Segundo Caderno, Zero Hora, clicRBSZero Horahttp://zerohora.clicrbs.com.br/rs/urn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-iatom© 2011-2014 clicrbs.com.br2014-04-23T09:53:25-03:00urn:publicid:clicrbs.com.br:16202486José Padilha irá dirigir filme sobre caçada de nazistas no Brasil"Nekome" será a segunda incursão do cineasta em uma produção estrangeira2014-04-23T09:53:25-03:002014-04-23T09:53:25-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSSony/MgmJosé Padilha irá dirigir filme sobre caçada de nazistas no BrasilZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16202486Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-jose-padilha-ira-dirigir-filme-sobre-cacada-de-nazistas-no-brasil-4482000José Padilha irá dirigir filme sobre caçada de nazistas no Brasil"Nekome" será a segunda incursão do cineasta em uma produção estrangeira2014-04-23T09:53:25-03:002014-04-23T09:53:25-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO cineasta José Padilha irá dirigir o longa-metragem Nekome, coprodução entre França e Estados Unidos, segundo informações do site Deadline. Será a segunda experiência de Padilha em uma grande produção estrangeira, que dirigiu a refilmagem de RoboCop. Desta vez, o filme será rodado no Brasil. Com roteiro de John Hlavin (Anjos da Noite – O Despertar), a trama se passa após a Segunda Guerra Mundial. Dois sobreviventes do Holocausto são enviados ao Brasil para caçar e matar nazistas envolvidos no genocídio. Além do longa, Padilha também irá produzir uma série para o Netflix sobre o traficante colombiano Pablo Escobar.Porto Alegre, RSZero HoraJosé Padilha irá dirigir filme sobre caçada de nazistas no BrasilZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-jose-padilha-ira-dirigir-filme-sobre-cacada-de-nazistas-no-brasil-4482000Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16412245Filosofia dos g0ys divide opiniões entre ativistas do movimento LGBTMovimento formado por homens que se relacionam, mas não se consideram gays, causa controvérsia2014-04-23T09:23:12-03:002014-04-23T09:23:12-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe CarneiroFilosofia dos g0ys divide opiniões entre ativistas do movimento LGBTZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16412245Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-filosofia-dos-g0ys-divide-opinioes-entre-ativistas-do-movimento-lgbt-4481958Filosofia dos g0ys divide opiniões entre ativistas do movimento LGBTMovimento formado por homens que se relacionam, mas não se consideram gays, causa controvérsia2014-04-23T09:23:12-03:002014-04-23T09:23:12-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.br"Metade do meu prato nas refeições é só carne, mas eu sou vegetariana, tá?" "Cada um faz o que bem entender. Aliás, ninguém está pedindo nada a ninguém emprestado. Respeito acima de tudo." "Mais um rótulo dentro da sociedade? Quando vão entender que o ser humano é livre de suas escolhas e livre de rótulo?" As frases acima são exemplos de comentários publicados na página de Zero Hora no Facebook sobre g0ys. O movimento dos homens que acreditam que ter relações amorosas com outros homens — sem que haja penetração — não caracteriza homossexualismo tem causado polêmica e vem ganhando adeptos rapidamente. Entre os ativistas do movimento LGBT, porém, a filosofia divide opiniões: — Tenho a impressão de que é um movimento que já vem com uma carga de machismo. Eles são preconceituosos. Todo movimento é legítimo, mas, pelo que li, me parece uma coisa oportunista. Tu não é gay, mas tem intimidade. Parece que uma coisa pra fazer fachada — afirma Carla Baptista, uma das fundadoras grupo Outra Visão LGBT. Por outro lado, Célio Golin, coordenador do Nuances, grupo pela livre expressão sexual, acredita que o movimento g0y "rompe com a lógica binária da sexualidade": — É importante. Esse novo movimento não está colocando o sexo como algo prioritário nas relações. Acho interessante que as pessoas se identifiquem com isso. É uma visão muito limitada de alguns militantes gays que acham que todo mundo tem que levantar bandeira. Nós, do Nuances, defendemos todas as formas de expressão. Não pode ter imposição de que todo mundo se assuma gay. A sexualidade das pessoas é muito mais importante e pode não se encaixar nos rótulos gay, lésbica etc. — define Golin. — Parece um movimento meio reacionário. Isso de se negar a fazer parte de um grupo hostilizado pela sociedade acontece desde sempre. Você não é heterossexual ou homossexual por causa da penetração, também tem relação com outras coisas do sexo e com desejo. Embora eu saiba que existem muitos problemas, que a sociedade não encara bem a relação de pessoas do mesmo sexo, acho isso (a classificação g0y) ruim, porque não ajuda os gays a serem menos oprimidos e não ajuda os g0ys, porque, dentro do senso comum, eles são gays — ressalta Maria Fernanda Geruntho Salaberry, uma das líderes do movimento Relações Livres. A internet como ponto de encontro A página "G0ys e afins" no Facebook contabiliza mais de 1, 2 mil participantes. O atendente comercial Bruno Barros, de Butiá/RS, confessa que participa do grupo por curiosidade: — Entrei mais para entender melhor essa filosofia/aceitação sexual. Mas me entendo como gay mesmo. Vejo que, nos últimos dias, o número de usuários aumentou muito. Sinto até uma certa contradição entre a teoria e o que é discutido ali. É que todos que tiveram acesso ao assunto estão buscando conhecer melhor o que é e até mesmo confundindo comportamento gay com o de g0y: buscando parceiros, o que parece ser reflexo do comportamento gay "não assumido". Acho que o movimento g0y serve muito para quem preferiu se manter no armário, tendo uma vida "padrão" com mulher, filhos e etc, sem deixar de viver aquilo que de fato lhe desperta desejo, como a atração por outros homens — conclui. Cláudio LaPaz, autor do blog Somos g0ys, é casado com uma mulher e tem liberdade para se relacionar com homens. Ele defende inclusive que seu casamento melhorou depois de se assumir gOy: — Minha atração por mulheres é muito superior à atração por homens. Como sou casado há três anos, metade do casamento foi enquanto hétero tradicional e a outra metade já como hétero g0y; a minha percepção é que o casamento melhorou muito, Hoje não encaro minha mulher apenas como parceira, somos amigos, passeamos juntos, fazemos compras juntos, as infernais DR, que atormentam a mente de qualquer homem, reduziram-se bastante. A relação sexual melhorou muito. Antes era mais afoito, como que querendo provar ser macho. Hoje a diferença maior é que há mais carinho, as ditas preliminares esticam-se bastante e sinto que isso satisfaz mais minha companheira. O porto-alegrense Tiago M., que se assume g0y e prefere não revelar sua identidade real, relata que muitos meninos não sabem que o são por desconhecerem o termo: — Já fiquei com alguns caras e posso afirmar que são g0ys só pela atitude. (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); Publicação by Zero Hora.Porto Alegre, RSZero HoraFilosofia dos g0ys divide opiniões entre ativistas do movimento LGBTZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-filosofia-dos-g0ys-divide-opinioes-entre-ativistas-do-movimento-lgbt-4481958Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16401444Gabriel García Márquez deixa obra inacabadaJornal catalão divulgou trecho do livro2014-04-23T08:57:54-03:002014-04-23T08:57:54-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPRESSENSBILDGabriel García Márquez deixa obra inacabadaZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16401444Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-gabriel-garcia-marquez-deixa-obra-inacabada-4481982Gabriel García Márquez deixa obra inacabadaJornal catalão divulgou trecho do livro2014-04-23T08:57:54-03:002014-04-23T08:57:54-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brGabriel García Márquez, que faleceu na semana passada, deixou um manuscrito inacabado com o título de En agosto nos vemos, segundo informações do La Vanguardia. De acordo com o jornal catalão, a Penguim Random House México, editora dos livros do escritor colombiano, planeja publicar a obra mesmo incompleta. No entanto, não se sabe se a família permitiria o lançamento do texto póstumo nem qual editora teria o direito de lançá-lo. Um trecho do livro, que pode ser o capítulo de abertura, foi divulgado pelo La Vanguardia. No texto publicado, Gabo narra a viagem de uma mulher casada que todos os anos vai a uma ilha tropical para visitar o túmula de sua mãe. Confira aqui.Porto Alegre, RSZero HoraGabriel García Márquez deixa obra inacabadaZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-gabriel-garcia-marquez-deixa-obra-inacabada-4481982Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-carlos-gerbase-o-que-escrevi-4481899Carlos Gerbase: O que escrevi Colunista revê seu último ano de textos publicados em ZH e prepara os leitores para o que virá2014-04-23T08:01:26-03:002014-04-23T08:01:26-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brEsta é a minha décima terceira coluna, o que significa um ano inteiro escrevendo aqui na ZH. Recapitulando: na primeira coluna, listei o que não escreveria e, na segunda, o que os leitores da primeira coluna sugeriram que eu escrevesse, já que minhas dificuldades eram evidentes. Agora, é o momento de conferir se cumpri as minhas promessas e se atendi às recomendações. Quanto aos itens interditados pelo próprio jornal, fui bastante cumpridor. Não falei de futebol, não escrevi ficção, não usei palavrões (salvo os de uso corrente no próprio jornal e os largamente utilizados no programa Sala de Redação), não fiz críticas a filmes ou livros, não publiquei crônicas de qualquer espécie, muito menos de autoajuda. Obedeci também aos conselhos dos leitores e não escrevi sobre hienas e desgraças. Recebi as seguintes pautas: cinema, rock, tocar bateria, dar aulas, histórias cavernosas sobre meus amigos, reuniões de condomínio, política, trânsito, razões para viver, a inutilidade das regras, mistérios da vida após a morte, Malba Tahan, a origem dos chatos e o Tio Chico. Segui imediatamente uma das pautas: falar do Tio Chico, o que salvou minha terceira coluna. Cinema e rock foram motivos de quatro colunas. Cinco, se séries de TV podem ser consideradas uma espécie de cinema (acho que Breaking Bad pode). Espero que os meus caros leitores considerem esse porcentual de aproveitamento de pautas (50%, contando a do Tio Chico) ao menos razoável. A outra metade é toda culpa minha. Percebi que alguns temas foram especialmente impopulares: apenas uma manifestação no Facebook sobre a décima segunda coluna, a que considero a mais interessante, comparando os livros de J.H.Dacanal e de E.O.Wilson. Em compensação, a que escrevi sobre um radinho que deixou de funcionar foi um grande sucesso (pelo menos no Facebook). Sendo assim, preparem-se, meus raros e caros leitores: neste segundo ano, vou tentar falar mais de bacanal do que de Dacanal, o que já me aponta o caminho para o item "histórias cavernosas dos meus amigos". Quanto ao E.O.Wilson, vou deixá-lo em paz com suas formigas e seus ensinamentos sobre o altruísmo humano. Ninguém está interessado. Só eu. Mas confesso: todo mês tenho que me segurar pra não escrever sobre hienas.Porto Alegre, RSZero HoraCarlos Gerbase: O que escrevi Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-carlos-gerbase-o-que-escrevi-4481899Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16412080Vem aí uma nova leva de documentários sobre artistas e bandas nacionaisRetorno de DeFalla e Los Hermanos motivou filmes sobre os grupos2014-04-23T07:05:44-03:002014-04-23T07:05:44-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFernanda ChemaleVem aí uma nova leva de documentários sobre artistas e bandas nacionaisZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16412080Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-vem-ai-uma-nova-leva-de-documentarios-sobre-artistas-e-bandas-nacionais-4481900Vem aí uma nova leva de documentários sobre artistas e bandas nacionaisRetorno de DeFalla e Los Hermanos motivou filmes sobre os grupos2014-04-23T07:05:44-03:002014-04-23T07:05:44-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brRodando por festivais ou com data para estrear nos cinemas, uma nova leva de documentários musicais está chegando ao público. Entre bandas de rock, provocadores da música brasileira e ícones populares, a produção é ampla e variada. Mas poderia ser maior. O retorno do DeFalla e dos Los Hermanos motivou seus respectivos filmes. Voltando com sua formação original em 2011 e com disco novo previsto para este ano, a banda de Edu K tem sua história narrada em Sobre Amanhã, de Diego de Godoy e Rodrigo Pesavento. Além do registro do show de reunião, o longa traz entrevistas com os integrantes do grupo gaúcho, músicos e produtores. – O filme mostra uma banda muito à frente do seu tempo, que se reinventava a cada apresentação – comenta Godoy. – Por isso, o documentário também ficou meio assim, anárquico. Expediente semelhante foi usado pela atriz Maria Ribeiro, que filmou os bastidores da turnê comemorativa de 2012 dos Los Hermanos em Esse É Só o Começo do Fim da Nossa Vida. O filme sobre o grupo carioca foi o mais visto no festival É Tudo Verdade, encerrado no dia 13 de abril, em São Paulo. – Havia uma dívida do documentário nacional com nossa música que começou a ser resgatada. E os resultados positivos dos filmes nas bilheterias têm estimulado novas produções. – analisa Amir Labaki, curador do É Tudo Verdade. Mas se não faltam empenho e criatividade, sobram problemas. Principalmente quando o assunto são imagens antigas, essenciais para projetos biográficos. O próprio filme do DeFalla, segundo Godoy, sofre desse mal: detentores das imagens de arquivo exigem pequenas fortunas para liberá-las. – Documentário musical no Brasil é inviável. Ou o sujeito tem muito dinheiro para negociar a liberação ou não está nem aí e usa assim mesmo – aponta o diretor. A reclamação encontra eco no In-Edit Brasil, festival voltado para documentários musicais. Com realização em maio, em São Paulo, o evento apresentará 23 produções, escolhidas entre 78 títulos – número menor do que o da edição passada, que registrou cem inscrições. Entre os longas em exibição, estão biografias de Nelson Triunfo, Ney Matogrosso e Cauby Peixoto. – A qualidade aumentou, mas as dificuldades também – pondera Marcelo Andrade, diretor do In-Edit. – Às vezes, o filme consegue liberar material com o próprio personagem, mas daí a família vem e barra. Em outros casos, a produtora para tudo para se dedicar a um projeto que dê dinheiro. Quem faz faz por amor. Próximos lançamentos SOBRE AMANHÃ > Em finalização, o documentário de Diego de Godoy e Rodrigo Pesavento narra a história do DeFalla desde o princípio com imagens de arquivo e do show de retorno da banda, em 2011. OLHO NU > Ney Matogrosso relembra sua trajetória neste documentário de Joel Pizzini. À vontade diante da câmera, o cantor de 72 anos revê em detalhes sua vida pessoal e profissional. Estreia no dia 15 de maio. LOS HERMANOS – ESSE É SÓ O COMEÇO DO FIM DA NOSSA VIDA > Dirigido pela atriz e fã Maria Ribeiro, este filme mostra os bastidores da turnê comemorativa de 2012, quando os Los Hermanos se reuniram para uma série de shows depois de ficarem separados por cinco anos. A estreia está prevista para o segundo semestre deste ano. CAUBY – COMEÇARIA TUDO OUTRA VEZ > A vida e a obra de Cauby Peixoto são retratadas neste filme de Nelson Hoineff. Nomes como Agnaldo Rayol, Ângela Maria e Maria Bethânia falam sobre o cantor. Sem data de estreia definida. DOMINGUINHOS > O instrumentista tem sua vida e obra abordadas neste documentário dirigido a seis mãos por Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar. A estreia no circuito está prevista para maio. TRIUNFO > Caue Angeli e Hernani Ramos refazem os passos de Nelson Triunfo, pernambucano radicado em São Paulo que foi um dos precursores do movimento black no Brasil. O filme está pronto, rodando o circuito de festivais. Ainda não tem data de estreia confirmada.Porto Alegre, RSZero HoraVem aí uma nova leva de documentários sobre artistas e bandas nacionaisZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-vem-ai-uma-nova-leva-de-documentarios-sobre-artistas-e-bandas-nacionais-4481900Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:14671219Atriz Jessica Chastain deve interpretar Marilyn Monroe em "Blonde"Filme tem produção da Plan B, companhia de Brad Pitt, e direção de Andrew Dominik2014-04-22T23:18:25-03:002014-04-22T23:18:25-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFREDERIC J. BROWNAtriz Jessica Chastain deve interpretar Marilyn Monroe em "Blonde"Zero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:14671219Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-atriz-jessica-chastain-deve-interpretar-marilyn-monroe-em-blonde-4481860Atriz Jessica Chastain deve interpretar Marilyn Monroe em "Blonde"Filme tem produção da Plan B, companhia de Brad Pitt, e direção de Andrew Dominik2014-04-22T23:18:25-03:002014-04-22T23:18:25-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brA atriz Jessica Chastain está em negociações para interpretar a diva Marilyn Monroe na cinebiografia Blonde, divulgou o site The Wrap. O longa-metragem contará a história de Marilyn desde a infância até a morte, revelando a mulher frágil e sensível por trás da femme fatale. O filme é baseado no livro homônimo com mais de 700 páginas escrito por Joyce Carol Oates que foi finalista dos prêmios Pulitzer Prize and the National Book Award. A obra já foi adaptada, em 2001, para uma minissérie de TV estrelada por Poppy Montgomery. Anunciado pela primeira vez em 2010, Blonde inicialmente teria Naomi Watts no papel de protagonista, entretanto a atriz se afastou do projeto. A entrada de Chastain teria a ver com Brad Pitt, que contracenou com a ruiva em Árvore da Vida, e estará envolvido na produção de Blonde, por meio de sua empresa, a Plan B. A direção será de Andrew Dominik, que trabalhou com Pitt em O Assassinato de Jesse James Pelo Covarde Robert Ford.Porto Alegre, RSZero HoraAtriz Jessica Chastain deve interpretar Marilyn Monroe em "Blonde"Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-atriz-jessica-chastain-deve-interpretar-marilyn-monroe-em-blonde-4481860Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16394376Editora reimprime obra de Gabriel García MárquezMorte de escritor colombiano aumentou a procura por seus livros no Brasil2014-04-22T19:47:41-03:002014-04-22T19:47:41-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSVer DescriçãoEditora reimprime obra de Gabriel García MárquezZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16394376Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-editora-reimprime-obra-de-gabriel-garcia-marquez-4481402Editora reimprime obra de Gabriel García MárquezMorte de escritor colombiano aumentou a procura por seus livros no Brasil2014-04-22T19:47:41-03:002014-04-22T19:47:41-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brA morte do escritor colombiano Gabriel García Márquez, no dia 17 de abril, aos 87 anos, aumentou a procura por sua obra nas livrarias brasileiras. Redes como a Cultura viram seus estoques se esgotarem no fim de semana. Por conta disso, a editora Record, que publica aqui os livros de Gabo, já prepara um rápido esquema de reimpressão. A começar por Viver Para Contar, o primeiro volume de uma série de três que o autor não conseguiu escrever, com suas memórias – como se trata da obra que tinha menos exemplares em estoque, a Record já iniciou a reimpressão de mais 5 mil cópias. Também foi adiantado para maio a reimpressão, com novo projeto gráfico, de três obras que estava previstas para julho: Olhos do Cão Azul, O Outono do Patriarca e A Revoada. Os demais livros ainda não começaram a ser reimpressos, pois a editora garante tê-los em estoque. Mas, se a demanda das livrarias aumentar, a Record inicia o trabalho com outros títulos.Porto Alegre, RSZero HoraEditora reimprime obra de Gabriel García MárquezZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-editora-reimprime-obra-de-gabriel-garcia-marquez-4481402Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16411202AO VIVO: participe do bate-papo com Humberto Gessinger [Cobertura Encerrada] Músico e escritor é o convidado da segunda edição do Com a Palavra2014-04-22T18:57:30-03:002014-04-22T18:57:30-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAdriana FranciosiAO VIVO: participe do bate-papo com Humberto Gessinger [Cobertura Encerrada] Zero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16411202Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ao-vivo-participe-do-bate-papo-com-humberto-gessinger-cobertura-encerrada-4481280AO VIVO: participe do bate-papo com Humberto Gessinger [Cobertura Encerrada] Músico e escritor é o convidado da segunda edição do Com a Palavra2014-04-22T18:57:30-03:002014-04-22T18:57:30-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO fãs de Humberto Gessinger poderão acompanhar a partir de agora um bate-papo sobre a vida, a carreira e as ideias do músico e escritor. Ele é o convidado da segunda edição do Com a Palavra, série de eventos de Zero Hora. A mediação é dos jornalistas do Segundo Caderno de ZH Francisco Dalcol e Gustavo Brigatti. Os leitores poderão acompanhar, em zerohora.com, a cobertura ao vivo e mandar perguntas para o cantor. Participe: Com 28 anos de carreira, Gessinger é o líder dos Engenheiros do Hawaii, grupo montado com amigos ainda nos anos 1980. Com a banda, o músico já lançou 19 álbuns e seis DVDs, conquistando oito Discos de Ouro, um Disco de Platina e três DVDs de Ouro. Mas o sucesso é mensurável menos pelos números e mais pelas músicas que se tornaram clássicos nas FMs, como Infinita Highway e O Papa É Pop. Na última década, Gessinger tem alimentado um blog pessoal com textos e marcado presença nas redes sociais. Entre 2008 e 2012, percorreu o país com o projeto Pouca Vogal, em parceria com Duca Leindecker. No ano passado, Gessinger lançou Insular, o primeiro CD solo de sua carreira. Também publicou seu quarto livro, Nas Entrelinhas do Horizonte (Belas Letras).Porto Alegre, RSZero HoraAO VIVO: participe do bate-papo com Humberto Gessinger [Cobertura Encerrada] Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ao-vivo-participe-do-bate-papo-com-humberto-gessinger-cobertura-encerrada-4481280Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16410175Cíntia Lacroix lança seu segundo romance, "Tarantata", nesta quarta-feira Sessão de autórgrafos ocorrerá na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Country2014-04-22T18:21:43-03:002014-04-22T18:21:43-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLauro AlvesCíntia Lacroix lança seu segundo romance, "Tarantata", nesta quarta-feira Zero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16410175Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-cintia-lacroix-lanca-seu-segundo-romance-tarantata-nesta-quarta-feira-4481304Cíntia Lacroix lança seu segundo romance, "Tarantata", nesta quarta-feira Sessão de autórgrafos ocorrerá na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Country2014-04-22T18:21:43-03:002014-04-22T18:21:43-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPicada por um aracnídeo, uma jovem passa a se comportar de modo diferente e demonstra uma força descomunal: correndo sem razão, são necessários seis homens para detê-la. Parece o enredo de uma conhecida história em quadrinhos, mas é o mote do novo romance de Cíntia Lacroix, um drama com profundidade psicológica e narrativa envolvente. A autora gaúcha, que já foi finalista do Prêmio São Paulo por seu livro de estreia, Sanga Menor (2009), lança nesta quarta-feira Tarantata, às 19h30min, na Livraria Cultura (Túlio de Rose, 80). A narrativa se desenvolve em torno de Giuseppina Palumbo, filha mais jovem de uma família do sul da Itália. Os povoados dessa bucólica região foram por séculos cenário de um mal pouco comum: o tarantismo. Segunda a tradição local, quando picadas por uma tarântula, as mulheres jovens sofriam periodicamente surtos de violenta agitação e lascividade. Às tarantatas, supostas vítimas do veneno, restava participar de rituais de dança e benzeduras para almejar a cura. É num subúrbio de São Paulo, cidade para a qual os Palumbo se mudam na década de 1960, que a trama se desenrola. A narrativa intercala seu foco entre a embrutecida família de Giuseppina, beata e obsessiva por limpeza, e a vida do jovem pianista Marçal, que se apaixona pelo olhar profundo da tarantata. Para construir sua história, Cíntia percorreu vasta bibliografia sobre o tarantismo. Ela conta que foi só ao longo do século 20, com o avanço da ciência, que o mal foi esclarecido como um transtorno histérico, e a picada de aranha deixou de ser considerada sua origem: – Era tranquilizador acreditar que aquelas mulheres se comportavam desse modo por serem picadas por uma tarântula. Por pior que fosse, era mais simples do que encarar o fato de que elas eram, na verdade, vítimas de um ambiente asfixiante. A escritora repete dois trunfos de Sanga Menor: o mergulho psicológico profundo nos personagens e a construção de uma narrativa elegante, com tiradas bem-humoradas. É o que faz de Tarantata um romance carregado de significados, mas cativante desde o início. Tarantata Cíntia Lacroix Romance. Dublinense, 256 páginas, R$ 34,90. Sessão de autógrafos: quarta-feira, às 19h30min, na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Country (Túlio de Rose, 80).Porto Alegre, RSZero HoraCíntia Lacroix lança seu segundo romance, "Tarantata", nesta quarta-feira Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-cintia-lacroix-lanca-seu-segundo-romance-tarantata-nesta-quarta-feira-4481304Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16409710Katy Perry vira idosa em novo clipeCantora interpreta diferentes personagens em "Birthday"2014-04-22T14:34:22-03:002014-04-22T14:34:22-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSYoutubeKaty Perry vira idosa em novo clipeZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16409710Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-katy-perry-vira-idosa-em-novo-clipe-4481218Katy Perry vira idosa em novo clipeCantora interpreta diferentes personagens em "Birthday"2014-04-22T14:34:22-03:002014-04-22T14:34:22-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brKaty Perry divulgou o teaser de Birthday, seu novo clipe. No vídeo, a cantora se transforma nos piores animadores de festas de aniversário. Com ajuda de maquiagem, Katy dá vida a diferentes personagens – como uma dançarina burlesca na terceira idade e um palhaço bêbado. Não é a primeira vez que Katy "envelhece" em um clipe. A cantora já interpretou uma idosa em The One That Got Away. Birthday integra o disco Prism, quarto de Katy. O clipe da faixa será lançado nesta quinta-feira. Assista ao teaser:Porto Alegre, RSZero HoraKaty Perry vira idosa em novo clipeZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-katy-perry-vira-idosa-em-novo-clipe-4481218Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:15322090Lindsay Lohan pode ter mentido sobre aborto espontâneo, segundo siteDe acordo com fontes, atriz inventou história para justificar sua ausência em compromissos profissionais2014-04-22T12:29:52-03:002014-04-22T12:29:52-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSSaul LoebLindsay Lohan pode ter mentido sobre aborto espontâneo, segundo siteZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:15322090Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-lindsay-lohan-pode-ter-mentido-sobre-aborto-espontaneo-segundo-site-4481173Lindsay Lohan pode ter mentido sobre aborto espontâneo, segundo siteDe acordo com fontes, atriz inventou história para justificar sua ausência em compromissos profissionais2014-04-22T12:29:52-03:002014-04-22T12:29:52-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO aborto espontâneo que Lindsay Lohan teria sofrido pode não ser verdade. De acordo com o Radar Online, a atriz inventou a história para ganhar simpatia do público e justificar seu comportamento pouco profissional exibido no reality show que protagoniza. Segundo o site, a informação foi passada por duas pessoas próximas à atriz. – Ela simplesmente inventou tudo. Lindsay nunca esteve grávida e sabia bem que era vista como uma preguiçosa que não cumpria corretamente com sua agenda profissional. É isso o que ela faz, mente! Sua família e seus amigos não sabiam dessa "gravidez" e muito menos do aborto. Mais uma vez, Lindsay é sua própria inimiga – disse uma fonte. Outra fonte afirma que Linday fumou e bebeu durante o reality. – Ela nunca agiu como se estivesse grávida – garante a segunda fonte. Revelação para Oprah Em entrevista concedida para o canal de Oprah Winfrey, OWN, a atriz contou que sofreu um aborto espontâneo em agosto do ano passado. Por isso, ela teria ficado de fora de algumas gravações. – Ninguém sabe disso, mas sofri um aborto e fiquei duas semanas fora. É uma longa história – alegou Lindsay, sem revelar a identidade do pai do bebê que esperava.Porto Alegre, RSZero HoraLindsay Lohan pode ter mentido sobre aborto espontâneo, segundo siteZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-lindsay-lohan-pode-ter-mentido-sobre-aborto-espontaneo-segundo-site-4481173Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16409487Humberto Gessinger participa hoje do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClioNa cobertura ao vivo do site de Zero Hora, leitores poderão mandar perguntas ao músico2014-04-22T12:28:39-03:002014-04-22T12:28:39-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAdriana FranciosiHumberto Gessinger participa hoje do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClioZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16409487Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-humberto-gessinger-participa-hoje-do-bate-papo-com-a-palavra-no-studioclio-4481172Humberto Gessinger participa hoje do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClioNa cobertura ao vivo do site de Zero Hora, leitores poderão mandar perguntas ao músico2014-04-22T12:28:39-03:002014-04-22T12:28:39-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brNesta terça-feira, fãs de Humberto Gessinger poderão acompanhar um bate-papo sobre a vida, a carreira e as ideias do músico e escritor. Ele é o convidado da segunda edição do Com a Palavra, série de eventos de Zero Hora. Os leitores poderão acompanhar, em zerohora.com, a cobertura ao vivo a partir das 19h, com fotos e informações direto do local. Quem estiver acompanhando online poderá mandar perguntas para o cantor. Gessinger concederá uma entrevista no StudioClio (Rua José do Patrocínio, 698, Porto Alegre). Segundo o centro cultural, todos os 110 lugares do evento, que tem entrada franca, já estão preenchidos. A mediação será dos jornalistas do Segundo Caderno de ZH Francisco Dalcol e Gustavo Brigatti. Com 28 anos de carreira, Gessinger é o líder dos Engenheiros do Hawaii, grupo montado com amigos ainda nos anos 1980. Com a banda, o músico já lançou 19 álbuns e seis DVDs, conquistando oito Discos de Ouro, um Disco de Platina e três DVDs de Ouro. Mas o sucesso é mensurável menos pelos números e mais pelas músicas que se tornaram clássicos nas FMs, como Infinita Highway e O Papa É Pop. Na última década, Gessinger tem alimentado um blog pessoal com textos e marcado presença nas redes sociais. Entre 2008 e 2012, percorreu o país com o projeto Pouca Vogal, em parceria com Duca Leindecker. No ano passado, Gessinger lançou Insular, o primeiro CD solo de sua carreira. Também publicou seu quarto livro, Nas Entrelinhas do Horizonte (Belas Letras).Porto Alegre, RSZero HoraHumberto Gessinger participa hoje do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClioZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-humberto-gessinger-participa-hoje-do-bate-papo-com-a-palavra-no-studioclio-4481172Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-netflix-deve-aumentar-o-preco-de-seu-servico-para-novos-clientes-4481151Netflix deve aumentar o preço de seu serviço para novos clientesEmpresa não informou quais países terão reajuste na mensalidade2014-04-22T11:40:48-03:002014-04-22T11:40:48-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO Netflix anunciou que irá aumentar o preço de seu serviço para os novos usários. Segundo a empresa, o reajuste não deve afetar quem já possui assinatura. Não se sabe quais países serão afetados com o aumento, mas o Netflix assegura que o valor acrescido será de US$ 1 ou US$ 2, o que irá variar conforme com a localidade. No Brasil, o serviço chegou custando R$ 15, mas agora a mensalidade está em R$ 17. Se o novo aumento for aplicado no país, o valor mensal ficará entre R$ 19 e R$ 22. De acordo com a empresa, o motivo do aumento seria para ampliar a quantidade e a qualidade do conteúdo, além de melhorar a velocidade de streaming.Porto Alegre, RSZero HoraNetflix deve aumentar o preço de seu serviço para novos clientesZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-netflix-deve-aumentar-o-preco-de-seu-servico-para-novos-clientes-4481151Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16409389Jack White bate recorde ao gravar e lançar single em quatro horasGuitarrista realizou a façanha no estúdio da sua gravadora em Nashville2014-04-22T11:30:08-03:002014-04-22T11:30:08-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSReproduçãoJack White bate recorde ao gravar e lançar single em quatro horasZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16409389Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-jack-white-bate-recorde-ao-gravar-e-lancar-single-em-quatro-horas-4481145Jack White bate recorde ao gravar e lançar single em quatro horasGuitarrista realizou a façanha no estúdio da sua gravadora em Nashville2014-04-22T11:30:08-03:002014-04-22T11:30:08-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brIndo ao extremo oposto do Guns N'Roses, que passou cerca de 20 anos embromando nas gravações do álbum Chinese Democracy, finalmente lançado em 2008, o guitarrista Jack White quebrou no último sábado o recorde mundial de celeridade no lançamento de uma gravação. Seu novo single, Lazzaretto, que será a faixa-título do novo álbum, foi gravado, prensado numa edição limitada em vinil e distribuído no mesmo dia, em um processo que durou cerca de quatro horas. A façanha, realizada diante uma pequena plateia de fãs e amigos, ocorreu em Nashville, EUA, na sede da Third Man Records, o selo próprio do músico, que ficou famoso à frente do duo White Stripes. O lançamento do álbum completo Lazzaretto deve ocorrer no início de junho.Porto Alegre, RSZero HoraJack White bate recorde ao gravar e lançar single em quatro horasZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-jack-white-bate-recorde-ao-gravar-e-lancar-single-em-quatro-horas-4481145Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-curta-brasileiro-e-selecionado-para-a-quinzena-dos-realizadores-de-cannes-4481120Curta brasileiro é selecionado para a Quinzena dos Realizadores de Cannes"Sem Coração", de Nara Normande e Tião, é um dos 11 filmes selecionados na categoria2014-04-22T10:34:22-03:002014-04-22T10:34:22-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO curta brasileiro Sem Coração, de Nara Normande, foi selecionado para a mostra Quinzena dos Realizadores, paralela ao Festival de Cannes, anunciou a organização nesta terça-feira. Com direção de Nara Normande ("Dia Estrelado") e Tião, "Sem Coração" está entre os 11 curtas-metragens selecionados para a mostra. Dezenove longas-metragens e 11 curtas foram selecionados para a seção paralela não competitiva, criada em 1968 para exibir filmes de horizontes distintos e que revelou talentos como George Lucas, Michael Haneke ou os irmãos Dardenne. A lista de 2014 é considerada mais sombria, com vários filmes policiais e poucas comédias. — O mundo não anda bem e os cineastas refletem isto em seus filmes —, disse o diretor-geral da Quinzena, Edouard Waintrop. No Facebook, a produtora do curta brasileiro comemorou a escolha: (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); Publicação by Trincheira Filmes. A "Quinzena dos Realizadores" terá três filmes dos Estados Unidos e três da Grã-Bretanha, incluindo o longa-metragem de encerramento, "Pride", de Matthew Warchus, sobre a união circunstancial do movimento sindical do setor de mineração com os homossexuais na Inglaterra governada por Margaret Thatcher. Mas também inclui filmes de Israel, Argentina, uma animação japonesa e um documentário australiano, entre outros. A "Quinzena" prestará homenagem ao diretor francês Alain Resnais, que faleceu este ano, e exibirá uma versão remasterizada de "O Massacre da Serra Elétrica", um clássico do cinema de terror dirigido em 1974 por Tobe Hooper.Porto Alegre, RSZero HoraCurta brasileiro é selecionado para a Quinzena dos Realizadores de CannesZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-curta-brasileiro-e-selecionado-para-a-quinzena-dos-realizadores-de-cannes-4481120Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16407163Musical sobre a vida de Cazuza chega a Porto Alegre"Cazuza ¿ Pro Dia Nascer Feliz, o Musical" estreia nesta quinta-feira no Teatro do Bourbon Country2014-04-22T08:01:25-03:002014-04-22T08:01:25-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLeo AversaMusical sobre a vida de Cazuza chega a Porto AlegreZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16407163Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-musical-sobre-a-vida-de-cazuza-chega-a-porto-alegre-4480447Musical sobre a vida de Cazuza chega a Porto Alegre"Cazuza ¿ Pro Dia Nascer Feliz, o Musical" estreia nesta quinta-feira no Teatro do Bourbon Country2014-04-22T08:01:25-03:002014-04-22T08:01:25-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brSímbolo do protesto contra as mazelas de um país em crise moral e da explosão do rock brasileiro nos anos 1980, Cazuza tem sua turbulenta e bem-sucedida trajetória contada em um musical. O espetáculo chega a Porto Alegre para sessões de quinta (24/4) a domingo (27/4) no Teatro do Bourbon Country. Cazuza — Pro Dia Nascer Feliz, o Musical é motivado pela ideia de que a importância do artista ultrapassa sua época e conserva um apelo junto ao público de hoje. Prolífico diretor que assinou o elogiado Tim Maia — Vale Tudo, o Musical (apresentado na Capital no final de 2013), João Fonseca comenta a recepção do novo espetáculo: — Temos nos surpreendido com o público. A maior parte dos jovens conhece muito bem a obra do Cazuza, apesar de não ter vivido aquela época. Entre os integrantes do elenco, muitos nasceram quando ele já tinha morrido. O discurso dele continua interessando e emocionando as novas gerações. Cazuza é interpretado por Emílio Dantas, que teve de emagrecer cinco quilos para o papel. Ele integra um elenco de 16 atores que dão vida a personagens que fizeram parte da vida do cantor, a exemplo de Frejat (Thiago Machado), Caetano Veloso (Dezo Mota) e Ney Matogrosso (Fabiano Medeiros), assim como os pais de Cazuza, Lucinha Araújo (Susana Ribeiro) e João Araújo (Marcelo Várzea), morto em novembro de 2013. Fora da ficção, Lucinha participou da criação do espetáculo, que é uma produção autorizada pela família. O autor do texto, Aloísio de Abreu, garante que a mãe de Cazuza o deixou à vontade para falar de “tudo”: — O público vai ver o filho rebelde, o poeta transgressor, a droga, a homossexualidade, a boemia intensa, o sucesso, as brigas com a banda, o rompimento, a carreira solo, a descoberta da aids, a luta pela vida, a guinada artística, os amigos queridos e importantíssimos e, enfim, a morte. Sem se pretender uma reconstituição de época, o musical remete aos anos 1980 por meio de elementos cênicos como os figurinos. Durante 2h30min (com intervalo), a história do artista é contada com seus grandes sucessos, interpretados ao vivo, como Exagerado, Faz Parte do Meu Show, Ideologia e Brasil. CAZUZA — PRO DIA NASCER FELIZ, O MUSICAL > De quinta (24/4) a sábado (26/4), às 21h, e domingo (27/4), às 17h. Duração: 2h30min (com intervalo). Classificação: 14 anos (menores de 14 anos somente acompanhados de pais ou responsáveis). > Teatro do Bourbon Country (Túlio de Rose, 80, 2º andar), fone (51) 3375-3700, em Porto Alegre. > Onde estacionar: no Shopping Bourbon Country, a R$ 7 (carros) e R$ 2,50 (motos). > Ingressos: R$ 50 (galeria, mezanino e plateia alta 2), R$ 120 (plateia alta 1), R$ 150 (plateia baixa) e R$ 220 (camarote). > Desconto de 50% para sócios do Clube do Assinante na compra de um ingresso pela telentrega Ingresso Show (limitado a 200 ingressos) e 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante nos demais. > À venda na bilheteria do teatro (sem taxas, de hoje a sábado, das 14h às 22h, e domingo, das 14h às 17h), pela telentrega Ingresso Show 8401-0555 (de hoje a sexta, das 9h às 19h), pelo site www.ingressorapido.com.br (compra até duas horas antes do evento), pelo call center 4003-1212 (de hoje a sábado, das 9h às 22h, e domingo, das 12h às 17h) e na Agência Brocker Turismo (Av. das Hortênsias, 1.845), em Gramado (sem taxas, de hoje a sábado, das 9h às 18h30min).Porto Alegre, RSZero HoraMusical sobre a vida de Cazuza chega a Porto AlegreZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-musical-sobre-a-vida-de-cazuza-chega-a-porto-alegre-4480447Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16407683Palestra de Gonçalo M. Tavares lança 7ª FestiPoa nesta terça-feiraFestival será realizado entre 19 e 25 de maio2014-04-21T22:35:39-03:002014-04-21T22:35:39-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDiogo SallaberryPalestra de Gonçalo M. Tavares lança 7ª FestiPoa nesta terça-feiraZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16407683Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-palestra-de-goncalo-m-tavares-lanca-7-festipoa-nesta-terca-feira-4480973Palestra de Gonçalo M. Tavares lança 7ª FestiPoa nesta terça-feiraFestival será realizado entre 19 e 25 de maio2014-04-21T22:35:39-03:002014-04-21T22:35:39-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brUma palestra aberta ao público com o celebrado escritor angolano radicado em Portugal Gonçalo M. Tavares marca o lançamento de um dos principais eventos culturais da Capital, a Festa Literária de Porto Alegre. O bate-papo será nesta terça-feira, às 19h, no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736). >> Gonçalo M. Tavares mistura romance com ensaio em novo livro >>> Leia entrevista completa com o autor no blog Mundo Livro Nesta pré-estreia, serão anunciadas atrações da programação da FestiPoa Literária (confira abaixo), que será realizada de 19 a 25 de maio. Destaque da noite, Tavares tem um dos mais prestigiados currículos entre os escritores contemporâneos em língua portuguesa, incluindo o prêmio Portugal Telecom de 2007. O evento contará ainda com leituras dos atores Tiago Pirajira e Deborah Finocchiaro, participações do músico Ricardo Pavão e da poeta carioca Maria Rezende e a revelação do vencedor do concurso literário Contista Estreante. A edição de 2014 da FestiPoa Literária, que homenageia o escritor pernambucano Marcelino Freire e tem como anfitriã a gaúcha Cíntia Moscovich, reunirá uma série de atividades gratuitas em pontos variados da cidade, como a Casa de Cultura, as livrarias Palavraria e Bamboletras, o Instituto Goethe, a Casa de Teatro e as casas noturnas Espaço Cultural 512 e Ocidente. Haverá lançamentos, oficinas, cursos, debates, saraus, entre outros, com a participação de mais de 70 escritores e artistas convidados. Atrações confirmadas Helene Hegemann – O único livro da alemã de 22 anos, Axolotle Atropelado, foi feito com uma técnica de copiar e colar textos e teve repercussão internacional. Cíntia Moscovich – Contista e romancista, foi vencedora do prêmio Portugal Telecom de 2013 de contos e crônicas. Fausto Fawcett – Ficou conhecido ainda nos anos 1980 como cantor e compositor, responsável pelo hit Kátia Flávia. É autor de livros de ficção científica. João Silvério Trevisan – Tem publicadas obras em prosa e dirige oficinas literárias. Também é um reconhecido ativista pelos direitos dos homossexuais. Lourenço Mutarelli – Autor de quadrinhos, romances e peças teatrais. Tem obras adaptadas para o cinema. Marcelino Freire – O homenageado da festa tem sete livros publicados e ganhou um prêmio Jabuti em 2006 pela obra Contos Negreiros. Paulo Scott – Gaúcho radicado no Rio, lançou seu terceiro romance, Ithaca Road, pela Companhia das Letras, em 2013. Sérgio Vaz – É um dos nomes da literatura marginal, como é chamada a produção literária de autores que se voltam ao cotidiano de comunidades carentes.Porto Alegre, RSZero HoraPalestra de Gonçalo M. Tavares lança 7ª FestiPoa nesta terça-feiraZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-palestra-de-goncalo-m-tavares-lanca-7-festipoa-nesta-terca-feira-4480973Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16390598Gisele Bündchen canta "Heart of Glass", hit do BlondieEscute a música, que integra nova campanha da marca sueca H&M2014-04-21T22:15:56-03:002014-04-21T22:15:56-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLachlan BaileyGisele Bündchen canta "Heart of Glass", hit do BlondieZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16390598Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-gisele-bundchen-canta-heart-of-glass-hit-do-blondie-4480944Gisele Bündchen canta "Heart of Glass", hit do BlondieEscute a música, que integra nova campanha da marca sueca H&M2014-04-21T22:15:56-03:002014-04-21T22:15:56-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brGisele Bündchen se aventurou novamente na música. A modelo, que surpreendeu ao cantar Kinks no ano passado, agora lançou uma versão para Heart of Glass, da banda Blondie. O clipe, que mostra Gisele de biquini, foi apresentado em primeira mão nesta segunda-feira durante o talk-show americano Good Morning America. Com produção de Bob Sinclair, o single faz parte da campanha verão 2014 da marca sueca H&M. Já é possível comprar a música no iTunes, sendo que toda a renda será revertida para a UNICEF. ABC US News | ABC Business NewsPorto Alegre, RSZero HoraGisele Bündchen canta "Heart of Glass", hit do BlondieZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-gisele-bundchen-canta-heart-of-glass-hit-do-blondie-4480944Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-luis-augusto-fischer-sem-poder-dizer-4480887Luís Augusto Fischer: Sem poder dizerComo é que nós vamos falar dessa morte do menino de Três Passos?2014-04-21T21:53:56-03:002014-04-21T21:53:56-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brComeço a ler o mais novo livro do Celso Gutfreind e já me entusiasmo: de saída o tom da escrita é o confessional, não o analítico, embora seja o autor um psiquiatra e psicanalista. Os textos aqui reunidos são em grande parte maturações de textos anteriores, o que é mais uma vez animador: um autor que adensa sua maneira de dizer sua perspectiva do mundo merece meu respeito. Mas o Celso é poeta, antes de tudo e depois de tudo, e por isso a gente vai lendo o escrito com aquela atenção acesa de quem lê poesia, especificamente a poesia tipo a do Celso, que vai de linha em linha, de palavra em palavra, sempre em busca da associação iluminadora, para dizer o que é preciso dizer, para dizer o preciso e o necessário (me contaminei com a dicção do livro, com minhas limitações de não poeta). E vamos esbarrando em frases como esta aqui, que me comove: "Adoecer é no fundo não ter como dizer". Bá, Celso. (Ia esquecendo de mencionar que o livro tem ensaios sobre literatura, despontando uma linda leitura sobre o Salinger do Apanhador no Campo de Centeio, e ensaios sobre psicanálise. O título e o subtítulo descrevem bem: A Infância Através do Espelho – A Criança no Adulto, a Literatura na Psicanálise. Editora Artmed.) Mas, Celso, me diz aí: como é que nós vamos falar dessa morte do menino de Três Passos? No momento em que escrevo, pai e madrasta estão presos, mas ainda não confessaram, e eu não consigo ler nem consigo parar de ler tudo que posso sobre o caso. Não tenho nem como exclamar, nem como calar minha reação. Celso, eu não sei dizer nada sobre isso, e é certo que vou adoecer dessa incapacidade.Porto Alegre, RSZero HoraLuís Augusto Fischer: Sem poder dizerZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-luis-augusto-fischer-sem-poder-dizer-4480887Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16408085Música, flores e aplausos marcam cerimônia com cinzas de García MárquezHomenagem ao ganhador do Nobel atraiu centenas de fãs a palácio na Cidade do México2014-04-21T20:14:50-03:002014-04-21T20:14:50-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRONALDO SCHEMIDTMúsica, flores e aplausos marcam cerimônia com cinzas de García MárquezZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16408085Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-musica-flores-e-aplausos-marcam-cerimonia-com-cinzas-de-garcia-marquez-4480690Música, flores e aplausos marcam cerimônia com cinzas de García MárquezHomenagem ao ganhador do Nobel atraiu centenas de fãs a palácio na Cidade do México2014-04-21T20:14:50-03:002014-04-21T20:14:50-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brA Cidade do México, adotada por Gabriel García Márquez, se despediu nesta segunda-feira do prêmio Nobel de Literatura com uma cerimônia no Palácio das Belas Artes, com a presença da família do escritor, dois chefes de Estado e milhares de fãs. Sob aplausos, a viúva do escritor colombiano, Mercedes Barcha, entrou no vestíbulo do Palácio carregando uma urna de madeira com as cinzas de García Márquez, que faleceu aos 87 anos na quinta-feira passada. Barcha, seus filhos Rodrigo e Gonzalo, vários netos e Jaime García Márquez, um dos dez irmãos do escritor, entre outros familiares, chegaram ao Palácio cercados por um grande aparato policial, que os escoltou desde a casa do escritor, no bairro de El Pedregal. A urna com as cinzas de García Márquez e flores amarelas foram colocadas em um atril negro, onde guardas de honra se revezaram para homenagear o escritor internacional, que fez do México sua segunda pátria. Entre os presentes na cerimônia, muitos usaram flores amarelas na lapela (consideradas um amuleto por García Márquez), e todos cumprimentaram a viúva e os filhos do escritor, enquanto um quarteto de cordas executava músicas de Béla Bartók, Joseph Haydn e Georg Handel. As escadas de mármore do Palácio estão decoradas com rosas amarelas e no alto do vestíbulo aparece uma enorme foto – em preto e branco – do escritor sorrindo, na qual se lê sua famosa frase: "La vida no es la que uno vivió, sino la que uno recuerda y cómo la recuerda para contarla" (A vida não é o que você viveu, mas sim suas recordações e como se lembra para contá-la). No lado de fora do Palácio, ao menos 700 pessoas – de todas as idades – fazem fila para entrar no local e se despedir do escritor. Algumas carregam flores amarelas e outras, livros; e em vários momentos entoam a canção Macondo, popularizada na voz do mexicano Óscar Chávez. – Gostaria de agradecê-lo pelo gosto que me incutiu pela leitura. Assim como nos Cem anos de Solidão, que ele sobreviva mais 100 anos nos nossos corações – disse à AFP Joseline López, uma venezuelana de 21 anos que estuda medicina no México. – Ainda não posso acreditar que ele morreu (...). Estando aqui posso assimilar melhor as coisas – declarou Felisa Tole, uma colombiana que vive no México há oito anos. Os presidentes de México, Enrique Peña Nieto, e Colômbia, Juan Manuel Santos, também montarão guarda ao lado das cinzas do escritor no Palácio de Belas Artes. Santos chegou na tarde de hoje ao México, acompanhado por sua mulher, María Clemencia Rodríguez, o filho Martín e uma dezena de amigos de García Márquez, entre eles o ex-presidente colombiano César Gaviria, o escritor William Ospina e os jornalistas Enrique Santos (irmão do presidente) e Roberto Pombo, diretor do jornal El Tiempo. Na terça-feira, Santos liderará uma cerimônia solene na Catedral de Bogotá, com a presença de grandes figuras nacionais, e na quarta-feira, dia internacional do livro, haverá a leitura de Ninguém Escreve ao Coronel em mais de mil bibliotecas públicas, parques e colégios da Colômbia.Porto Alegre, RSZero HoraMúsica, flores e aplausos marcam cerimônia com cinzas de García MárquezZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-musica-flores-e-aplausos-marcam-cerimonia-com-cinzas-de-garcia-marquez-4480690Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16407639"AC/DC: A Biografia" é lançado esta semana no BrasilLivro é escrito pelo jornalista britânico Mick Wall, que já contou as histórias de Metallica, Black Sabbath e Led Zeppelin2014-04-21T19:05:44-03:002014-04-21T19:05:44-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSReprodução"AC/DC: A Biografia" é lançado esta semana no BrasilZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16407639Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ac-dc-a-biografia-e-lancado-esta-semana-no-brasil-4480529"AC/DC: A Biografia" é lançado esta semana no BrasilLivro é escrito pelo jornalista britânico Mick Wall, que já contou as histórias de Metallica, Black Sabbath e Led Zeppelin2014-04-21T19:05:44-03:002014-04-21T19:05:44-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO crepúsculo de uma das maiores bandas de rock da história, a australiana AC/DC, formada em 1973 pelos irmãos escoceses Malcolm e Angus Young, acentuou-se esta semana com um anúncio no seu site: "Após 40 anos de vida dedicados ao AC/DC, o guitarrista e membro fundador Malcolm Young vai dar um tempo do grupo devido a um problema de saúde. Malcolm gostaria de agradecer às ferrenhas legiões de fãs pelo mundo por seu amor sem-fim e apoio. Por conta disso, o AC/DC pede que Malcolm e a privacidade de sua família sejam respeitados durante esse tempo. A banda vai continuar a fazer música." Em uma espécie de sincronia astral, a Globo Livros está lançando essa semana no Brasil o volume AC/DC – A Biografia, do jornalista britânico Mick Wall, que falou ao jornal O Estado de S. Paulo sobre a devassa que fez na saga dos irmãos Young. Wall é polêmico: ele detesta o atual vocalista, Brian Johnson, e diz que o grupo já deveria ter parado há 30 anos. Sobre Malcolm Young, diz: – Meu livro deixa claro que sempre foi um homem grosseiro e arrogante. Quase destruiu a carreira da banda nos anos 1980. O biógrafo do AC/DC, Mick Wall, é autor também de biografias do Metallica, Black Sabbath e Led Zeppelin. Não é um sujeito que doure a pílula: ele mesmo conta no livro que já providenciou drogas, no final dos anos 1970, para abastecer rock stars como Black Sabbath e UFO. AC/DC – A Biografia começa com a família Young, os pais e 8 filhos, imigrando da Escócia para a Austrália num programa chamado Viagem por Dez Libras. Pobreza, brigas, mulheres, influências, álcool, heroína. Está tudo lá, da origem do nome AC/DC (ideia da cunhada dos Young, Sandra, que viu o nome em sua máquina de costura; eles chegaram a pensar em The Night Hawks) até reanimações e surras de pais furiosos por sedução de filhas menores. Wall desmente a tese de que os Young tenham sido "roqueiros incultos", pois conheciam quase todo o espectro musical de sua época. Na verdade, a biografia parece mais centrada na figura do cantor Bon Scott, morto em 1980, cuja personalidade fascina o autor.Porto Alegre, RSZero Hora"AC/DC: A Biografia" é lançado esta semana no BrasilZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ac-dc-a-biografia-e-lancado-esta-semana-no-brasil-4480529Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16407456Ernesto Laclau: a morte do teórico do populismoCientista político argentino e professor emérito da Universidade de Essex morreu em 13 de abril, um dia após veiculação de sua última entrevista, no Cultura da semana passada2014-04-21T18:45:17-03:002014-04-21T18:45:17-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSErika Virgilio CunhaErnesto Laclau: a morte do teórico do populismoZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16407456Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ernesto-laclau-a-morte-do-teorico-do-populismo-4480478Ernesto Laclau: a morte do teórico do populismoCientista político argentino e professor emérito da Universidade de Essex morreu em 13 de abril, um dia após veiculação de sua última entrevista, no Cultura da semana passada2014-04-21T18:45:17-03:002014-04-21T18:45:17-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brNa segunda-feira passada, dia 14 de abril, Cristina Kirchner suspendeu por alguns momentos a queda de braço que vive com a oposição e com sindicatos para lamentar a morte de um dos mais respeitados teóricos políticos da atualidade. – Laclau foi um filósofo polêmico, um pensador com três virtudes. A primeira foi pensar, algo não muito comum nestes dias. A segunda foi pensar com inteligência e, a última, pensar em desacordo com as potências culturais dos grandes centros de poder – afirmou a presidente, durante um evento na Casa Rosada. Cristina se referia a Ernesto Laclau, que um dia antes, aos 78 anos, havia sofrido um infarto em Sevilha. Acompanhado da mulher, Chantal Mouffe, ele estava na Espanha para realizar uma conferência. A simpatia entre o pensador e o casal Cristina e Néstor Kirchner (1950 – 2010) era recíproca. Na sua última entrevista, concedida a ZH e publicada no sábado passado pelo Cultura, Laclau afirmou que o kirchnerismo deu ao país uma “direção progressista”. Laclau acompanhava as transformações argentinas de longe, da Inglaterra, onde morava desde o final da década de 1960. Professor emérito da Universidade de Essex, tornou-se mundialmente respeitado ao desenvolver uma corrente de pensamento batizada de teoria do discurso da Escola de Essex. Foi naquela universidade que ele fundou e dirigiu o Programa de Ideologia e Análise de Discurso. Nascido em 1935, Laclau foi um intelectual criativo e audacioso. Sua obra pode ser dividida em duas fases. Na primeira, vinculada à tradição marxista, inspirada nos estudos de Antonio Gramsci e Louis Althusser, publicou Política e Ideologia na Teoria Marxista (Paz e Terra, 1979). Nessa obra, composta de ensaios sobre capitalismo, fascismo e populismo, já estava presente uma característica do autor: nunca assumir uma leitura ortodoxa de suas influências teóricas. Foi a partir desta postura de independência intelectual que Laclau inaugurou a segunda e mais criativa fase de sua produção. Marcada pela publicação de Hegemony and Socialist Strategy (Verso, 1985), esta etapa representou um marco da teoria política do final do século 20. Nesse livro, escrito em parceria com sua mulher, Laclau e Chantal Mouffe operam a desconstrução das bases fundamentais do marxismo – neste caso, o que eles chamam de “essencialismo econômico em última instância”– sem, contudo, abandonarem algumas categorias centrais dessa tradição. O que os autores promovem é um encontro do marxismo com outras correntes, principalmente o pós-estruturalismo e a psicanálise lacaniana. A segunda fase do pensamento de Laclau marcou sua convicção na natureza contingente da política. Contingência aqui significa dizer que as relações políticas são sempre instáveis e imprevisíveis. Afirmar isso, por um lado, representa um rompimento definitivo com o dogma marxista do operariado como a classe privilegiada para liderar transformações sociais importantes. Por outro lado, abre caminhos para transformações mais abrangentes e profundas. É nesse ponto que os conceitos de articulação, antagonismo e hegemonia, alicerçados na natureza contingente da política, tornam-se peças teóricas fundamentais à compreensão da construção de identidades coletivas. Para Laclau, qualquer mudança social significativa necessita da articulação política entre vários segmentos sociais descontentes, setores que são normalmente marginalizados e que, politicamente organizados, constituem uma força importante para lutar por transformações reais. Esta é a formação do “povo”, a qual ocorre sempre antagonicamente ao poder instituído, tendo em vista este último mostrar-se incapaz de administrativamente solucionar as mais diversas demandas do dia a dia dos cidadãos. A representação das demandas populares, que pode ficar a cargo de um líder, um partido ou movimento social, é o que o autor chamou de hegemonia e, mais recentemente, populismo. A política, para ele, se dá pelo antagonismo entre identidades que disputam a construção do pensamento hegemônico em uma sociedade. Nos últimos anos, Laclau havia deixado o confortável mundo das análises abstratas para intervir politicamente a partir de suas ideias. O livro A Razão Populista, recentemente lançado no Brasil, foi recebido como uma sustentação teórica dos projetos políticos populistas da América Latina, como o kirchnerismo e o chavismo. Ao reconhecer a contribuição de Laclau, Cristina Kirchner expressou uma perda que será sentida tanto no mundo acadêmico quanto na esfera política.Porto Alegre, RSZero HoraErnesto Laclau: a morte do teórico do populismoZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ernesto-laclau-a-morte-do-teorico-do-populismo-4480478Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16401444México se despede de García MárquezEscritor será homenageado em cerimônia com presença dos presidentes mexicano e colombiano2014-04-21T17:14:53-03:002014-04-21T17:14:53-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPRESSENSBILDMéxico se despede de García MárquezZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16401444Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-mexico-se-despede-de-garcia-marquez-4480442México se despede de García MárquezEscritor será homenageado em cerimônia com presença dos presidentes mexicano e colombiano2014-04-21T17:14:53-03:002014-04-21T17:14:53-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO México, o país aos qual Gabriel García Márquez chegou antes da fama em 1961, se despede nesta segunda-feira de um gigante da literatura com uma cerimônia solene, na presença dos presidentes mexicano e colombiano. Quatro dias depois da morte aos 87 anos, os fãs poderão se despedir do Nobel de Literatura colombiano a partir das 16h locais (18h de Brasília) até as 19h (21h de Brasília), no Palácio de Belas Artes da capital mexicana, um espaço reservado para homenagens aos grandes ícones culturais do México. A família, que desde quinta-feira mantém um luto privado e recebeu poucas visitas de amigos, levará para a cerimônia as cinzas do escritor. A viúva de García Márquez, Mercedes Barcha, os filhos, netos, o irmão Jaime e outros familiares acompanharão a primeira homenagem oficial ao escritor. Na terça-feira a homenagem acontecerá em Bogotá. O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, estará presente para dar pêsames à viúva Mercedes Barcha, segundo o embaixador colombiano José Gabriel Ortiz. A pedido da família, na cerimônia serão interpretadas as músicas clássicas favoritas de García Márquez, entre elas uma composição do húngaro Béla Bartók. Também estarão muito presentes as flores amarelas, que o escritor sempre tinha por perto como um amuleto contra o azar. O presidente Santos e seu colega mexicano, Enrique Peña Nieto, devem chegar a partir das 19h para formar uma guarda de honra e discursar na cerimônia. García Márquez, que considerava o México sua segunda pátriam onde viveu nas últimas décadas, encontrou neste país a estabilidade para escrever a maior parte de sua obra literária, incluindo sua obra-prima Cem Anos de Solidão (1967).Porto Alegre, RSZero HoraMéxico se despede de García MárquezZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-mexico-se-despede-de-garcia-marquez-4480442Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16406761Lançamento do Game Boy faz 25 anosAté hoje, console portátil é um dos mais vendidos da história da empresa japonesa Nintendo2014-04-21T16:22:48-03:002014-04-21T16:22:48-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSNintendoLançamento do Game Boy faz 25 anosZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16406761Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-lancamento-do-game-boy-faz-25-anos-4480418Lançamento do Game Boy faz 25 anosAté hoje, console portátil é um dos mais vendidos da história da empresa japonesa Nintendo2014-04-21T16:22:48-03:002014-04-21T16:22:48-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brSim. O Game Boy, aquele console pequeno, portátil e extremamente viciante, está fazendo 25 anos de aniversário hoje. A primeira edição do videogame da Nintendo foi lançado em 21 de abril de 1989, no Japão. Depois, avançou para os Estados Unidos, Europa e acabou chegando ao Brasil. Quem não lembra de capturar pokémons, encaixar pecinhas de Tetris ou jogar clássicos como Zelda e Mario? Apesar de não ser o mais tecnológico de seus concorrentes na época, o Game Boy acabou se tornando o console portátil de maior sucesso, o que rendeu mais de 118 milhões de vendas no mundo inteiro (somadas as versões básica e Color). Depois, a Nintendo ainda lançou o Game Boy Advance, com melhores gráficos, novos jogos e novo formato: em vez de um retângulo vertical, o console agora era algo parecido com um controle de videogame horizontal. Da versão Advance, foram mais 81,5 milhões de vendas. Para se ter uma ideia, o Nintendo 64 vendeu 32,9 milhões de unidades, e o Wii chegou a 100 milhões de consoles vendidos. O Game Boy deixou de ser fabricado pela Nintendo em março de 2003. A empresa parece inclusive ter esquecido de sua existência: não há nenhuma comemoração marcada para hoje, em razão da data. Os jogos clássicos do Game Boy ainda podem ser jogados hoje em dia. O 3DS aceita jogos do console baixados na loja online da Nintendo. Veja a propaganda do primeiro Game Boy lançado nos Estados Unidos:Porto Alegre, RSZero HoraLançamento do Game Boy faz 25 anosZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-lancamento-do-game-boy-faz-25-anos-4480418Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-liberato-vieira-da-cunha-os-figurantes-4480001Liberato Vieira da Cunha: "Os figurantes"2014-04-20T21:32:23-03:002014-04-20T21:32:23-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brEstava na recepção de um estrelado hotel de Porto Alegre, quando um casal estrangeiro (homem e mulher, o que é tão raro hoje em algumas novelas e reality shows) perguntou se havia passeios de barco pelo Guaíba. O homem explicou que tinham almoçado num restaurante com magnífica vista para o rio (ou lago, se você prefere) e imaginado uma excursão, pois o tempo era esplêndido. A recepcionista-rainha, contendo o riso, pediu em primeiro lugar que repetisse tudo, pois não tinha entendido direito. Em segundo, voltou-se para as recepcionistas-operárias, que riam muito em um canto do balcão de algum tema secreto, compartilhado entre todas e extremamente divertido. Havia passeios no Guaíba naquele feriado? As risonhas operárias disseram que não sabiam, pois havia aquele problema das obras no cais. Resumo da ópera: o casal se afastou sem entender bem o que afinal sucedia com o rio que não é rio, e certamente frustrado. A cena me recordou que daqui a pouco vão suceder jogos de uma Copa do Mundo em Porto Alegre, se a Fifa e o governo, mais a Petrobras, permitirem. Será natural então que milhares de turistas venham assistir às partidas. Estaremos mesmo preparados? Há muito esqueci na garagem meu último carro, por economia da alma, como costumava dizer Erico. Desde então uso táxis. Seus motoristas formam uma classe loquaz, e em meio ao menu de futebol, trânsito e política, sempre me sobra tempo para satisfazer uma tola curiosidade. "O senhor está aprendendo inglês, ou espanhol?", indago. A resposta até aqui é universal. "Não", esclarecem. O esclarecimento é seguido de uma explicação. "O espanhol é fácil. No inglês a gente se vira de algum jeito". Um deles até me contou que durante um mês pegou, a cada manhã, uma senhorita indiana ("muito bonita, bem morena") e a levou a uma universidade, onde dava um curso, sem jamais recorrer ao dicionário — seguramente um verdadeiro milagre de comunicação telepática. Primo: o espanhol não é fácil. É incrivelmente difícil. Não basta hablar un pueco. Secondo: falo inglês há décadas, mas a cada dia só aprendo que tenho de aprender mais. De acordo com o que li, estão sendo oferecidos cursos das duas línguas para taxistas, garçons, maîtres e voluntários, mas a frequência fica longe de ser espetacular. Pensamento que me devolve à recepcionista-rainha e suas ridentes operárias. Minha avó gostava de dizer: muito riso, pouco siso. Do que riam elas? Da situação do Brasil? Do atraso dos estádios? Do jeito de gringo dos hóspedes estrangeiros? Nada sei. Mas às vezes caio na tentação de supor que nós todos somos figurantes de uma infindável anedota de Deus.Porto Alegre, RSZero HoraLiberato Vieira da Cunha: "Os figurantes"Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-liberato-vieira-da-cunha-os-figurantes-4480001Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16404876"Donkey Kong Country: Tropical Freeze" mantém tradição da clássica franquiaLançamento da Nintendo, exclusivo para console Wii U, aprimora caracrterísticas, apresenta boas progressões de inimigos e permite brincar com os cenários2014-04-20T21:26:06-03:002014-04-20T21:26:06-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSNintendo"Donkey Kong Country: Tropical Freeze" mantém tradição da clássica franquiaZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16404876Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-donkey-kong-country-tropical-freeze-mantem-tradicao-da-classica-franquia-4479993"Donkey Kong Country: Tropical Freeze" mantém tradição da clássica franquiaLançamento da Nintendo, exclusivo para console Wii U, aprimora caracrterísticas, apresenta boas progressões de inimigos e permite brincar com os cenários2014-04-20T21:26:06-03:002014-04-20T21:26:06-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brDonkey Kong é uma série marcada por bons jogos e uma dificuldade para completar as aventuras. Tropical Freeze aprimora essas características em um bom jogo para o Wii U. A trama nova permite brincar com os cenários, indo de ambientes secos até paisagens geladas sem comprometer. Desta vez, Donkey Kong conta com a ajuda de Diddy, Dixie e Cranky Kong para descongelar ilhas invadidas pelo frio dos Snowmads. Ou seja, apesar de alguns inimigos diferentes, os golpes e gameplay da série são os mesmos. Essa manutenção do que deu certo em outros momentos garante a diversão, mas também não faz a franquia andar. Apesar dos gráficos bonitos, a tela menor do Game Pad não terá utilidade quando a TV for usada como display. Ou seja, a possibilidade de trazer algo novo foi abandonada para manter o jogo apenas com os Wiimotes. Mas o maior trunfo está no jogo em si e seus níveis, com boas progressões de inimigos e desenhos interessantes. Além de fases que trocam o movimento normal por pequenos veículos (em alguns momentos com a mecânica que Flappy Bird copiou), são muito interessantes os trechos jogados na sombra e apenas com tons de cores. Para compensar a dificuldade em alguns momentos, vidas são espalhadas pelo cenário, permitindo que os jogadores coletem chances que serão queimadas na progressão pelo arquipélago. Preste atenção no uso dos barris, algumas vezes o instante para o pulo é curto demais. O jogo acerta ao recompensar o jogador que buscar todas as letras e peças do quebra-cabeça espalhadas pelos cenários, sem cortar partes essenciais da trama para quem apenas completar os níveis. Para fazer isso, não tenha medo de retornar ao mapa e recomeçar uma fase. Também é possível jogar com outra pessoa, mas apenas com dois corações de vida. Se por um lado a Nintendo perdeu uma chance interessante para ir além do tradicional, como em Super Mario 3D World, oferece bem o que a sua base de jogadores quer desde os jogos do Super Nintendo. Segundos depois de cada morte, você terá vontade de recomeçar tudo de novo, pois o universo divertido consegue manter a atenção. Editor de vídeo — O próximo update do sistema do PlayStation 4 trará duas boas novidades. A primeira é o SHAREfactory, um editor de vídeo para vídeos e fotos gravados durante os jogos. Além da publicação para o Facebook, ainda será possível exportar o arquivo para um pen drive ou HD externo. O update também liberará a pré-compra de jogos, baixando todo o pacote de arquivos antes e liberando a diversão no dia determinado, como feito no Steam. A versão 1.70 do sistema não tem previsão de lançamento. Gamificação — A motivação dos jogos está cada vez mais presente nos ambientes de trabalho. O uso de sistemas e regras é chamado de Gamificação e será discutido no Tecno Talk, no campus da PUCRS em Porto Alegre. Na quinta-feira, dia 24 de abril, às 18h30min, empresas discutirão os limites e as aplicações dessas mecânicas em conversas com desenvolvedores de jogos e startups.Porto Alegre, RSZero Hora"Donkey Kong Country: Tropical Freeze" mantém tradição da clássica franquiaZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-donkey-kong-country-tropical-freeze-mantem-tradicao-da-classica-franquia-4479993Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16404635Seriado do criador de "Beavis and Butt-Head" faz humor com competição tecnológica no Vale do SilícioAlém de estreia de "Silicon Valley" no canal HBO, confira novidades sobre "The Voice" e outras séries2014-04-20T21:03:32-03:002014-04-20T21:03:32-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSHBOSeriado do criador de "Beavis and Butt-Head" faz humor com competição tecnológica no Vale do SilícioZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16404635Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-seriado-do-criador-de-beavis-and-butt-head-faz-humor-com-competicao-tecnologica-no-vale-do-silicio-4479948Seriado do criador de "Beavis and Butt-Head" faz humor com competição tecnológica no Vale do SilícioAlém de estreia de "Silicon Valley" no canal HBO, confira novidades sobre "The Voice" e outras séries2014-04-20T21:03:32-03:002014-04-20T21:03:32-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brQuando se mudou para o Vale do Silício em 1987, Mike Judge tinha 25 anos, um diploma em Física e muitos ideais. Bastou ele entrar em uma startup para, em apenas dois meses e meio, ver seus ideais serem destruídos. Ainda bem. Foi graças a essa experiência traumática na empresa iniciante de tecnologia que ele acabaria virando músico. E, depois, compraria a câmera de 16mm com que faria os curtas de animação que deram origem a Beavis and Butt-Head, em 1992. O episódio contou para construir agora Silicon Valley, promissora comédia que o HBO exibe às segundas-feiras, às 22h30min (disponível no site sob demanda hbogo.com.br). A série gira em torno de Richard Hendriks (Thomas Middleditch), jovem programador que trabalha na empresa mais descolada da internet e mora numa incubadora com colegas nerds que desenvolvem aplicativos. Hendriks deveria estar no topo do mundo, mas não está. Ele enxerga as falsas filosofias desse universo ".com" em que todos são felizes, descolados e bem-sucedidos. É aqui que Judge se entrega a seu sarcasmo sempre sagaz, ao satirizar a supervalorização dos programadores e criadores de aplicativos, que nos EUA são como celebridades. Hendriks rejeita isso tudo e só pensa em desenvolver uma espécie de rede social de música à qual ninguém dá muita atenção. Ele deveria focar, dizem, em algo realmente revolucionário. O que não se esperava é que o moço tropeçasse num achado que pode revolucionar a economia mundial: um algoritmo superveloz para a compressão de arquivos. Eis o seu dilema: vender seu achado àqueles que despreza e ficar rico na hora ou seguir com ele e reconstruir com as próprias mãos o Vale do Silício? Mais do que tudo, o que a série retrata é uma geração desiludida com o conhecimento e inebriada pelo virtual. Sempre em tom de autocomiseração, o protagonista desconstrói essa visão de mundo e os homens que ajudaram a construí-la. A série traz um humor mais próximo do clássico cult de Judge Como Enlouquecer Seu Chefe e, por isso, é uma das melhores comédias da safra atual. "The Voice": Pharrell Williams não está só em alta no mundo da música. O cantor dos sucessos Get Lucky e Happy será um dos novos técnicos da próxima temporada de The Voice nos Estados Unidos. Ele substituirá Cee Lo Green, que anunciou sua saída em fevereiro. Pharrell já havia participado do programa como consultor de Usher na quarta temporada. Embora uma das vagas tenha sido preenchida, ainda não se sabe quem dará o toque feminino à sétima temporada, já que Shakira sairá em turnê, e Christina Aguilera está grávida. O que mais preocupa os fãs, contudo, são as especulações de que Adam Levine, vocalista do Maroon 5, poderia, pela primeira vez, ficar fora de uma temporada do reality show. Em entrevista, ele não confirmou sua volta e disse que tudo dependia de uma questão de agenda. Muita gente considera o "bromance" entre Adam e o outro "membro vitalício" das cadeiras de The Voice, Blake Shelton, a alma do programa. No momento, o reality está no meio da sexta temporada. Curtas — Idealizada para ajudar a preencher o vácuo deixado pelo fim de How I Met Your Mother nas noites de segunda-feira na rede americana CBS, Friends with Better Lives está em apuros. O segundo episódio, transmitido na semana passada, teve queda de 30% na audiência em comparação ao primeiro, que foi ao ar logo depois da series finale de HIMYM, em 31 de março. — O drama The Americans foi renovado para uma terceira temporada de 13 episódios pelo canal FX. Atualmente em meados de sua segunda temporada, a série protagonizada por Keri Russell e Matthew Rhys conta a história de um casal de agentes da KGB que se passam por americanos no início da década de 1980. — A jornada de Cristina Yang (Sandra Oh) em Grey’s Anatomy chega ao fim. Após 10 temporadas, o episódio Change of Heart, que a ABC exibe na quinta-feira nos EUA, será o de despedida da personagem na trama.Porto Alegre, RSZero HoraSeriado do criador de "Beavis and Butt-Head" faz humor com competição tecnológica no Vale do SilícioZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-seriado-do-criador-de-beavis-and-butt-head-faz-humor-com-competicao-tecnologica-no-vale-do-silicio-4479948Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-marcelo-carneiro-da-cunha-spoiler-deveria-ser-crime-4479885Marcelo Carneiro da Cunha: "Spoiler deveria ser crime"2014-04-20T20:28:30-03:002014-04-20T20:28:30-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brAconteceu comigo no domingo da semana passada, quando alguém postou um spoiler de proporções bíblicas sobre o episódio de Game of Thrones que eu ainda não tinha visto. O que você faria, estimado leitor? Fiz o que se espera de todo brasileiro e desamiguei o sujeito, mas quem me dá de volta a emoção perdida? Como disse Tom Waits, "You can’t unring a bell, sucker". Depois que foi, foi. Os seriados e a internet criaram esse problema. Antigamente, as pessoas viam algo quando passava na TV ou no cinema e fim, babaus. Hoje, algo passa, a gente grava. Se não grava, dá um jeito, mas vê. Portanto, alguns veem quando passa. Outros, a maioria, veem quando der, puder ou quiser. O spoiler é a maior ameaça a esse novo mundo, porque eu posso ver quando quiser, mas não posso sentir a mesma coisa que sentiria ao descobrir, se alguém vai lá e remove a surpresa. O spoiler é a Inquisição dos nossos tempos, roubando o barato de se estar vivo e nessa época, por conta do medo constante de olhar para algum lado e pimba, spoilearem nossa brincadeira. Quem spoileia o faz por sadismo. Não ganha absolutamente nada, em reais ao menos, e destrói a vida de milhares. De qualquer maneira, Game of Thrones está de volta, com tudo o que promete, e, normalmente, entrega. Era sexo, agora é violência e crueldade. A série, no fundo, é puritana. O que impressiona é o equilíbrio entre as várias histórias, em intensidade e colorido. A coisa ainda está por começar, e por isso mesmo essa minha proposta: coloquemos os spoileristas em delegacias de polícia, tais quais membros das torcidas organizadas que destroem o futebol, de onde eles só saem no final, quando não puderem mais causar estragos. Fica a dica.Porto Alegre, RSZero HoraMarcelo Carneiro da Cunha: "Spoiler deveria ser crime"Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-marcelo-carneiro-da-cunha-spoiler-deveria-ser-crime-4479885Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16404261Eliane Brum revê suas memórias de infância e faz declaração de amor à escrita Jornalista e escritora autografa seu novo livro, "Meus Desacontecimentos", na Capital, nesta terça-feira2014-04-20T19:40:33-03:002014-04-20T19:40:33-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLilo ClaretoEliane Brum revê suas memórias de infância e faz declaração de amor à escrita Zero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16404261Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-eliane-brum-reve-suas-memorias-de-infancia-e-faz-declaracao-de-amor-a-escrita-4479733Eliane Brum revê suas memórias de infância e faz declaração de amor à escrita Jornalista e escritora autografa seu novo livro, "Meus Desacontecimentos", na Capital, nesta terça-feira2014-04-20T19:40:33-03:002014-04-20T19:40:33-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brDepois de anos escrevendo sobre a vida de anônimos, a jornalista Eliane Brum lança seu livro mais pessoal, Meus Desacontecimentos. Para tanto, ela se colocou a mesma a indagação que costuma dirigir aos outros: como cada um dá sentido a sua vida? A autora foi buscar a resposta na infância, e é por meio de memórias que seu livro conta como a escrita lhe deu um propósito. A própria Eliane, que lança o livro com sessão de autógrafos nesta terça-feira, às 19h, na Livraria Cultura do Bourbon Country (Túlio de Rose, 80), explica os "desacontecimentos" do título: — Tem gente cuja vida acontece na narrativa da imprensa, que é contada na história. E outras pessoas não existem, elas desacontecem. Nem a vida delas acontece, nem a morte delas acontece. Largas camadas da população, das pessoas que constroem o país no cotidiano. A partir dessa perspectiva, comecei a trabalhar com a extraordinária vida comum, com a história dos anônimos. Neste livro, conto como eu mesma me arranquei do silêncio para virar narrativa, como eu desaconteço. O mote para Meus Desacontecimentos (Editora Leya, 144 páginas, R$ 29,90) germinou em Eliane durante uma reportagem no interior da Bolívia quando, ao descobrir-se impotente para ajudar uma menina doente, a escrita lhe pareceu perder o sentido. O livro foi surgindo na medida em que ela foi fazendo as pazes com as palavras. Quem acompanhava as colunas da autora na revista Época — hoje com novo endereço, quinzenalmente, no jornal El País — vai reconhecer o tom pessoal que às vezes invade textos sobre assuntos tão variados como política, saúde e arte. Eliane apresenta uma escrita reconhecivelmente sua, visceral. Para ela, a leitura pode ser comparada ao sexo, e livros têm a consistência de corpos. As emoções, frequentemente expressas em verbos fortes como "arrancar" ou "fincar", misturam-se a fatos seminais para ela, como a primeira palavra que leu ou o primeiro livro que escreveu, quando tinha apenas 11 anos. Ao abrir sua vida ao leitor, Eliane não censura eventos traumáticos. Relata uma infância escura, assombrada por uma irmã morta. Compartilha as dores da vó enganada por cartas de amor falsas e da tia resignada ao sofrimento. Não ficou incólume: — Achei que, quando eu entregasse o livro para a editora, a insônia iria desaparecer. Mas continuo com insônia, acho que é um pouco essa sensação assustadora de estar nua nesse corpo de letras. A cada experiência narrada no livro, o leitor percebe como a relação de Eliane com a literatura vai se estreitando. As memórias vão sendo costuradas com o presente, e daí surge a visão de mundo da autora. O texto se torna uma investigação sobre como a escrita não apenas a tornou uma repórter e escritora premiadíssima, mas virou o próprio ar que ela respirava. Previsto para o último dia 3, o lançamento com sessão de autógrafos em Porto Alegre acabou sendo adiado. É que, ao reler o livro, Eliane descobriu um erro de finalização, o que fez a editora Leya recolher os exemplares para uma nova reimpressão.Porto Alegre, RSZero HoraEliane Brum revê suas memórias de infância e faz declaração de amor à escrita Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-eliane-brum-reve-suas-memorias-de-infancia-e-faz-declaracao-de-amor-a-escrita-4479733Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16404163Espetáculo "Disney on Ice" estreia em Porto Alegre nesta segunda-feiraNa pista de gelo instalada no Gigantinho vão deslizar personagens de desenhos animados como "O Rei Leão, "Peter Pan" e "A Pequena Sereia"2014-04-20T19:26:18-03:002014-04-20T19:26:18-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRonaldo BernardiEspetáculo "Disney on Ice" estreia em Porto Alegre nesta segunda-feiraZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16404163Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-espetaculo-disney-on-ice-estreia-em-porto-alegre-nesta-segunda-feira-4479698Espetáculo "Disney on Ice" estreia em Porto Alegre nesta segunda-feiraNa pista de gelo instalada no Gigantinho vão deslizar personagens de desenhos animados como "O Rei Leão, "Peter Pan" e "A Pequena Sereia"2014-04-20T19:26:18-03:002014-04-20T19:26:18-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brOs universos de O Rei Leão, A Pequena Sereia, Peter Pan e Lilo & Stitch vão sair das telas e deslizar sobre o gelo a partir desta segunda-feira em Porto Alegre. O roteiro de Disney on Ice: Passaporte para a Aventura prevê uma viagem por diferentes produções da Walt Disney Company. Como guias desta jornada, os camundongos Mickey e Minnie recepcionarão crianças e adultos até sábado no Gigantinho (Padre Cacique, 891). — É um passeio encantado por diferentes continentes: para África, com Timão e Pumba; para o fundo do mar, com Ariel; para a Inglaterra, com Peter Pan; e para o Havaí, com Lilo & Stitch — conta o norte-americano Mark Lauzon, diretor artístico do show. O espetáculo de patinação conta com 45 artistas de diferentes países. A turnê será encerrada no Brasil, depois de ter passado por EUA e Canadá, totalizando cerca de 200 sessões. Porto Alegre é a primeira cidade do país a receber o grupo, que segue ainda para Rio e São Paulo. – Passaporte para a Aventura é um dos shows mais duradouros da produtora Feld Entertainment, responsável pelo Disney on Ice. A estreia foi em 1995, mas há uma constante renovação de roteiro por conta dos novos filmes da Disney. Se houver alguma história nova, podemos encaixá-la na próxima turnê — explica o patinador mineiro Mario Castro, integrante da equipe do Disney on Ice há mais de 20 anos. Lauzon, que já se apresentou no Brasil como patinador em espetáculos anteriores da Feld, conta que a estreia no país deve supreender muitos artistas: — Estou ansioso para ver a reação dos novos patinadores, que não conhecem a cultura brasileira e não sabem como este público valoriza o Disney on Ice. Eles não têm ideia de como o público pode gritar alto quando Mickey e Minnie entram em cena. Nesta segunda-feira de feriado e sábado, os espetáculos têm sessões às 15h e às 19h. Nos demais dias, os shows ocorrem a partir das 19h30min. Serviço de ingressos: As entradas custam R$ 50 (cadeira superior), R$ 60 (arquibancada e cadeira inferior), R$ 80 (cadeira especial de pista) e R$ 150 (cadeira VIP de pista). Desconto de 50% para sócio do Clube do Assinante, Clubinho ZH e um acompanhante (válido somente para a sessão de estreia e através da telentrega). Desconto de 20% para sócio Clube do Assinante e Clubinho ZH e um acompanhante nas demais apresentações. Pontos de venda: bilheteria do Teatro Feevale (ERS-239, 2.755, Novo Hamburgo; de segunda a sexta, das 13h às 21h, e sábado, das 12h às 17h30), quiosque do Bourbon Shopping NH (Nações Unidas, 2.001; de segunda a sábado, das 12h às 22h), Agência Brocker Turismo de Gramado (Avenida das Hortênsias, 1.845; de segunda a sábado, das 9h às 18h30, e feriados, das 10h às 15h) e pela Telentrega Ingresso Show (51) 8401-0555 (de segunda a sexta, das 9h às 19h), pelo call center 4003-1212 (de segunda a sábado, das 9h às 22h, domingo, das 12h às 18h) e pelo site www.ingressorapido.com.br (há cobrança de taxas no site, call center e telentrega).Porto Alegre, RSZero HoraEspetáculo "Disney on Ice" estreia em Porto Alegre nesta segunda-feiraZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-espetaculo-disney-on-ice-estreia-em-porto-alegre-nesta-segunda-feira-4479698Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-luiz-antonio-de-assis-brasil-personagens-4479665Luiz Antonio de Assis Brasil: "Personagens"2014-04-20T18:59:10-03:002014-04-20T18:59:10-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brHoje, tal como estivessem num romance, todos querem ser personagens. De preferência, protagonistas, ou mesmo únicas. O romance se constrói, como sabemos, a partir de suas personagens, e não a partir de sua história. Alguns romances "sem história" estão entre os mais importantes da literatura mundial. Uma boa personagem "cria" sua história, e isso é suficiente para que aconteça um bom romance. Exemplo: Memórias Póstumas de Brás Cubas, que não possui uma "boa história" — é apenas a vida de um homem — no entanto, é capaz de captar nossa atenção do início ao fim, o qual, aliás, já sabemos desde a primeira página. As relações sociais de nosso tempo, cada vez mais complexas, propiciam o surgimento de personalidades singulares, ou mesmo agrupamentos, que são cooptadas canhestramente pelo mainstream, o qual se encarrega de incluir tais personagens na teia da história, trabalhando, portanto, num processo inverso ao da criação do romance. As famas, tão instantâneas como fugazes, pervertem o sentido do continuum que é a vida. De certo modo, rompem com a história clássica. Em suma: não se nega a complexidade individual dessas personagens, mas aquilo que aparece na sociedade do espetáculo, a pensarmos com Guy Debord, é apenas uma faceta, a necessária para cumprir uma frase do romance — às vezes um rodapé — para depois desaparecer para sempre. Essas tristes personagens, em seus minutos de apogeu, são incapazes de "criar" um bom romance e, no entanto, todos querem desempenhar esse papel efêmero, mesmo à custa de portarem um rótulo, sempre falso, para o resto de suas vidas. Mas nem esse temor os impede de ser personagens por um dia, ou uma semana ou dois anos. Tal como no mau romance, entretanto, essas personagens acabam na esterilidade, e o leitor, ávido de novidades [a época atual é a mais novidadeira de todas] vai à busca de outras celebridades. O que foi dito acima apenas traz à luz da teoria da criação do romance algo que já pertence ao domínio cultural contemporâneo. E se a literatura pode ser o retrato da vida, também é uma forma de interpretação desse retrato, em que vemos milhares de personagens improvisados, não à busca de um autor, mas de uma história em que possam pedir carona. Mas, como tudo que é feito com pressa, essa carona pode estar destinada a um desastre ao dobrar da esquina.Porto Alegre, RSZero HoraLuiz Antonio de Assis Brasil: "Personagens"Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-luiz-antonio-de-assis-brasil-personagens-4479665Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16394252"Marina" conta a história do cantor italiano Rocco GranataArtista com pinta de galã vivia na Bélgica quando despontou para o sucesso, no final dos anos 1950, com seu repertório romântico2014-04-20T18:50:42-03:002014-04-20T18:50:42-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSEyeworks"Marina" conta a história do cantor italiano Rocco GranataZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16394252Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-marina-conta-a-historia-do-cantor-italiano-rocco-granata-4479659"Marina" conta a história do cantor italiano Rocco GranataArtista com pinta de galã vivia na Bélgica quando despontou para o sucesso, no final dos anos 1950, com seu repertório romântico2014-04-20T18:50:42-03:002014-04-20T18:50:42-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brEntre os cantores italianos com pinta de galã que fizeram sucesso nos anos 1950 e 1960, o calabrês Rocco Granata não foi propriamente um grande astro mundial, mas tem uma trajetória das mais peculiares — sua carreira teve início na Bélgica, país sem maior tradição no universo da música pop. Sua história é contada na cinebiografia Marina, uma das estreias da semana na Capital. Nas mãos do diretor belga Stijn Coninx, o filme resultou num registro de elevado tom melodramático, com personagens arquetípicos à frente de um agridoce folhetim em torno de temas como privação, perseverança e, enfim, superação. A trama tem início quando a família Granata deixa a região da Calábria, em 1948, por conta do trabalho do patriarca, Salvatore (Luigi Lo Cascio), em uma mina de carvão na Bélgica — essa foi a opção de muitos italianos sem perspectiva de emprego em seu país após a II Guerra. Os primeiros tempos dos Granata em terra estrangeira são duros, diante do preconceito social e da dificuldade com o idioma flamengo. Salvatore quer evitar que Rocco (vivido em sua juventude por Matteo Simoni) siga seus passos na lida insalubre e também rejeita que o rapaz faço uso da aptidão musical para além do hobby. Esse conflito entre pai e filho tensiona a rotina doméstica e coloca a figura da mãe, encarnação da mamma calorosa e afetiva, se interpondo entre a autoridade do marido e o sonho romântico do primogênito. Rocco ainda vive um romance proibido com uma menina belga que namora o playboy local. Ela, Helena (Evelien Bosmans), além de incentivar o jovem músico a participar de um show de talentos é a musa inspiradora da canção que faria dele um astro, Marina, gravada em um compacto junto com Manuela, em 1959. O disco não teve maior repercussão de imediato, mas quando Rocco estava prestes a desistir da vida musical para ajudar a família, Marina estoura nas rádios belgas e alemãs e o leva a uma consagradora apresentação nos EUA. Rocco, que faz uma ponta em Marina como dono de uma loja de instrumentos musicais, teve como figura inspiradora o cantor e ator americano com sangue italiano Dean Martin (Dino Paul Crocetti era seu nome real), grande astro naquela época. Em plena explosão do rock’n’roll que cindiria as gerações seguintes ao colocar pais e filhos em campos opostos no gosto musical, artistas como eles faziam da música pop um programa para toda a família ao pé do rádio. Porém, até mesmo o panorama musical da época tem pouco relevo na trama, que, curiosamente, elenca entre seus produtores os celebrados e premiados irmãos cineastas belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne. Sobre temas que perpassam o enredo de Marina, como as tensões decorrentes de desajustes sociais e familiares e as dificuldades de integração vividas pelos imigrantes, a dupla já fez grandes filmes. Não se esperava tanto de Coninx, lógico, mas bem que ele podia ter se esforçado para fazer de Marina um filme mais vibrante e menos convencional. Trailer do filme O verdadeiro Rocco Granata cantando Marina Rocco Granata cantando Marina em 2008Porto Alegre, RSZero Hora"Marina" conta a história do cantor italiano Rocco GranataZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-marina-conta-a-historia-do-cantor-italiano-rocco-granata-4479659Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16403665Centenário de Lupicínio Rodrigues será comemorado com série de homenagensShows, palestras e outros eventos estão programados para ocorrer em Porto Alegre2014-04-20T17:34:16-03:002014-04-20T17:34:16-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSShigeru NagasawaCentenário de Lupicínio Rodrigues será comemorado com série de homenagensZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16403665Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-centenario-de-lupicinio-rodrigues-sera-comemorado-com-serie-de-homenagens-4479638Centenário de Lupicínio Rodrigues será comemorado com série de homenagensShows, palestras e outros eventos estão programados para ocorrer em Porto Alegre2014-04-20T17:34:16-03:002014-04-20T17:34:16-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO centenário de Lupicínio Rodrigues será comemorado em 16 de setembro, mas as celebrações já começaram. Na cerimônia do Prêmio Açorianos de Música, que homenageia uma das grandes intérpretes de Lupi, Lourdes Rodrigues, o compositor será mais uma vez lembrado. Ao longo da premiação, na noite de quinta-feira, às 20h30min, no Araújo Vianna, clássicos do repertório de Lupicínio serão apresentados por diferentes cantores, incluindo a grande homenageada. Lourdes Rodriges será homenageada no Prêmio Açorianos Problemas de saúde não afastam Lourdes da vida artística Na premiação que distribui troféus em 28 categorias, oferecidos pela Coordenação de Música da prefeitura de Porto Alegre, também haverá menções especiais ao Coral Feminino do Hospital Moinhos de Vento, ao músico e professor José Maria Barrios, coordenador do Instituto de Cultura Musical da PUCRS, e aos 30 anos de lançamento do LP coletivo Rock Garagem I, que deu impulso ao rock gaúcho dos anos 1980. Confira abaixo outras homenagens a Lupi programadas para este ano. Shows > Roteiros de um Boêmio: programação musical que prevê execuções de músicas de Lupicínio em shows em bares de Porto Alegre. Previsão: segundo semestre. > Foi Assim: show de tributo a Lupicínio, com entrada gratuita, no Anfiteatro Pôr do Sol. A intenção é reunir intérpretes da MPB que já tenham gravado músicas do compositor. A apresentação estava programada para setembro, mas foi postergada para novembro. > No dia do centenário de Lupi, 16 de setembro de 2014, grupos corais farão apresentações simultâneas em pontos diferentes da Capital, como a Praça da Alfândega, a Redenção e o Mercado Público. A ação está sendo articulada pela Federação de Coros do Rio Grande do Sul (Fecors), em parceria com a Coordenação de Música da prefeitura. > No segundo semestre, a Banda Municipal de Porto Alegre e a Ospa farão concertos baseados no repertório de Lupi. > A Casa de Cultura Mario Quintana receberá programação comemorativa prevista para setembro. Haverá um show com uma atração musical local e outra nacional - os nomes ainda não foram divulgados. A iniciativa do Instituto Estadual de Música, da discoteca Natho Henn e da diretoria artística da CCMQ prevê ainda exposição de capas de discos de Lupi. Ações na cidade > Está em produção uma escultura em tamanho natural de Lupi, que será instalada diante do Centro Municipal de Cultura. A obra apresenta o compositor batucando uma caixa de fósforos em uma mesa de bar. Ao seu lado, uma cadeira vazia para que as pessoas possam sentar e tirar fotos. Instalação prevista para o segundo semestre. > O projeto Minha História contemplará a instalação de versos do compositor nos vidros traseiros de ônibus da Capital. A previsão é junho. > Edição especial do projeto Viva o Centro a Pé, com visitas guiadas a pontos da Capital importantes na vida de Lupicínio, culminando com pocket show musical. A atividade foi realizada no final de março e será reprisada em setembro. Musical > Em fase de ensaios, o espetáculo Lupi, O Musical terá apresentações em 31 de maio e 1º de junho no Theatro São Pedro. Em 29 de junho, poderá ser visto no Auditório Araújo Vianna. Escrita por Artur José Pinto, a montagem vai retratar vida e obra do artista e será embalada por uma banda tocando ao vivo. Livro > Está previsto para setembro o lançamento de uma biografia de Lupicínio Rodrigues, do jornalista Marcello Campos. Filme > Lançamento do filme Nervos de Aço, de Maurice Capovilla. O longa-metragem já foi filmado e aguarda financiamento para ser lançado ainda neste ano. Palestras > Porto Alegre Conta e Canta Lupicínio: semana de palestras e debates sobre a obra de Lupicínio. Inicialmente agendada para a Semana de Porto Alegre, em março, a atividade foi transferida para o mês de setembro. São esperados convidados locais e nacionais, entre jornalistas e pesquisadores da área da música e da cultura. Eventos especiais > Prêmio Esses Moços: homenagem aos nomes porto-alegrenses que conviveram com Lupicínio e tiveram importância em sua trajetória. Previsão: segundo semestre. > Especialmente em 2014, a Federação Gaúcha de Futsal irá promover a Copa Lupicínio Rodrigues, que será disputada por nove equipes, entre julho e dezembro.Porto Alegre, RSZero HoraCentenário de Lupicínio Rodrigues será comemorado com série de homenagensZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-centenario-de-lupicinio-rodrigues-sera-comemorado-com-serie-de-homenagens-4479638Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16403903Problemas de saúde não afastam Lourdes Rodrigues de uma intensa vida artísticaApesar das dificuldades, artista gaúcha segue fazendo apresentações pelo Estado2014-04-20T17:32:38-03:002014-04-20T17:32:38-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFélix ZuccoProblemas de saúde não afastam Lourdes Rodrigues de uma intensa vida artísticaZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16403903Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-problemas-de-saude-nao-afastam-lourdes-rodrigues-de-uma-intensa-vida-artistica-4479629Problemas de saúde não afastam Lourdes Rodrigues de uma intensa vida artísticaApesar das dificuldades, artista gaúcha segue fazendo apresentações pelo Estado2014-04-20T17:32:38-03:002014-04-20T17:32:38-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brLourdes Rodrigues consagrou-se, sobretudo, como cantora da noite. A Dama da Canção, como ficou conhecida, gravou apenas dois discos. O primeiro foi o LP Utopia, em 1985, com faixas de Flavio Pinto Soares e Paulo Rogerius (um exemplar, hoje raro, pode ser encontrado por quase R$ 90). Lourdes Rodriges será homenageada no Prêmio Açorianos Centenário de Lupi será comemorado com uma série de eventos Soares empregou Lourdes — e outros músicos — no cartório de sua propriedade. Antes, a cantora havia lecionado em duas escolas estaduais. O segundo álbum foi o CD Dona Divergência, lançado no final de 1999, com canções de Lupicínio Rodrigues e outros clássicos da música popular, como As Rosas Não Falam e Chão de Estrelas. Em 1998, participou do disco Porto Alegre Canta Tangos. A artista não se arrepende de ter gravado pouco. Justifica que os contratos oferecidos pelas gravadoras costumam ser prejudiciais aos artistas no quesito financeiro: — Já tive propostas, mas não aceitei. Queria, pelo menos, que os valores fossem divididos corretamente. Mas é sempre eles, eles, eles (os executivos das gravadoras). Tu vês que os grandes artistas de agora procuram ser quase independentes. Hoje, Lourdes vive principalmente de uma pensão especial garantida por lei estadual publicada no final de 2012, devido a sua contribuição artística. Segundo Bia, a empresária e amiga, o pedido do benefício foi uma batalha de dois anos. Ela se queixa de alguns cachês oferecidos à cantora, principalmente no Litoral. Mas Lourdes não gosta de dizer não. A cantora teve dois casamentos. O primeiro foi com Luiz Octávio, crooner do Conjunto Melódico Norberto Baldauf, com quem teve uma filha e de quem se divorciou (Alemão Octávio, como era conhecido, morreu em 2013). Lourdes é viúva do segundo marido, o ex-jogador do Internacional Ezequiel, com quem adotou dois filhos. Tem netos e bisnetos, mas a relação com a família, segundo ela, "acabou". — É uma coisa que não falo para ninguém, mas posso falar: no momento em que passei a não dar mais dinheiro, a família se afastou. Chamaram o silêncio, e eu também. Lourdes tem dificuldade para caminhar. Toma 11 comprimidos por dia, entre medicamentos para o diabetes e para o coração. No palco, esquece dos problemas ("A música é uma terapia"). Garante que a voz "não mudou nada" com o passar do tempo. Autodidata, diz que não pratica exercícios para a garganta: — Sempre cantei com o dom que Deus me deu. Em casa, o passatempo preferido é a televisão: — Gosto de ver o Datena (risos). Também gosto de sair, viver a vida. Mas tem horas em que quero ficar quietinha no meu canto, pensando, às vezes tirando uma música nova. A carreira, em sua avaliação, tem sido uma trajetória ascendente: — Eu me considero, graças a Deus, uma vitoriosa. Outras cantoras dizem: "Vou deixar a música, porque não dá". Para mim, sempre deu. O telefone está sempre tocando, estou sempre trabalhando. E vou dizer uma coisa: não sei parar.Porto Alegre, RSZero HoraProblemas de saúde não afastam Lourdes Rodrigues de uma intensa vida artísticaZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-problemas-de-saude-nao-afastam-lourdes-rodrigues-de-uma-intensa-vida-artistica-4479629Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16403901Intérprete de Lupi, Lourdes Rodrigues será homenageada no Prêmio AçorianosCantora receberá distinção na quinta-feira, durante evento no Auditório Araújo Vianna2014-04-20T17:31:16-03:002014-04-20T17:31:16-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFélix ZuccoIntérprete de Lupi, Lourdes Rodrigues será homenageada no Prêmio AçorianosZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16403901Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-interprete-de-lupi-lourdes-rodrigues-sera-homenageada-no-premio-acorianos-4479614Intérprete de Lupi, Lourdes Rodrigues será homenageada no Prêmio AçorianosCantora receberá distinção na quinta-feira, durante evento no Auditório Araújo Vianna2014-04-20T17:31:16-03:002014-04-20T17:31:16-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPouca, muito pouca gente anda nas ruas de Imbé, no Litoral Norte gaúcho, na quinta-feira, véspera de feriadão de Páscoa. Diversas casas perto da beira-mar exibem placas de "vende-se". E praticamente todos os quiosques do calçadão estão fechados. Neste dia, Imbé parece uma cidade fantasma. — Ontem à noite, arrombaram uma casa aqui na rua. Notamos que o alarme disparou, mas estávamos conversando e assistindo à TV e não demos bola. Hoje, o vizinho nos contou — diz Lourdes Rodrigues, 76 anos, uma das mais importantes e queridas cantoras do Rio Grande do Sul. Problemas de saúde não afastam Lourdes da vida artística Centenário de Lupi será comemorado com série de eventos Lourdes está radicada na praia desde 2005. Nasceu em Santa Maria e se mudou com a família, ainda criança, para Porto Alegre, onde morou a maior parte da vida. — Aqui em Imbé é bom, gostoso — garante. — Em Porto Alegre, não se tem sossego, por qualquer coisa batem na porta de casa para pedir: "Faz um showzinho para mim?". A casa de Lourdes é cuidada por Snoopy, cruza de labrador com dálmata. Também moram lá a cadela dachshund Juju, dois periquitos e um canário. Uma presença constante é Maria Beatriz Barth Presser, a Bia — empresária, amiga e cuidadora. Lourdes será a homenageada do ano na cerimônia de entrega do Prêmio Açorianos de Música, da Coordenação de Música da prefeitura de Porto Alegre, na quinta-feira, no Auditório Araújo Vianna, com entrada franca (ela cantará Nunca, de Lupicínio Rodrigues). Conforme suas contas, será a 54ª distinção em 62 anos de trabalho: — É uma renovação na carreira. Quando penso que estou esquecidinha, quietinha, surge uma homenagem. Fico muito feliz. A agenda está praticamente lotada, com uma média de três shows por semana em diferentes cidades do Estado. No dia em que recebeu a reportagem de ZH em sua casa em Imbé, preparava-se para uma apresentação na Feira do Peixe de Imbé, no domingo. A cantora tem procurado incluir canções de Cartola, Túlio Piva e Noel Rosa no repertório, mas sempre chega um momento em que o público começa a pedir Lupicínio, sua especialidade. Lourdes foi tão próxima do compositor que é madrinha do filho dele, Lupicínio Rodrigues Filho, o Lupinho. Costumava ser acompanhada por uma banda, mas "todo mundo foi morrendo". Hoje, seu parceiro de palco é o violonista Mathias Pinto, a quem não poupa elogios.Porto Alegre, RSZero HoraIntérprete de Lupi, Lourdes Rodrigues será homenageada no Prêmio AçorianosZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-interprete-de-lupi-lourdes-rodrigues-sera-homenageada-no-premio-acorianos-4479614Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:15312919Marina Ruy Barbosa é vítima de assédio e tem fotos íntimas divulgadas na internetHomem não identificado teria capturado imagens indiscretas da atriz durante evento2014-04-20T16:59:22-03:002014-04-20T16:59:22-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAgNewsMarina Ruy Barbosa é vítima de assédio e tem fotos íntimas divulgadas na internetZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:15312919Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-marina-ruy-barbosa-e-vitima-de-assedio-e-tem-fotos-intimas-divulgadas-na-internet-4479632Marina Ruy Barbosa é vítima de assédio e tem fotos íntimas divulgadas na internetHomem não identificado teria capturado imagens indiscretas da atriz durante evento2014-04-20T16:59:22-03:002014-04-20T16:59:22-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brA atriz Marina Ruy Barbosa teve as partes íntimas fotografadas sem que percebesse. Segundo informações do jornal O Dia, a atriz estava em um evento de uma marca de celular, em São Paulo, quando uma pessoa não identificada capturou imagens indiscretas por baixo de sua saia. As fotos foram divulgadas na internet. A família de Marina teria acionado advogados para tomar as providências cabíveis. A atriz suspeita de um homem que se aproximou dela se identificando como jornalista.Porto Alegre, RSZero HoraMarina Ruy Barbosa é vítima de assédio e tem fotos íntimas divulgadas na internetZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-marina-ruy-barbosa-e-vitima-de-assedio-e-tem-fotos-intimas-divulgadas-na-internet-4479632Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16398285Hayden Panettiere não foi chamada para participar de "Heroes Reborn"Minissérie derivada de Heroes tem estreia prevista para 20152014-04-19T18:01:01-03:002014-04-19T18:01:01-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSVer DescriçãoHayden Panettiere não foi chamada para participar de "Heroes Reborn"Zero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16398285Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-hayden-panettiere-nao-foi-chamada-para-participar-de-heroes-reborn-4478493Hayden Panettiere não foi chamada para participar de "Heroes Reborn"Minissérie derivada de Heroes tem estreia prevista para 20152014-04-19T18:01:01-03:002014-04-19T18:01:01-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brHayden Panettiere interpretou uma das personagens principais de Heroes, uma adolescente com poderes de regeneração. Mas nem isso é suficiente para que a atriz tenha sido convocada para fazer um reboot da série. A líder de torcida Claire fazia parte da trama de 2006 a 2010, mas Hayden revela que não foi chamada para o novo projeto. Heroes: Reborn terá 13 episódios e deve estrear na TV americana em 2015. Confira o teaser da série:Porto Alegre, RSZero HoraHayden Panettiere não foi chamada para participar de "Heroes Reborn"Zero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-hayden-panettiere-nao-foi-chamada-para-participar-de-heroes-reborn-4478493Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16398194Murilo Benício relembra época em que entregava pizza nos Estados UnidosMais de uma década após viver na terra do Tio Sam, ator volta ao país com status de galã2014-04-19T16:02:48-03:002014-04-19T16:02:48-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RStv globoMurilo Benício relembra época em que entregava pizza nos Estados UnidosZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16398194Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-murilo-benicio-relembra-epoca-em-que-entregava-pizza-nos-estados-unidos-4478479Murilo Benício relembra época em que entregava pizza nos Estados UnidosMais de uma década após viver na terra do Tio Sam, ator volta ao país com status de galã2014-04-19T16:02:48-03:002014-04-19T16:02:48-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brAo viajar para Califórnia para gravar cenas de Geração Brasil, próxima trama das 19h que estreia no dia 5, Murilo Benício recordou do passado não tão glamouroso. De 1989 a 1991, o galã passou três anos em São Francisco, mas bem longe de Hollywood. — Morei lá e lavei muito chão e entreguei pizza. Voltar agora em uma situação bem diferente. Foi muito interessante — diz o ator, que viverá um ricaço gênio da computação, inspirado na trajetória de Steve Jobs, na nova trama.Porto Alegre, RSZero HoraMurilo Benício relembra época em que entregava pizza nos Estados UnidosZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-murilo-benicio-relembra-epoca-em-que-entregava-pizza-nos-estados-unidos-4478479Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16398379Ricky Gervais afirma que seu personagem na série "The Office" pode voltarRetorno de David Brent seria em documentário sobre banda fictícia2014-04-19T15:04:09-03:002014-04-19T15:04:09-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSSite www.collider.comRicky Gervais afirma que seu personagem na série "The Office" pode voltarZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16398379Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ricky-gervais-afirma-que-seu-personagem-na-serie-the-office-pode-voltar-4478507Ricky Gervais afirma que seu personagem na série "The Office" pode voltarRetorno de David Brent seria em documentário sobre banda fictícia2014-04-19T15:04:09-03:002014-04-19T15:04:09-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brRicky Gervais, roteirista de The Office, quer reviver David Brent, seu personagem na versão britânica da série e que fez participações no programa americano. A ideia do novo projeto é um falso documentário sobre os bastidores da turnê de Brent com a banda fictícia Foregone Conclusion. Os shows, porém, são reais. No ano passado, o grupo se apresentou em Londres e foi um sucesso. A atração, segundo ele, poderia ser exibida na HBO e BBC ou apenas no Netflix.Porto Alegre, RSZero HoraRicky Gervais afirma que seu personagem na série "The Office" pode voltarZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-ricky-gervais-afirma-que-seu-personagem-na-serie-the-office-pode-voltar-4478507Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16397981Adriane Galisteu grava reality show com o maridoEm Dormindo com Meu Estilista, apresentadora e Alexandre Iódice darão dicas de estilo2014-04-19T14:01:29-03:002014-04-19T14:01:29-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAGNEWSAdriane Galisteu grava reality show com o maridoZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16397981Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-adriane-galisteu-grava-reality-show-com-o-marido-4478466Adriane Galisteu grava reality show com o maridoEm Dormindo com Meu Estilista, apresentadora e Alexandre Iódice darão dicas de estilo2014-04-19T14:01:29-03:002014-04-19T14:01:29-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brO nome do programa vai direto ao ponto: Dormindo com Meu Estilista é o novo reality show do Discovery Home & Health a partir do segundo semestre. Adriane Galisteu já está gravando a segunda temporada da série, composta por oito episódios. No programa, Adriane receberá um casal brasileiro com uma missão específica: o marido será responsável por transformar o estilo da esposa, seja através de um look mais sensual ou de uma roupa escolhida para uma ocasião específica. Adriane irá acompanhá-lo e o ajudará com dicas e conselhos. Vale lembrar que Adri é casada com o empresário Alexandre Iódice, dono de marca de roupas que leva seu sobrenome.Porto Alegre, RSZero HoraAdriane Galisteu grava reality show com o maridoZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-adriane-galisteu-grava-reality-show-com-o-marido-4478466Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16401444Colômbia e México deverão ser os destinos das cinzas de García MárquezEscritor será homenageado nesta segunda-feira no Palácio de Belas Artes, na capital mexicana2014-04-19T13:59:11-03:002014-04-19T13:59:11-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPRESSENSBILDColômbia e México deverão ser os destinos das cinzas de García MárquezZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16401444Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-colombia-e-mexico-deverao-ser-os-destinos-das-cinzas-de-garcia-marquez-4479499Colômbia e México deverão ser os destinos das cinzas de García MárquezEscritor será homenageado nesta segunda-feira no Palácio de Belas Artes, na capital mexicana2014-04-19T13:59:11-03:002014-04-19T13:59:11-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brAs cinzas do escritor Gabriel García Márquez, morto na quinta-feira, deverão ser divididas entre a Colômbia, onde nasceu, e o México, onde morava. A informação é do embaixador da Colômbia no México, José Gabriel Ortiz. Uma homenagem ao autor será realizada nesta segunda-feira (21/4), no Palácio de Belas Artes, na capital mexicana. Ortiz e o diretor do Conselho Nacional para a Cultura e as Artes, Rafael Tovar, receberão parte das cinzas, entregues pela família. Caberá a eles a primeira guarda de honra. O site da Rádio Caracol, da Colômbia, informou, na sexta-feira (18/4), que o autor de Cem Anos de Solidão morreu de insuficiência renal e que seu corpo já foi cremado.Porto Alegre, RSZero HoraColômbia e México deverão ser os destinos das cinzas de García MárquezZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-colombia-e-mexico-deverao-ser-os-destinos-das-cinzas-de-garcia-marquez-4479499Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16398306Após polêmica, Rachel Sheherazade é proibida de expressar opinião em jornais do SBTÂncora esteve no centro de um bafafá após opinar sobre o caso de assaltante que foi amarrado em poste2014-04-19T13:03:19-03:002014-04-19T13:03:19-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLourival RibeiroApós polêmica, Rachel Sheherazade é proibida de expressar opinião em jornais do SBTZero Horaurn:publicid:clicrbs.com.br:16398306Change0Usableurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-apos-polemica-rachel-sheherazade-e-proibida-de-expressar-opiniao-em-jornais-do-sbt-4478502Após polêmica, Rachel Sheherazade é proibida de expressar opinião em jornais do SBTÂncora esteve no centro de um bafafá após opinar sobre o caso de assaltante que foi amarrado em poste2014-04-19T13:03:19-03:002014-04-19T13:03:19-03:00© 2011-2014 clicrbs.com.brContratada pelo SBT por causa de seus comentários fortes e controversos, a jornalista Rachel Sheherazade agora não vai poder mais dar sua opinião nos telejornais da emissora. A apresentadora esteve no centro de uma polêmica recente por conta de sua opinião sobre um assaltante que foi amarrado em um poste. Rachel voltou de férias nesta semana e, como efeito colateral do bafafá em torno de seu nome, viu seu passe ser valorizado. Silvio Santos foi quem contratou a moça e é fã declarado da âncora. E por falar no dono do baú, ele e Gugu Liberato estão negociando. O apresentador pode voltar ao SBT em breve. A proposta de uma sociedade entre eles, na qual custos e receitas de produção de um programa noturno seriam rateados, é o rumor mais forte.Porto Alegre, RSZero HoraApós polêmica, Rachel Sheherazade é proibida de expressar opinião em jornais do SBTZero Horaurn:publicid:zerohora-clicrbs-com-br-rs-cultura-e-lazer-segundo-caderno-apos-polemica-rachel-sheherazade-e-proibida-de-expressar-opiniao-em-jornais-do-sbt-4478502Change0Usable