Fórmula-109/12/2013 | 17h17

FIA muda regulamento e última corrida do ano terá pontos dobrados

Grande Prêmio do Brasil não será mais a última etapa do calendário e sim a penúltima, tendo sido invertida com o GP de Abu Dabi

Enviar para um amigo
FIA muda regulamento e última corrida do ano terá pontos dobrados divulgação/divulgação
Foto: divulgação / divulgação

Para tentar evitar o que aconteceu na última temporada, quando o piloto alemão Sebastian Vettel ganhou o título da Fórmula-1 com quatro provas de antecedência, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou nesta segunda-feira uma alteração no regulamento que vai fazer com que a última corrida do ano, a partir de 2014, tenha sempre pontuação dobrada.

Na quarta passada, porém, a FIA já havia divulgado outra novidade: o Grande Prêmio do Brasil não será mais a última etapa do calendário e sim a penúltima, tendo sido invertida com o GP de Abu Dabi, dos Emirados àrabes Unidos. Será este, assim, que terá o benefício de ter o dobro do valor que os demais.

A alteração no regulamento, aprovada nesta segunda pelo grupo de estratégia da Fórmula 1 e pela comissão da categoria máxima do automobilismo, que se reuniram em Paris, vale também para o Mundial de Construtores e tem validade já no ano que vem.

O encontro também tomou decisões importantes como a adoção de numeração fixa, de 2 a 99. Cada piloto poderá escolher um número, que usará por toda a carreira, ficando o 1 com o atual campeão, se ele desejar usá-lo. Caso dois pilotos quiserem usar o mesmo número, terá prioridade aquele que terminou em melhor colocação na temporada anterior.

A mudança tenta atrair uma nova forma de renda aos pilotos e às equipes, que podem criar uma nova identificação e, assim, ganhar com franchising, algo recorrente nas ligas norte-americanas.

Também foi decidida a criação de três dias de testes de pneus, entre os próximos dias 17 e 19 de dezembro, no Bahrein. Apenas Red Bull, Mercedes, Ferrari, McLaren, Force India e Toro Rosso aceitaram participar. Ainda foi criado o princípio do teto de gastos, mas ele só será adotado em 2015. Até lá a legislação será melhor discutida.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga zh_esportes no Twitter

Veja também

clicRBS
Nova busca - outros