Bailando no ritmo de Mao18/05/2012 | 06h03

Estreia nesta sexta-feira, na Capital, o filme "O Último Dançarino de Mao"

Longa narra a história real do chinês Li Cunxin, que participou da produção

Enviar para um amigo
Estreia nesta sexta-feira, na Capital, o filme "O Último Dançarino de Mao" Califórnia filmes/Divulgação
Bailarino chinês Chi Cao vive Li Cunxin no cinema Foto: Califórnia filmes / Divulgação

São dois bailarinos com trajetórias parecidas. Mas, se o letão Mikhail Baryshnikov alcançou status de ídolo pop, o chinês Li Cunxin não ficou tão conhecido fora do universo da dança até decidir contar sua história em um livro que virou filme.

Baryshnikov tornou-se ator e protagonizou um longa com toques autobiográficos, O Sol da Meia-Noite (1985). Cunxin, por sua vez, escolheu pessoalmente seu intérprete em O Último Dançarino de Mao, em cartaz a partir desta sexta-feira no Guion Center 1.

Com direção do australiano Bruce Beresford (de Conduzindo Miss Daisy), O Último Dançarino de Mao refaz a rota de Cunxin entre um vilarejo rural da China, nos anos 1960, até sua aclamação como solista da Houston Ballet Academy, na década de 1980. Assim como Baryshnikov ficou no centro de um rumoroso imbróglio diplomático da Guerra Fria, ao deixar a então União Soviética e pedir asilo no Canadá – posteriormente adquiriu cidadania norte-americana –, Cunxin também se recusou a voltar para casa.

Essa jornada é contada no filme embaralhando diferentes tempos. Aos 11 anos, Cunxin é tirado à força de sua família e lavado a Pequim por agentes do líder comunista Mao Tsé-Tung. A ação faz parte da Revolução Cultural que busca peneirar e doutrinar, entre a juventude chinesa, os melhores entre os melhores com potencial em diferentes áreas do esporte e das artes.

Cunxin combina a elasticidade e a força do ginasta com a leveza e a fluidez do bailarino. Torna-se logo um astro dos espetáculos de dança patrióticos e pomposos do Partido. Destaca-se tanto que ganha a chance de fazer um intercâmbio nos EUA. Chega ao Texas e impressiona o coreógrafo da Houston Ballet Academy, Ben Stevenson (Bruce Greenwood). Quando o bailarino principal da companhia se lesiona, o jovem chinês assume o desafio de aprender, em poucas horas, a coreografia do balé Don Quixote. A a calorosa aclamação de sua performance o consagra nacionalmente.

Mas, chegada a hora de voltar para a China, Cunxin se casa com uma bailarina americana e diz às autoridades chinesas que deseja ficar, mesmo sabendo dos riscos que sua escolha pode acarretar a ele mesmo e a sua família.

Sem maiores ambições além de contar a história de seu personagem, O Último Dançarino de Mao segue no recorrente tom edificante e melodramático desse modelo de narrativa, exaltando valores como perseverança e superação. A abordagem política capitalismo versus comunismo surge superficialmente nos dilemas de Cunxin entre viver sob liberdade ou vigilância, fartura ou privação.

Seu partido, diz ele, é o da dança, e isso sim o filme sublinha com o talento de Chi Cao, bailarino chinês radicado na Grã-Bretanha, onde integrou a Royal Ballet School e foi solista, entre 1995 e 2002, do Birmingham Royal Ballet. Cao é filho de ex-professores de Cunxin em Pequim e foi a pedido deste que fez sua estreia no cinema como ator. Hoje, aos 51 anos, Li Cunxin vive na Austrália com mulher, a bailarina Mary McKendry, e os três filhos.

O Últmo Dançarino de Mao (Mao's Last Dancer)
De Bruce Beresford. Com Cao Chi, Bruce Greenwood e Amanda Schull.
Drama, Austrália, 2009. Duração: 119 minutos. Classificação: 10 anos.
Em cartaz no Guion Center 1 (clique aqui para ver horários)

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Segundo Caderno no Twitter

  • segundocaderno

    segundocaderno

    segundocadernoHumberto Gessinger participa do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClio -->> http://t.co/1zMdAgJTlo http://t.co/0ewttpvDAIhá 13 horas Retweet
  • segundocaderno

    segundocaderno

    segundocadernoPalco Giratório Sesc-POA terá 130 atrações. Venda de ingressos começa nesta quarta -->> http://t.co/BQM6QwC63n http://t.co/iPmSKJNyhlhá 14 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros