Atropelamento no Rio16/05/2012 | 20h02

MP denuncia Thor Batista por homicídio culposo e pede suspensão do direito de dirigir

Jovem de 20 anos atropelou e matou um ciclista em Duque de Caxias no dia 17 de março

Enviar para um amigo

Thor Batista, 20 anos, filho do empresário Eike Batista, foi denunciado nesta quarta-feira pelo Ministério Público à Justiça por homicídio culposo (sem intenção de matar). Em 17 de março, o filho de Eike atropelou e matou o ciclista Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, na rodovia Washington Luís, em Duque de Caxias (RJ).

Thor Batista não trafegava pelo acostamento, aponta laudo

Caso seja condenado, Thor pode receber pena de 2 a 4 anos de prisão. A promotoria também pediu que a Justiça suspenda imediatamente o direito de dirigir de Thor. A denúncia foi encaminhada à 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias pelo promotor Marcus Edoardo Siqueira, da 6ª Promotoria da mesma cidade.

Segundo laudo pericial da Polícia Civil, Thor dirigia sua Mercedes-Benz SLR McLaren a 135 km/h quando atingiu o ciclista, que foi arremessado. A velocidade máxima permitida na rodovia é de 110 km/h. Para o promotor, Thor dirigia de forma imprudente.

Ele ultrapassou um ônibus da empresa Única Fácil, da linha Petrópolis-Nova Iguaçu, pela faixa da direita. Depois repetiu a manobra irregular ao ultrapassar um Ford Fiesta. Em seguida atingiu o ciclista, que morreu na hora.

Para justificar o pedido de suspensão da carteira de motorista de Thor, o Ministério Público cita as 11 infrações cometidas pelo filho de Eike, segundo o Departamento de Trânsito do Rio (Detran/RJ), nove delas por excesso de velocidade. Thor é habilitado para dirigir desde 16 de dezembro de 2009.

Comentar esta matéria Comentários (9)

Tiago

Que absurdo as considerações abaixo: para assumir o risco, é necessário que, além do excesso de velocidade, a pessoa tenha ingerido bebida alcoólica, o que configuraria, em tese, o dolo eventual (assumir o risco). Então qualquer um que excedesse a velocidade teria a intenção (dolo)de matar?

17/05/2012 | 15h38 Denunciar

Fabrício

Se estava a 135km/h então ele "assume o risco" de acidente, o que passa a ser homicídio doloso, com pena muito maior. Muito estranho essan denúncia.

17/05/2012 | 13h57 Denunciar

Itamar Fortuna

E alguém acha que isso vai dar em algo? Ele deveria ser condenado por homicidio DOLOSO pois assumiu o risco de matar ao dirigir acima da velocidade permitida. Alem disso ele ja tem várias multas de transito o que da mais de 40 pontos pra ele. Palhaçada a justiça desse país.

17/05/2012 | 13h43 Denunciar

Carlos

Desde quando ricos são condenados a alguma coisa no Brasil ?

17/05/2012 | 09h10 Denunciar

Jaquesoner

Alguem acha que vai dar alguma coisa com o Playboy filho do homem mais rico do Brasil? Da nada nao o dinheiro compra tudo nesse pais inclusive a JUSTIÇA!!!

17/05/2012 | 01h31 Denunciar

Eduardo

O que será que o Luciano Huck vai dizer agora, já que imediatamente após o acidente ele inocentou o pobre do menino rico.

16/05/2012 | 23h00 Denunciar

luis

o que 2 a 4 anos para este vagabundo ,tão de brincadeira,depois querem ainda que se confie na policia e na nossa justiça

16/05/2012 | 22h21 Denunciar

marcosturcatti

uma palhaçada o que tao fazendo com o thor batista o ciclista estava bebado e querem condenar a pessoa errada so por que tem dinheiro

16/05/2012 | 21h51 Denunciar

Paulo Bianchi

Não vai dar em nada. O marginal em questão é filho do cara mais rico do Brasil. Para a ''justiça'' o que vale é o dinheiro. Alguém aí acredita que ele vai ficar preso ???

16/05/2012 | 21h43 Denunciar

Siga perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraPelo menos 10 pessoas morreram no trânsito durante o feriadão de Páscoa no Rio Grande do Sul: http://t.co/ArCReyktD6há 3 horas Retweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraRT @zh_esportes: Inter negocia compra definitiva de Aránguiz e tem milionário italiano como obstáculo http://t.co/YZoKssFdj2há 4 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros