Liberado04/05/2012 | 16h26

Diretor do SPFC reage com indignação após nome de Oscar aparecer no BID

"Ministro Caputo tinha que ter se declarado impedido de fazer aquele despacho", disse Kalil Abdala

Enviar para um amigo

O diretor jurídico do São Paulo, Kalil Abdala, reagiu com surpresa a notícia da reativação do contrato de Oscar com o Internacional. O dirigente lamentou que o fato ocorresse em uma sexta-feira, o que limita o tempo para o clube paulista recorrer da decisão da CBF.

— Estou sabendo agora. É lamentável que isso tenha ocorrido em uma sexta-feira. No momento em que um ministro faz um habeas corpus de uma ação trabalhista em que um genro dele está envolvido, o que se faz?— comentou

Sem esconder a irritação, Kalil Abdala garante que o clube paulista vai reagir contra a decisão do Ministro Guilherme Caputo Bastos do TST.

— O Ministro Caputo tinha que ter se declarado impedido de fazer aquele despacho. Ele está envolvido. Eu ainda não sei o que vamos alegar, mas nós vamos reunir a diretoria para estudarmos nossa resposta. Não esperávamos o fato consumado. Depois do que ocorreu agora, vamos estudar o que fazer.

Leia mais:
Após 47 dias, Oscar deve retornar ao meio-campo do Inter diante do Caxias

A espera pela publicação do nome de Oscar no BID ainda foi iniciada na semana passada. Na quinta-feira, dia 26 de abril, o Tribunal Superior do Trabalho concedeu uma liminar em favor de Oscar, que liberou o meia a jogar pelo clube em que quisesse. A escalação do atleta no Gre-Nal 392 chegou a ser cogitada, mas não houve tempo hábil para a inscrição do jogador na Confederação Brasileira de Futebol.

Relembre o Caso Oscar:
21 de março
Justiça determina reativação do contrato de Oscar com o São Paulo e o jogador fica fora da partida contra o The Strongest, na Bolívia, pela Libertadores.

22 de março
Departamento jurídico do Inter entra em ação e estuda alternativas para reverter situação do meia Oscar.

23 de março
Oscar oferece R$ 4,5 milhões para rescindir com São Paulo e ficar no Inter, mas diretor de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, diz que a expectativa é que o meia se reapresente no Morumbi.

24 de março
São Paulo só aceita acordo para liberação de Oscar a partir de R$ 14 milhões.

26 de março
À espera de decisão da Justiça, Oscar é destaque no treino do Inter. Atleta se movimentou e participou das principais jogadas da equipe no Beira-Rio.

30 de março
Inter ingressa na Justiça para ser reconhecido como parte do processo de Oscar. Clube também pede esclarecimento da determinação que recolocou o vínculo do jogador ao São Paulo.

02 de abril
Com Justiça em recesso até o dia 11, Oscar segue sendo desfalque do Inter.

03 de abril
Alegando aliciamento a Oscar, São Paulo denuncia o Inter na Justiça Desportiva.

09 de abril
Ministro do TST adia decisão sobre Caso Oscar e pede mais esclarecimentos. Renato de Lacerda Paiva considerou documentos insuficientes para dar veredicto ao pedido de efeito suspensivo.

10 de abril
TST abre prazo de cinco dias para São Paulo contestar cautelar do meia Oscar.

11 de abril
Reunião entre Inter e São Paulo busca acordo financeiro para liberação de Oscar. Advogados do Inter e representantes do jogador viajarão a São Paulo para encontro.

12 de abril
Após reunião, São Paulo promete dar resposta sobre Oscar até o dia seguinte. A oferta do Inter teria sido superior a R$ 7 milhões.

13 de abril
São Paulo endurece e alta cúpula do Inter se reúne para adotar nova estratégia. Clube paulista teria rejeitado oferta colorada para liberação do jogador.

14 de abril
Advogado do Inter afirma: Pretensão do São Paulo não tem amparo legal. Daniel Cravo criticou postura do clube paulista depois de Inter fazer proposta superior a R$ 7 milhões.

16 de abril
São Paulo afirma ter gravação que comprova aliciamento do Inter a Oscar. Entrevista do jogador teria sido concedida após decisão da Justiça de o meia voltar a São Paulo.

Oscar se manifesta pela primeira vez e afirma: "Não quero jogar no São Paulo, quero continuar jogando pelo Inter".

18 de abril
São Paulo dá 90 dias para Oscar apresentar no Morumbi.

24 de abril
Oscar envia carta à direção do São Paulo e reclama de "desrespeito ao ser humano". No documento, o meia reiterou a vontade de permanecer no Inter e não retornar ao Morumbi

25 de abril
Após carta de Oscar, São Paulo reafirma desejo de conversa pessoal com o jogador. Diretor de futebol do clube paulista estaria disposto a vir a Porto Alegre se encontrar com o meia.

Atendendo à solicitação do São Paulo, o STJD denuncia o Inter por aliciamento do meia.

26 de abril
TST concede liminar que libera jogador Oscar para atuar pelo Inter. Em entrevista exclusiva a zhEsportes, Oscar comemorou: "Nem acreditei, estou muito feliz, o que mais queria era voltar a jogar".

2 de maio
Diretor de registros e transferência da CBF, Luiz Gustavo Vieira de Castro, afirma que há "pontos a serem esclarecidos" na liminar concedida pelo jogador junto ao Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília.

Diretor jurídico do São Paulo, Kalil Abdala, crê que Oscar não será inscrito no BID, mas se a regularização ocorrer, clube paulista tentará cassar o habeas corpus conseguido pelo jogador.

3 de maio
CBF envia ofício ao ministro Guilherme Caputo Bastos, do TST, pedindo orientação sobre como proceder no caso Oscar.

O ministro do TST Guilherme Caputo Bastos envia à CBF os esclarecimentos solicitados pela entidade para que possa proceder a reinscrição do meia como atleta do Inter. Em seu despacho, Caputo Bastos entende como válida a reativação do contrato do jogador com o Inter.

Mesmo assim, a CBF voltou a pedir mais esclarecimentos antes de publicar o nome do alteta no BID. Os advogados de Oscar cogitam denunciar a entidade por descumprimento de decisão judicial.

Comentar esta matéria Comentários (28)

Machado (S/P)

KD a dignidade do SPFC!?! Oscar declarou várias vezes do seu interesse em continuar jogando no Inter! Ao contrário de expor uma péssima imagem do SPFC(culpa:atual presidencia:!JJ!)fica o Clube implorando ao Oscar: VOLTE...VOLTE por amor de Deus...!CHEGA!faça acordo $$ com o Inter e encerra ! VEXAME!

05/05/2012 | 09h10 Denunciar

José Valdemir

Bom ... até que enfim experimentando do próprio veneno!!!!

05/05/2012 | 07h45 Denunciar

enio cesar

mais uma vez os paulistas vão ter que nos engolir...kkkkkkk

05/05/2012 | 00h27 Denunciar

Luiz

Seu Abdala babaca! Vcs se utilizaram de um TRT PAULISTA para prejudicar o Oscar e o Inter. Se utilizaram da CBF PAULISTA para trancar a regularização do Oscar. Não quiseram aceitar a multa rescisória. Atitudes fascistas, escravocratas e petulantes. E tem mais, em 2012 o são paulo não leva é NADA

04/05/2012 | 23h23 Denunciar

Márcia

ÔÔÔ KALIL, tu ACUSA o Ministro de ENVOLVIDO no caso certo? e TU e o SPFC com certeza ESTÃO ENVOLVIDISSIMOS com a CBF e o TRT-SP onde conseguirm 3 votos a ZERO.. Se liga com os COMENTÁRIOS que tu faz pois o POVO, principalmente GAÚCHO E COLORADO tem MEMÓRIA

04/05/2012 | 22h58 Denunciar

Teo

O SPFC que se lasque! Já atrapalhou o que podia! Que vá jogar futebol!

04/05/2012 | 22h16 Denunciar

Jose Ronaldo de Oliveira

O Oscar é o unico jogador do planeta que tem dois contratos em vigor com dois clubes diferentes. E mais, com o respaldo da justiça. Viva-se com tamanha lambança!!!

04/05/2012 | 20h55 Denunciar

Emílio José

Sr. Kalil Abdala, O Sr. só pode estar brincando !!! Quando o Inter ia jogar na Bolívia, retiraram o nome do Oscar do BIB em meia hora, não houve a mínima defesa de um time brasileiro que disputava um jogo pela Libertadores. Agora já faz mais de uma semana que Oscar obteve o Habeas Corpus...

04/05/2012 | 18h54 Denunciar

João Henrique

Após uma semana da decisão do TST o diretor do São Paulo se surpreendeu? Justiça foi feita (bem feita). O Oscar pode jogar onde quizer, o São Paulo deverá ser indenizado (uma quantia justa) pelo jogador e o Inter seguirá ganhando.

04/05/2012 | 18h51 Denunciar

Francisco

Agora só falta eles entregarem o troféu das bolinhas para a CEF , sob força policial (busca e apreensão) o SPFC não gosta muito de determinações judiciais , se acham acima da LEI .

04/05/2012 | 18h36 Denunciar

KIDIABA - TODO PODEROSO MAZEMBE

Como tudo relacionado ao colorado cheira treta, foi assim com o Remendão/AG, caso Damião do ponta pé no seu colega de trabalho e agora essa do Oscar. Coisas obscuras pairam no ar, abram o olho gente.

04/05/2012 | 18h18 Denunciar

Familia Unida

Nada como parente fazendo dever de casa. No Brasil pode tudo, o cara é tão honesto que deveria se omitir de dar parecer pelo parentesco. Vale tudo.

04/05/2012 | 18h14 Denunciar

Eduardo S. dos Santos

Quero rir do São Paulo o final de semana inteiro e lembrar da derrota deles para a Ponte Preta.

04/05/2012 | 18h10 Denunciar

Luiz Fernando

Lamentável, Sr. Diretor, é a atitude do São Paulo, de querer forçar o cidadão a trabalhar no seu clube. O jogador já deixou claro que quer o distrato. É só calcular o valor da multa e pronto. Se não houver acordo, a justiça define. Impedir o atleta de atuar, são outros quinhentos!

04/05/2012 | 18h07 Denunciar

paulo martinez nunes

Pra esse Sr Abdul, diretor do SP,parar de chorar, ganhará um reforço. Pode avisar seu treinador Leão, Vamos emprestar nossos gandulas pra vcs irem treinando escanteio. Mas é por EMPRÉSTIMO, viu Sr Abdul. Não vão sequestrar nossos cidadãos gauchos.

04/05/2012 | 17h57 Denunciar

valter

um genro dele está envolvido, o que se faz? Sempre as maracutaias, sera que algum dia o Internacional maracutaia vai fazer algo legalmente. Vergonhaaaaaaaaa, mais uma caso de envolvimento com os de Brasilia. Sem falar dos Gaúchos que já beneficiam os Beiras do Rio.

04/05/2012 | 17h35 Denunciar

ColoradoChristino

Nem vem com essa de genro, sogro e o escambau... Ficaram indignados por a CBF, presidida por um ex-dirigente deles, não ter conseguido fazer nada. Que cambada! ¬¬

04/05/2012 | 17h22 Denunciar

Fabiano

Meu Deus! O que esse Kalil quer falar sobre genro. A CBF agora está a trabalho do SPFC. É totalmente parcial. Qdo foi para o SP, o Oscar foi para o BID em 2 horas. Agora que foi para Inter, a CBF meteu um monte de obstáculos. Se as Feder. dos Estados não se unirem contra isso, não sei não...

04/05/2012 | 17h22 Denunciar

fernando

QUEREM agora IMPEDIR o ministro de TRABALHAR !! Lá na CBF ninguém se conhece !!!

04/05/2012 | 17h20 Denunciar

Mauricio

O diretor jurídico do SPFC quando fala da decisão em favor do "genro", coloca em dúvida toda a competência e autoridade do ministro Caputo. E as ligações do Sr. Marin, presidente da CBF, que deveria ser imparcial, e ligações estreitas com o SPFC?

04/05/2012 | 17h19 Denunciar

Maturana

Ao SPFC só resta lamber as feridas !!!

04/05/2012 | 17h18 Denunciar

ENEDI

É incrível como um advogado de clube pode se expressar como o fez em relação a um ministro , é sem dúvidas uma forma de total falta de respeito, chegando a dizer que ele o Sr.Ministro estaria envolvido ! Alguém tem que tomar posição, pois eles não se entregam até mesmo contra ordem judicial.Vergonha

04/05/2012 | 17h14 Denunciar

gustavo

Tenho uma sugestão: se reúnam e chorem! hahahahahahha

04/05/2012 | 17h14 Denunciar

Nery Machado

O Sao Paulo perdeu novamente para o Inter, azar o seu. Boi lerdo bebe água suja. hehehe.

04/05/2012 | 17h11 Denunciar

Luciano Pugliessi

Mas é fraquinho esse diretor jurídico do São Paulo! Com as declarações que está dando, está criando um constrangimento ímpar para um Ministro da mais alta corte trabalhista do país, sem qualquer prova. Alguém tem de lembrar ao Sr. Abdalla que o São Paulo fez a mesma coisa com o Alex Dias, do Vasco!

04/05/2012 | 16h59 Denunciar

Diogo

Que vergonha esse país! Ministro em vez de trabalhar está pensando em futebol??? O jeitinho brasileiro não deixa esse país ir pra frente! Completamente disfuncional!

04/05/2012 | 16h55 Denunciar

FERNANDO

QUEM SABE,ESTE FATO SEJA O INICIO DE UMA REVOLUÇÃO QUE ACABE COM O SÃOPAULISMO E O CARIOQUISMO NA CBF. OS TIMES DO EIXO RIO-SÃO PAULO SEMPRE SÃO BENEFICIADOS DE ALGUMA MANEIRA,E ISTO NÃO PODE SER SIMPLES CONCIDENCIA.

04/05/2012 | 16h51 Denunciar

Cláudio MB-POA

Se o diretor do São Paulo tem a ousadia temerária de colocar sob suspeição um Ministro do TST do Brasil então eu,como cidadão,posso também colocar sob fortíssima suspeição a atual cúpula da CBF a partir do seu presidente,ex-jogador e ex-dirigente do São Paulo,o político paulista José Maria Marin!

04/05/2012 | 16h51 Denunciar

Siga zh_inter no Twitter

  • zh_inter

    zh_inter

    ZH InterInter descarta envolver jogadores do elenco em negociação por Rithely --> http://t.co/dTcU5xCU75há 43 minutosRetweet
  • zh_inter

    zh_inter

    ZH InterDiogo Olivier: "Cresce a bronca com os preços do Beira-Rio" --> http://t.co/hOBmao6wXShá 1 horaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros