Jogo duro09/08/2012 | 12h20

BC decreta liquidação extrajudicial de corretora de Porto Alegre

O BC declarou que ''a Supervisão do Banco Central verificou que ambas as instituições se valeram de sua condição de instituição autorizada a operar no Sistema Financeiro"

Enviar para um amigo

O Banco Central (BC) decretou nesta quinta-feira a liquidação extrajudicial da porto-alegrense Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários e da paulista Quantia Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários.

Segundo o BC, a Diferencial é uma corretora de médio porte, com sede em Porto Alegre e uma agência em São Paulo. A Quantia é uma distribuidora de títulos de pequeno porte, com sede em São Paulo e não tem filiais.

De acordo com  Marco Antônio Martins, presidente da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (ApimecSul), os clientes da Diferencial devem aguardar uma manifestação do Banco Central.

– O BC irá nomear um liquidante (pessoa física) que irá atuar como se fosse presidente da Diferencial. Esse liquidante é quem irá responder pela empresa – esclarece Martins.

O BC declarou que a supervisão do Banco Central verificou que ambas as instituições se valeram de sua condição de instituição autorizada a operar no sistema financeiro nacional para conduzir operações com preços fora do padrão de mercado, em benefício próprio e de terceiros''.

Além disso, o Banco Central constatou que, com os ajustes devidos, a Diferencial apresentava ''comprometimento patrimonial'' em março de 2012. Na nota, o BC informa que "em função das irregularidades apuradas nos dois casos e de comprometimento patrimonial, no caso da Diferencial, decidiu pela liquidação extrajudicial das Instituições".

A determinação do regime especial (intervenção e liquidação extrajudicial) ocorre depois que a fiscalização do BC verifica algum tipo de problema na instituição financeira, como ausência de liquidez (recursos disponíveis), desvio de dinheiro, descumprimentos de normas ou não pagamento de obrigações. A instituição financeira em liquidação extrajudicial tem os bens vendidos a fim de pagar credores.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga perfis de Economia no Twitter

  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaEspecialista diz que "bolha imobiliária" vai estourar depois da Copa. http://t.co/doxeokf18Whá 2 diasRetweet
  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaRT @Leogerchmann: Opositor argentino Sergio Massa, possível candidato presidencial, manteve na Fiesp reunião com empresários brasileiros de…há 3 diasRetweet
clicRBS
Nova busca - outros