Holandês da hora21/07/2012 | 17h16

Estreante no Botafogo, Seedorf enfrenta o Grêmio em encontro adiado há quase 17 anos

Campeão da Liga dos Campeões em 95, meia deixou o Ajax antes do Mundial contra os gaúchos

Enviar para um amigo
Estreante no Botafogo, Seedorf enfrenta o Grêmio em encontro adiado há quase 17 anos Tasso Marcelo/AE
Zé Roberto, pela Seleção Brasileira, e Seedorf, pela Holanda, se reencontram em Botafogo x Grêmio Foto: Tasso Marcelo / AE

Todos os holofotes do Engenhão estarão voltados para Seedorf neste domingo. O meia holandês, que estreia vestindo a camisa do Botafogo, também enfrentará o Grêmio pela primeira vez na história. Um confronto que poderia ter acontecido há quase 17 anos, no Mundial de Clubes.

Seedorf ajudou o time do Ajax, sensação europeia naquele ano de 1995, a superar o Milan na decisão da Liga dos Campeões e a conquistar o direito de decidir o Mundial contra o Grêmio. No entanto, o meia deixou o clube holandês antes do encontro com os gaúchos e se transferiu para a italiana Sampdoria. De lá, passou por Real Madrid e Inter de Milão antes de chegar no Milan, onde atuou por 10 anos.

Foi no San Siro, aliás, que Seedorf conheceu Emerson. O ex-jogador e atual auxiliar técnico de Vanderlei Luxemburgo na comissão técnica do Grêmio reencontrará neste domingo o holandês de 36 anos, seu colega no Milan de 2007 a 2009.

— Ele é um líder. Tem uma personalidade muito forte. Se impõe muito. Em todas as decisões extracampo, também. Opina, gosta das coisas corretas, certas — relembra Emerson sobre o adversário deste domingo.

Os dois atuaram no meio-campo do Milan do técnico Carlo Ancelotti. Com três meias que defendiam e atacavam, a formação no setor por vezes contava com Pirlo como primeiro volante, Emerson pelo lado direito e Seedorf na esquerda. Conhecedor da habilidade do holandês, o auxiliar de Luxemburgo destaca o controle de bola e a precisão do chute como principais qualidades do agora adversário.

— Ele podia esperar um pouquinho mais para estrear, né? — brinca. — Ele é espetacular tecnicamente. Tem muita força física. É muito difícil tirar a bola do pé dele, já que ele faz muito bem a proteção. Também chuta muito bem de fora da área, sempre teve um chute muito forte. É muito inteligente. Está muito próximo do estilo do futebol brasileiro.

No Milan, Emerson e Seedorf atuaram lado a lado. Mas na Seleção foi diferente. Na Copa do Mundo 98, se enfrentaram na memorável semifinal entre Brasil e Holanda. O confronto foi vencido nos pênaltis pela equipe de Zagallo, que acabou perdendo o título da competição para a França na final.

— Naquele jogo, eu entrei para marcar o Davids, que era o pé canhoto. Mas o Seedorf era o cérebro daquela equipe, o cara que fazia rodar a bola. Os dois armavam as jogadas mais perigosas daquele time — relata Emerson.

A Holanda de 98, aliás, tinha sua base formada pelo próprio Ajax de 95, que venceu o Grêmio no Mundial. Dos 11 jogadores que entraram em campo contra o Brasil na Copa, seis enfrentaram a equipe gaúcha três anos antes (ficha abaixo). Outro que participou das duas partidas foi justamente Emerson: a diferença é que, na França, Zagallo sacou Leonardo para colocá-lo em campo. Já com Felipão, pelo Grêmio, no Japão, não saiu do banco.

— A gente estava jogando contra uma das melhores equipes do mundo naquele momento. Era muito difícil jogar contra aquele time do Ajax. Mas o Grêmio se comportou bem e equilibrou o jogo. Foi para os pênaltis e aí não tem favorito. Pode acontecer de tudo — rememora Emerson.

Em todo o caso, o Botafogo de hoje não é nem um Ajax nem uma Holanda.


Nos países baixos
Seis holandeses (*) que enfrentaram o Brasil na Copa de 98 haviam jogado pelo Ajax contra o Grêmio em 95. Veja os times: 

Ajax x Grêmio de 1995
Van der Sar
Reiziger
Blind
Frank de Boer
Bogarde
Ronald de Boer
Davids
Litmanen (Reuser)
Finidi
Kluivert
Overmars (Kanu)

Holanda x Brasil de 1998
Van der Sar*
Reiziger* (Winger)
Stam
Frank de Boer*
Jonk (Seedorf)
Ronald de Boer*
Cocu
Zenden (Hooijdonk)
Davids*
Bergkamp
Kluivert*

Confira uma lista com bares para assistir a Botafogo x Grêmio
Globosat HD e SporTV transmitem Botafogo x Grêmio

Comentar esta matéria Comentários (9)

LUCIANO BAYER

Na mosca, diogo! Acertou em tudo! No entanto, não derrubou nada, somente confirmou o que é fato. Chame o título do Grêmio como quiser, menos de "Mundial". Este está reservado àqueles que são reconhecidos. kkkkkkkkkkkkkkkk

22/07/2012 | 14h48 Denunciar

Thiago

O que os colorados querem opinar aqui? Nunca participaram de um Mundial Interclubes, na real, durante todo o período que teve esse mundial o Internacional sequer existiu... só conseguiram ganhar alguma coisa depois que quase dobrou a quantidade de participantes da Libertadores, vão se enxergar...

22/07/2012 | 02h28 Denunciar

diogo

Derrubo com 1 argumento esse papo de mundial "FIFA": dizer que esse torneio ñ era um mundial de clubes e sim "copa toyota" significa dizer q o Santos do Pelé, o Flamengo do Zico, o Boca do Tevez, o Real Madri do Zidane, SÓ PRA CITAR ALGUNS, não foram campeões do mundo. O Gabirú é que foi. Fim.

22/07/2012 | 00h33 Denunciar

ANDREF

Bons tempos...Grêmio fzdo frente a grandes times internacionais!

21/07/2012 | 23h17 Denunciar

Marco Teixeira

A nomenclatura não interessa , oque vale é que o Grêmio foi campeão bem antes ( muito antes). Não adianta chorar!!

21/07/2012 | 22h56 Denunciar

Felipe Bussolo

o q estes coloridos querem opinar aqui nas noticias do gremio? era o mundial interclubes sim e sempre, até hj sempre foi disputado a final entre campeao da america do sul e campeao europeu. quer dizer sempre, sempre não rsrsrsrsrsrs

21/07/2012 | 22h48 Denunciar

Adair

É impressionante, como essa imprensa colorada, fazem enfase desse Seedorf, por jogar contra o Grêmio Estão em uma torcida por ele, como nunca torceiro pelo timinha da beira da borregar; Já pensaram se o Grêmio c/ 10 em campo, vai lá e enfia uns 3 ou 4 nele, vai calar voces!!!

21/07/2012 | 21h50 Denunciar

LUCIANO BAYER

Com o devido respeito, a matéria deveria ser retificada, pois a designação da "partida única" que existia outrora, segundo a FIFA, órgão máximo do futebol no mendo, era "Torneio Intercontinental", e não "Mundial de Clubes". Mas deixa pra lá, afinal de contas, são poucas as alegrias, mesmo.

21/07/2012 | 21h48 Denunciar

Lúcio

Sempre cabe a ressalva de que a teimosia da mídia brasileira em apelidar de "mundial" a "Copa Européia Sulamericana" desafia decisão definitiva do Comitê Executivo da FIFA, anunciada pelo Pesidente Joseph Blatter, e amplamente divulgada em todos os meios de comunicação, inclusive em aqui em ZH.

21/07/2012 | 19h28 Denunciar

Siga zhEsportes no Twitter

  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesRT @zh_gremio: Gremista ZH: Dos males, "o menos pior" ---> http://t.co/XarKpqarpKhá 6 horas Retweet
  • zh_esportes

    zh_esportes

    zhEsportesRui Costa elogia Enderson e vê Grêmio mais mobilizado para a Libertadores- http://t.co/CiQzIi2azFhá 6 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros