Cavalo crioulo15/09/2012 | 05h12

Animal é valorizado em R$ 10 milhões após remate em Camaquã

Venda de três cotas de reprodução de 5% foram arrematadas por criadores gaúchos e paranaense

Enviar para um amigo
Animal é valorizado em R$ 10 milhões após remate em Camaquã Almirante Neves/Divulgação
Rio Tinto é de uma família campeã, tendo filhos igualmente valorizados Foto: Almirante Neves / Divulgação
O cavalo crioulo Viragro Rio Tinto vale quase metade da multa rescisória de Paulo Henrique Ganso, meio-campista do Santos que interessa ao Grêmio. Seu valor é equivalente ao pago pelo Inter quando comprou metade dos direitos de D’Alessandro, em 2008. 

De propriedade de um grupo de investidores paranaenses, o exemplar foi valorizado em R$ 10 milhões após a compra de cotas de reprodução em remate realizado em Camaquã, no sul do Estado. 

Aos 10 anos, o animal está em plena forma. Conquistou títulos de morfologia em Esteio, em Bagé e na Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos (FICCC). No Freio de Ouro, ficou em quarto lugar geral em 2010. 

O condomínio Rio Tinto é proprietário do animal (veja ao lado). No leilão de Camaquã, não foi ofertada a sociedade no cavalo. O remate era destinado às crias do Rio Tinto e três cotas de 5% foram arrematadas por cerca de R$ 500 mil cada por dois criadores gaúchos e um paranaense.

Como cada cavalo crioulo está autorizado a cobrir 120 éguas por ano, os novos compradores têm direito vitalício de seis filhos do campeão por ano. Esse é o cálculo que norteia a avaliação em R$ 10 milhões. 

Rio Tinto é de uma família campeã. Descende de CRT Guapo, que morreu no ano passado e até então era o mais valorizado da história — em 2010, teve 25% vendido por R$ 1,25 milhão, o que elevou o preço total a R$ 5 milhões. Tem filhos campeões de competições já desde a primeira geração, com destaque para Viragro Rio Bravo, campeão da FICCC deste ano. 

Com criação coordenada pelo veterinário Gilberto Loureiro de Souza, diretor técnico da Viragro Agropecuária, Rio Tinto nasceu em Candiota e passou por Dom Pedrito, na Campanha, antes de ir para o Paraná. Seu desenvolvimento foi na cabanha A Tala. 

— É um exemplar de exceção tanto morfologicamente quanto funcionalmente — comenta o veterinário. 

Para o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Manuel Luís Sarmento, a valorização é um reflexo do momento vivido pela raça. 

Quem é Rio Tinto 

— Propriedade: condomínio Rio Tinto, das cabanhas Caratuva, Pena Branca (51% do animal), Ribeirão Bonito, Quartel Mestre e Imbuial (49%)

— Local: Tijucas do Sul (PR)

— Idade: 10 anos 

— Filiação: CRT Guapo e Respeitosa de Santa Angélica 

— Descendentes: cerca de 250, com destaque para Viragro Rio Bravo 

— Premiações: finais de Freio de Ouro, melhor morfologia em Esteio, Bagé e FICCC 

— Avaliação: R$ 10 milhões

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga perfis de Economia no Twitter

  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaEspecialista diz que "bolha imobiliária" vai estourar depois da Copa. http://t.co/doxeokf18Whá 4 minutosRetweet
  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaRT @Leogerchmann: Opositor argentino Sergio Massa, possível candidato presidencial, manteve na Fiesp reunião com empresários brasileiros de…há 23 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros