Uma década depois12/05/2012 | 13h17

Documentário mostra trajetória dos atores de "Cidade de Deus" 10 anos depois

Filme assinado por Cavi Borges e Luciano Vidigal apresenta percurso da vida de 30 de atores

Enviar para um amigo
Documentário mostra trajetória dos atores de "Cidade de Deus" 10 anos depois Ver Descrição/Ver Descrição
"Cidade de Deus, 10 anos depois" vai estrear no final do ano para mostrar o que mudou na vida de seus intérpretes Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

Uma década depois do lançamento do aclamado filme Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, um documentário assinado por Cavi Borges e Luciano Vidigal recolhe o sinuoso percurso da vida de 30 de atores que participaram do longa.

Alguns se transformaram em artistas internacionais, como Alice Braga e Seu Jorge, outros não prosseguiram com a carreira de ator atribuindo o afastamento ao racismo, e alguns levaram à realidade seu papel na ficção, entrando no tráfico de drogas.

De acordo com o site G1, o documentário Cidade de Deus, 10 anos depois vai estrear no final do ano para mostrar o que mudou na vida de seus intérpretes, a maioria deles não profissionais na época.

Os míticos personagens Dadinho, Bené e Zé Pequeno, entre outros, desfilam pelo documentário dez anos após protagonizar o filme que em 2002 "voltou a colocar o Brasil no mapa", de acordo com a opinião de Vidigal, que colaborou na famosa obra como caça-talentos nas favelas do Rio de Janeiro.

– Muitos deles eram muito pobres, não tinham feito filmes e tinham vontade de ter um status que o filme lhes deu – , relatou o diretor, que também se destaca em sua faceta de ator por seu extenso trabalho em mais de dez filmes.

No entanto, o tempo discriminou os caminhos profissionais e gerou vários abandonos entre os envolvidos, alguns com caráter cinematográfico.

– Uma minoria, de dois ou três atores, desapareceram e parece que entraram no tráfico, se dedicaram a assaltos –, explicou Vidigal.

Cidade de Deus marcou o cinema brasileiro e passou a ser referência para outros bem-sucedidos filmes como Tropa de elite (2008), de José Padilha, lembrou o diretor carioca.

O diretor espera que seu documentário esteja pronto no início de outubro e possa ser apresentado no festival internacional do Rio de Janeiro, além de conseguir os apoios suficientes para que estreie no festival de Cannes de 2013.

Siga Segundo Caderno no Twitter

  • segundocaderno

    segundocaderno

    segundocadernoEstá começando no Studio Clio o bate-papo com Humberto Gessinger, acompanhe ao vivo por aqui: http://t.co/wKvIVR5ykT http://t.co/sn2xNqqoAIhá 1 diaRetweet
  • segundocaderno

    segundocaderno

    segundocadernoPalestra de Gonçalo M. Tavares lança 7ª FestiPoa nesta terça-feira -->> http://t.co/hqjNAHPEKS http://t.co/jK9UsoT5r0há 2 diasRetweet
clicRBS
Nova busca - outros