Desempenho gaúcho17/12/2013 | 12h55

Pelotas tem maior crescimento do PIB entre os municípios do Rio Grande do Sul

Dados relativos a 2011, divulgados pela FEE nesta terça-feira, revelam pujança no campo e performance negativa na indústria

Enviar para um amigo
Pelotas tem maior crescimento do PIB entre os municípios do Rio Grande do Sul Nauro Júnior/Agencia RBS
Arroz alavancou a economia de Pelotas, que cresceu 19,29% em 2011 Foto: Nauro Júnior / Agencia RBS

Pelotas despontou entre os 10 maiores municípios gaúchos com crescimento de 19,29%, em 2011, assegurado pela agroindústria, especialmente pelo beneficiamento do arroz. Já o pior desempenho coube a Canoas, com queda de 13,9%, devido à crise internacional do petróleo.

PIB gaúcho cresceu 3,6% no terceiro trimestre de 2013

As diferentes performances foram divulgadas na manhã desta terça-feira pela Fundação de Economia e Estatística (FEE), em Porto Alegre. No cálculo final, o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado evoluiu 4,4%, em 2011.

Economia do Brasil no terceiro trimestre teve o pior desempenho desde 2009

As taxas antagônicas de Pelotas e Canoas refletem os extremos do PIB (conjunto de riquezas) dos municípios gaúchos. A agropecuária evoluiu a 9,9%, há dois anos, graças à safra recorde, que também embalou os negócios de avicultura e rações. No outro prato da balança, o crescimento da indústria despencou 4,4%. O setor de serviços ficou em 7,1%.

Em 2010, indústria e serviços elevaram PIB dos municípios gaúchos

O economista Jéfferson Colombo, da FEE, esclarece que Canoas perdeu terreno em função das dificuldades da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), que operou com preços dos combustíveis defasados. Outros municípios que dependem da indústria do refino também foram mal, como Triunfo (-9,1%).

– Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, também caiu – observa Colombo.

Porto Alegre se manteve na primeira posição do ranking dos 10 maiores, com crescimento de 6%. No entanto, municípios onde a indústria vacilou decresceram, sobretudo nas áreas do tabaco e calçados. Santa Cruz do Sul, líder em fumageiras, desceu do oitavo para o 10º lugar.

Os dados são relativos a 2011 porque a FEE precisa de dois anos para calcular o PIB municipal. A fundação usa o critério da variação nominal, ou seja, não desconta a inflação do período. A fórmula é diferente da aplicada para o PIB estadual e nacional que considera a variação de preços no período.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga perfis de Economia no Twitter

  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaRoupas e calçados devem puxar alta de 8% nas vendas para o Dia das Mães, projetam lojistas de Porto Alegre. Data movimentará R$ 79 mi.há 15 horas Retweet
  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaReal foi a 2ª moeda que mais valorizou em abril: 4,63%. Só fica atrás da Rupia Indonesia (6,41%), mostra consultoria CMA.há 2 diasRetweet
clicRBS
Nova busca - outros