Reação10/12/2013 | 08h00

Luiz Zini Pires: "Os três rebeldes que revoltaram o Grêmio"

Direção não aprovou posturas de Dida, Kleber e Barcos no caso dos salários atrasados

Enviar para um amigo

Os dirigentes gremistas não gostaram do comportamento de Dida, Kleber e Barcos quando o trio cobrou os salários atrasados num reunião com todos os atletas. Ficaram ainda mais indignados depois que Barcos, sem avisar, falou do problema numa entrevista e abriu para todo o Brasil a crise financeira do clube.

ACESSE E COMENTE NO BLOG DO ZINI

O goleiro Dida não deve renovar o contrato com o clube. Os atacantes Kleber e Barcos podem ser negociados. O problema é que não existe clube no Brasil capaz de pagar o que eles recebem no Grêmio – que até pagaria parte dos salários dos atletas caso achasse um negócio viável.

A direção ficou especialmente magoada com o argentino Barcos, um dos seus homens de confiança. Os dirigentes esperavam outra posição do capitão da equipe. Imaginavam que o problema poderia ser resolvido na sala do departamento de futebol, depois de uma boa conversa.

Siga zh_gremio no Twitter

  • zh_gremio

    zh_gremio

    ZH GrêmioJornais argentinos destacam sofrimento do San Lorenzo, mas valorizam a vantagem --> http://t.co/2iXCBaoqmghá 2 minutosRetweet
  • zh_gremio

    zh_gremio

    ZH GrêmioRT @zh_esportes: Blog Território Latino: Grêmio x San Lorenzo, a Libertadores no Vaticano --> http://t.co/AcDgEirqixhá 6 minutosRetweet
clicRBS
Nova busca - outros