Reivindicação06/05/2012 | 17h56

Funcionários da GM podem declarar greve nesta segunda-feira

Categoria promoverá assembleia geral no início da manhã

Enviar para um amigo

Funcionários da GM em Gravataí promovem, na manhã desta segunda-feira, assembleia para decidir se a categoria entra em greve. Os trabalhadores do complexo automotivo dizem que estão insatisfeitos com as negociações salariais com a companhia.

Os trabalhadores reivindicam o reajuste salarial de 10%, além de Plano de Participação de Resultados (PPR) de R$ 9 mil, em caso de êxito no alcance de 100% das metas. Por outro lado, a montadora propõe o reajuste salarial de apenas 7% e PPR de R$ 6,8 mil.

Outra diferença está na proposta da GM, que prevê o abono de R$2,3 mil e piso salarial de R$ 950, enquanto os trabalhadores reivindicam pelo menos R$ 3 mil de abono, além de um piso de R$ 1.150. As negociações entre as partes limitam-se às questões econômicas, já que os benefícios sociais já estão acordados entre a General Motors e trabalhadores. A database da categoria é no dia 1º de abril.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí representa aproximadamente 14 mil funcionários dos setores metalmecânico, eletroeletrônicos, autopeças e montadoras de automóvel. Abrange aproximadamente centenas de empresas do município de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre, entre elas a GM e sistemistas.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga perfis de Economia no Twitter

  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaEspecialista diz que "bolha imobiliária" vai estourar depois da Copa. http://t.co/doxeokf18Whá 10 horas Retweet
  • farina_erik

    farina_erik

    Erik FarinaRT @Leogerchmann: Opositor argentino Sergio Massa, possível candidato presidencial, manteve na Fiesp reunião com empresários brasileiros de…há 1 diaRetweet
clicRBS
Nova busca - outros