí entrou em operação sábado à tarde em Passo Fundo. O reforço a um dos dois pontos de captação para o abastecimento dos 184,8 mil moradores foi considerado decisivo para evitar o racionamento.

A obra de transposição foi concluída sexta-feira à tarde, mas o processo só iniciou no dia seguinte porque o concreto não havia secado. Por meio dela, a água percorre 4 km por adutoras e outros 3 km por gravidade até um dos reservatórios. A meta é transpor cerca de 200 mil litros por hora.

O diretor estadual de Operações da Corsan, Ricardo Rover Machado, explica que a o investimento é de R$ 2 milhões. Outros R$ 500 mil foram aplicados no município na perfuração de seis poços e na transposição de água de um poço para o outro ponto de captação de água para abastecimento. 

— Estimamos que as ações possam reforçar os reservatórios com 320 mil litros de água por hora — destaca Machado.

Racionamento segue em Erechim e Vacaria
Em Erechim, a chuva de 45 milímetros registrada até o fim da tarde de domingo pela Estação Meteorológica da RBS trouxe otimismo ao município de 96 mil habitantes. No sábado, o nível da barragem de captação marcava 2,7 metros abaixo do vertedouro. De acordo com a Corsan, se o nível atingir 2,5 metros será possível avaliar a possibilidade de suspender o racionamento, que completa 67 dias nesta segunda-feira.

A companhia pretende concluir até quinta-feira a obra de transposição do Rio Passo da Porteira para a barragem de captação de água em Vacaria, nos Campos de Cima da Serra. O investimento de R$ 800 mil, prevê a Corsan, poderá ser suficiente para interromper o racionamento de água iniciado em 27 de maio. Desde 2011, a Corsan investiu R$ 7 milhões em obras de combate à estiagem nos 325 municípios de abrangência.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraPassageiro é preso após suspeita de sequestro a voo da Virgin Australia: http://t.co/oI715MdXyPhá 35 minutosRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraFOTOS: carros ficam destruídos em dois acidentes na zona norte de Porto Alegre: http://t.co/4pnbBA8WMjhá 1 horaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros