10/12/2010 | 12h35

Ônibus ateus começam a circular na Capital neste domingo

Transportes urbanos trarão mensagens nada convencionais expondo o ponto de vista de ateus e agnósticos

Enviar para um amigo
Ônibus ateus começam a circular na Capital neste domingo Divulgaçao/
O mote da campanha é o slogan "Diga não ao preconceito contra ateus", que aparece em quatro peças diferentes acompanhando imagens e frases polêmicas Foto: Divulgaçao

A partir deste domingo, a chamada campanha dos ônibus ateus terá início na Capital. Ônibus exibirão mensagens expondo o ponto de vista de ateus e agnósticos sobre temas como fé e moralidade. A ação é uma iniciativa da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos.

O mote da campanha é o slogan "Diga não ao preconceito contra ateus", que aparece em quatro peças diferentes acompanhando imagens e frases polêmicas. Uma delas afirma "A fé não dá respostas. Ela só impede perguntas". Em outra aparecem Adolf Hitler e Charles Chaplin ilustrando o texto "religião não define caráter".

A campanha traz ainda a foto de um avião atingindo o World Trade Center com os dizeres "Se Deus existe, tudo é permitido" - em referência à famosa citação em contrario do romance "Irmãos Karamazov", de Dostoievski. Outra peça afirma "Somos todos ateus com os deuses dos outros", mostrando imagens de um deusa hindu, um deus egípcio e um deus palestino - Jesus.

A associação pretende arrecadar fundos para estender a exibição das peças, inicialmente prevista para um mês. Segundo o presidente da entidade, Daniel Sottomaior, a campanha é necessária para chamar a atenção da sociedade e tirar os ateus da invisibilidade.

— Somos cerca de 2% dos brasileiros, ou 4 milhões de ateus. Mas muitos têm medo de se expor devido ao preconceito de amigos, chefes e familiares. Isso tem que acabar.

Segundo a entidade, o objetivo da campanha não é fazer desconversões em massa, mas conseguir um espaço na sociedade e diminuir o preconceito que existe contra ateus.

Para o presidente da Sociedade Israelita Brasileira de Cultura e Beneficência e responsável pelo Blog das Religiões em zerohora.com, Guershon Kwasniewski, a manifestação é válida, desde que não haja ofensas:

— Vivemos em uma sociedade com liberdade de expressão. Todo aquele que quer se manifestar, crente ou não em Deus, tem o direito sempre que não ofenda aquele que não pense do mesmo jeito. As tragédias na história da humanindade aconteceram não pela falta de Deus, mas sim pela falta do homem.

A campanha já passou por diversos países, comos Estado Unidos, Reino Unido e Espanha. No Brasil, ela será feita em Salvador e Porto Alegre.

Veja também:

Ônibus ateu em Barcelona

Comentar esta matéria Comentários (13)

Guilherme

Nunca vi ninguém ser discriminado por ser ateu, muito pelo contrário, já vi muita gente ser discriminada pela sua religião. Ateus que se acham superiores, pois crêm que quem tem religião é facilmente manipulável.

16/02/2011 | 17h53 Denunciar

Eduardo

Quanto mais ALGUNS crentes se manifestam aqui, mais me engajo no ateísmo militante pregado pelo Richard Dawkins! O interessante é q devo ter lido a bíblia com mais cuidado do q eles, se é q já leram (do início ao fim e não ouvindo salmos isolados do Cid Moreira)!

13/12/2010 | 01h23 Denunciar

Ricardo

O que diferencia a democracia da tirania da maioria é precisamente a representatividade das minorias. Ateus devem ter tanta liberdade quanto católicos para expressarem suas crenças e valores. Convem lembrar que nosso presidente atual e a presidente eleita são ateus, apesar de esconderem o fato para não perderem popularidade.

11/12/2010 | 14h27 Denunciar

ciclamio

Só um detalhe, mas importante: não são os ônibus que são ateus, a campanha que eles veiculam.

11/12/2010 | 14h07 Denunciar

Fabricio Adriano

Poxa Fabiana não é por ser minoria que eles não podem expressar a sua opinião. Isto é censura. Os homosexuais também são minoria e fazem tudo o que fazem e querem ser respeitados e todo mundo se volta contra quem não aceita o homosexulaismo. Porque os ateus não tem o mesmo direito? Proibir a manifestação por conter conteudo religioso? Como se ateu não tem religião. Os homosexuais abriram as portas para as minorias agora tem que deixar todos se manifestarem. Senão vira privilegio.

11/12/2010 | 13h33 Denunciar

Mara

Na minha opinião esta campanha traz meias verdades. Chaplin não seria um bom exemplo,pois em sua vida pessoal há histórico de violência doméstica. Concordo com Guershon Kwasniewski,da Soc.Israelita Bras.de Cultura e Beneficência, quanto às fatalidades, acidentes e tragédias atribuirmos a Deus a responsabilidade.Acho que é uma forma simplista em reduzir o tema. Ser ateu não descarta ser solidário e ético. Agora, ter uma religão assim como ser ateu é uma opção e não,imposição.

11/12/2010 | 13h00 Denunciar

Marcos

Fabiana...onde na matéria fala sobre os ateus quererem se sobrepor? Ninguém mais pode se manifestar se não for da maioria?

11/12/2010 | 12h17 Denunciar

Marlon

Todos nascemos ateus. Através da endoutrinação que recebemos dos nossos pais (normalmente), passamos a acreditar na existência de um deus, sem realmente nos questionarmos se isto faz sentindo ou não (afinal de contas, isso acontece quando somos crianças). A crença em um deus é baseada na suposição de que alguém criou o universo e a nós mesmos. Não existe e nem nunca existiu evidências que dêem suporte a essa hipótese. Nós ateus somos apenas pessoas para quem "querer acreditar" não é suficiente.

11/12/2010 | 12h02 Denunciar

Elisa

Emerson, a resposta da tua pergunta é simples, a campanha é sobre ateus pq quem ta bancando a campanha é uma associação de ateus, ou tu acha que a associação de ateus ia preferir bancar uma campanha sobre atropelamentos a mulheres gravidas? tu acha que isso ia ajudar os ateus a serem respeitados?

11/12/2010 | 09h49 Denunciar

Henrique

Interessante, apesar de que ser ateu é concordar com uma grande inconsistência universal, sempre tive curiosidade em saber como eles aceitam a própria existência e de uma criação sem criador. Quem sabe eles com mais espaço na sociedade, possamos entender esse e outros pontos de vista dessa falta de crença em uma força superior que os ateus têm. Gostei da iniciativa.

11/12/2010 | 00h18 Denunciar

Emerson Carlos

Só para deixar claro... não sou contra em se manifestar ou protestar... mas acredito que tenha coisas muito mais importantes a resolver em Porto Alegre do que ficar incentivando campanhas que não vai mudar nada... Deixo um exemplo.... hoje uma mulher grávida foi atropelada em cima da FAIXA DE SEGURANÇA na João Pessoa... e o motorista fugiu... pq não fazem campanhas mais abrangentes e contudentes para a segurança no trânsito??? Fala sério...PORTO ALEGRE É DEMAIS...

10/12/2010 | 14h43 Denunciar

Fabiana

Isso vai gerar muita polêmica. Todos temos direito de expressão, mas não esqueçamos que é uma minoria que quer se sobrepor ante o maior país católico do mundo. Devemos lutar a favor e nos ofender com o desrespeito ao ser humano em geral, independente de sua religião ou falta dela.

10/12/2010 | 14h36 Denunciar

Amanda

Até que enfim! Já estou cansada de ser discriminada por ser atéia. Respeito a crença dos outros pois sei que devem precisar disso, mas rogar praga, chamar de demônio e jurar de morte quem não acredita é absurdo. Respeito todo ser vivo não por depender de crenças, mas de consciência limpa, educação. Respeito ao próximo é o que falta.

10/12/2010 | 12h54 Denunciar

Siga perfis de ZH no Twitter

  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraAcidente na BR-116 deixa um morto na madrugada desta sexta-feira. http://t.co/SQyovEH8Tuhá 1 horaRetweet
  • zerohora

    zerohora

    Zero HoraObama lamenta a morte do escritor Gabriel García Márquez: http://t.co/XhYaDM6g9jhá 2 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros