Drible na Justiça24/07/2012 | 22h35

Brigada terá fotos e dados para conter infratores na entrada dos estádios

Procedimento começa a ser adotado já no jogo entre Grêmio e Fluminense, nesta quarta

Enviar para um amigo
Brigada terá fotos e dados para conter infratores na entrada dos estádios Wesley Santos/Divulgação
No jogo desta quarta-feira, 13 policiais terão a função adicional de fiscalizar o ingresso de torcedores proibidos de entrar Foto: Wesley Santos / Divulgação

Para apertar o cerco contra torcedores proibidos de ingressar nos estádios, o Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Brigada Militar entrará em campo. Depois da série de reportagens Drible na Justiça, na qual Zero Hora revelou como gremistas e colorados ignoram as ordens judiciais, policiais do BOE passarão a portar fotos e dados dos infratores nas entradas do Olímpico e do Beira-Rio.

O esquema já começa a funcionar na noite desta quarta-feira, na partida entre Grêmio e Fluminense, em Porto Alegre.

— Nós, do BOE, somos responsáveis pela segurança dentro dos estádios. Embora não seja da nossa competência fiscalizar os torcedores proibidos de entrar, temos todo o interesse em cooperar. Queremos os brigões bem longe — diz o comandante em exercício do batalhão, major Francisco Vieira.

Em cada um dos portões do Olímpico e do Beira-Rio, o PM encarregado de organizar o policiamento nas catracas terá em seu bolso informações e fotos dos infratores. No jogo desta quarta-feira, portanto, serão 13 policiais com a função adicional de fiscalizar o ingresso de torcedores proibidos de entrar.

Segundo o major Vieira, a iniciativa é uma decisão em conjunto do BOE e dos departamentos de segurança dos clubes – que pediram ajuda ao batalhão após Zero Hora flagrar, no Olímpico e no Beira-Rio, dois jovens proibidos pela Justiça de torcer nas arquibancadas.

Colorado vai à DP pela primeira vez

Após a publicação da reportagem que abriu a série Drible na Justiça, no domingo passado, a 20ª Delegacia de Polícia registrou pela primeira vez a presença do colorado Gabriel Maidana Bassani. Ele se apresentou na DP no horário do jogo do Inter contra o Atlético-GO, ocorrido no Beira-Rio.

Flagrado por ZH torcendo nas arquibancadas, Gabriel está proibido de entrar no estádio pois aceitou a transação penal proposta pela Justiça. Antonio Flávio Valadão de Almeida, também impedido de ir ao Beira-Rio, não foi à DP.


 

Comentar esta matéria Comentários (9)

luiz paulo

e como ja era de se esperar,o judiciario diz que não e com ele,a policia civil se esquiva,então vamos atochar mais esta bomba na conta da brigada militar,que como sempre, so sabe abaixar a cabeça e dizer "sim senhor".

25/07/2012 | 22h12 Denunciar

Rodrigo

Ninguém quis abraçar o problema, um empurra pro outra aí surge a Brigada e abraça, só a Brigada mesmo!

25/07/2012 | 13h32 Denunciar

Marco Teixeira

Da forma como está o título da metéria , fica a impressão que a Brigada Militar irá ajudar os infratores à penetrar no estádio.Eu entendi perfeitamente , mas que ficou dúbio , ficou. O BOE não tem condições de fazer o trabalho que diz que fará ,tem que cuidar é de distúrbios.

25/07/2012 | 11h31 Denunciar

Celso da silva machado

Quero ver agora vcs falarem desse infrator q não compareceu a dp pois ele é de outra torcida q vcs ainda não citaram o nome e o outro q compareceu é da super fico isso demonstra a proteção q a outra torcida esta tendo se fala de uma pq não fala da outra, hein???

25/07/2012 | 11h21 Denunciar

Tiago José

Se fosse dado aos infratores a pena com algum trabalho comunitário,bastaria que no horário dos jogos eles fossem cumpri-lo.Simples e sem custos,entretanto,toda esta celeuma poderia ter sido evitada se houvesse rigor no cumprimento da lei.Aqui não há!

25/07/2012 | 11h01 Denunciar

José Luiz

"Embora não seja da nossa competência fiscalizar os torcedores proibidos de entrar, temos todo o interesse em cooperar." Quando um torcedor não se apresenta na DP perante uma ordem judicial o Estado não tem a responsabilidade de ir atrás dele? ah tá...

25/07/2012 | 10h54 Denunciar

Julio Carlos Schreiber

Não seria muito mais eficiente se nossas autoridades ordenassem, que no horário dos eventos, esses desordeiros se apresentassem em alguma delegacia de polícia, permanecendo "preso" até o fim do mesmo, ao invés de mobilizar toda uma corporação com esta medida certamente ineficiente????

25/07/2012 | 10h01 Denunciar

gomes

que palhaçada, é só seguir o exemplo europeu e mandar nesses marginais se apresentarem em uma delegacia 2 hs antes e só sair 2 h depois dos jogos e cobrar do delegado a apresentação dos marginais.

25/07/2012 | 08h49 Denunciar

paulo roberto silva de souza

Medida lastimável. O clube(empresa) é quem deve cuidar disto. A segurança pública não pode se prestar a este papel, se for assim cada cidadão poderá exigir a presença da policia em suas casas para não serem roubadas conforme ocorre todo dia. A policia deve ficar fora das empresas(clubes)na rua.

25/07/2012 | 08h19 Denunciar

Siga zh_gremio no Twitter

  • zh_gremio

    zh_gremio

    ZH GrêmioGremista ZH: Dos males, "o menos pior" ---> http://t.co/XarKpqarpKhá 6 horas Retweet
  • zh_gremio

    zh_gremio

    ZH GrêmioRui Costa elogia Enderson e vê Grêmio mais mobilizado para a Libertadores- http://t.co/U1HKJx2nWfhá 6 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros