Em alta05/02/2014 | 09h03

Preço médio dos imóveis em Porto Alegre sobe 1,2% em janeiro, acima da inflação

No Brasil, variação registrada nos últimos 12 meses pelo índice Fipe Zap mostra que valor do metro quadrado está desacelerando

Enviar para um amigo
Preço médio dos imóveis em Porto Alegre sobe 1,2% em janeiro, acima da inflação Ronald Mendes/Agencia RBS
Em comparação com os dois meses anteriores, preço do imóvel em janeiro apresentou desaceleração no crescimento Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS

Diferentemente da tendência registrada no Brasil, o preço do metro quadrado dos imóveis prontos em Porto Alegre subiu 1,2% em janeiro, segundo índice Fipe Zap, que pesquisa os preços na internet em 16 cidades. A taxa é superior à expectativa de inflação para o período. Já em São Paulo, principal mercado do país, os preços registraram em janeiro a menor variação mensal da série histórica iniciada em janeiro de 2008. Em janeiro, o preço na cidade de São Paulo, de R$ 7.839, teve alta de 0,70%.

– É praticamente a variação esperada para inflação neste mês – compara o coordenador do índice, Eduardo Zylberstajn, citando o último Boletim Focus do Banco Central, que projeta IPCA de 0,72% para janeiro.

Em 2013, preço dos imóveis em Porto Alegre cresceu acima da inflação

O economista observa que, em janeiro, a maioria entre as 16 cidades pesquisadas teve variação de preços muito próximas da expectativa de inflação para o período. Exceção à regra foram as altas no Rio de Janeiro (1,2%), Recife (1%), Florianópolis (1,6%), Vitória (1,4%), Niterói (1,1%) e a capital gaúcha.

– Até pouco tempo atrás era difícil encontrar cidades com preços subindo igual ou abaixo do IPCA. Hoje é mais frequente – diz Zylberstajn.

Variação dos últimos 12 meses mostra que aumento está desacelerando

O preço do imóveis está perdendo o fôlego. Pelo segundo mês consecutivo, a variação em 12 meses do preço médio do metro quadrado dos imóveis prontos, a maioria usados, desacelerou em janeiro na comparação com o mês anterior.

No mês passado, a variação do preço do metro quadrado acumulada em 12 meses estava em 13,5%. Em dezembro, esse mesmo indicador estava em 13,7% e, em novembro 13,8%.

– Com dois meses de desaceleração ainda não é possível tirar conclusões – afirma Zylberstajn.

Mas ele pondera que os indicadores ruins, como a inflação persistente em níveis elevados e as incertezas que contagiam as expectativas, podem estar afetando o mercado imobiliário.

Movimento também de desaceleração foi registrado nas variações mensais de preço. Na média das 16 cidades pesquisadas, o preço dos imóveis anunciados na internet aumentou 0,8% em janeiro na comparação com o mês anterior. Em dezembro, a variação mensal havia sido de 1%.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga perfis de Economia no Twitter

  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaRoupas e calçados devem puxar alta de 8% nas vendas para o Dia das Mães, projetam lojistas de Porto Alegre. Data movimentará R$ 79 mi.há 6 horas Retweet
  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaReal foi a 2ª moeda que mais valorizou em abril: 4,63%. Só fica atrás da Rupia Indonesia (6,41%), mostra consultoria CMA.há 2 diasRetweet
clicRBS
Nova busca - outros