Cachê polêmico a Gabriel O Pensador22/04/2012 | 18h46

Fabrício Carpinejar cancela participação na Feira do Livro de Bento

Escritor protesta contra cachê de R$ 170 mil pago ao rapper Gabriel o Pensador, patrono desta edição do evento

Enviar para um amigo
Fabrício Carpinejar cancela participação na Feira do Livro de Bento Divulgação / ZH/
Fabrício Carpinejar estava na lista de convidados da Feira do Livro de Bento Foto: Divulgação / ZH

O escritor Fabrício Carpinejar escreveu neste domingo carta aberta à Coordenação da Feira do Livro de Bento Gonçalves cancelando sua participação no evento. A razão está na polêmica que teve início com a divulgação do cachê de R$ 170 mil pago ao patrono deste ano, o rapper Gabriel o Pensador.

Veja a  íntegra da carta:

Querida Coordenação da Feira:

estou cancelando minha participação na 27ª Feira do Livro de Bento Gonçalves. Lamento fazer isso por todo amor que guardo pelos leitores da cidade.

É meu protesto pelo cachê absolutamente excessivo de R$ 170 mil destinado a Gabriel O Pensador. O artista (que eu admiro) não tem culpa de pedir o valor, porém a Prefeitura tem inteira responsabilidade de acatá-lo e não informá-lo da real capacidade cultural do município. O anúncio de pagamento ao músico é uma afronta às vésperas de pleito eleitoral.

Literatura não deve ser feita para atrair público, e sim para formar público.

Feira do Livro não é uma Oktoberfest, uma Fenavinho, uma plataforma popular de shows musicais e apresentações midiáticas. Feira é intensificar leituras em escolas e universidades ao longo do ano para propiciar debates e mesa-redondas com escritores durante uma semana.

Uma receita simples e imbatível: ler e comentar, ler e discutir, ler e produzir idéias coletivamente e transformar o pensamento.

O escândalo ? trazer grandes nomes com dinheiro público a preços estratosféricos ?  é sempre a forma mais rápida de projeção nacional. A literatura é o modo mais lento, entretanto, com efeitos definitivos e perenes.

Quantas bibliotecas poderiam ser construídas com esse cachê? Quantas feiras poderiam ser realizadas com esse cachê?

Pense, querida coordenação, que o cachê é o equivalente a uma primeira parcela para fazer a Escola Municipal Infantil Paulo Freire, que acaba de ser inaugurada no Loteamento Panorâmico, no bairro São Roque, em Bento Gonçalves, para atender 240 crianças em turno integral.

Nas conversas telefônicas com a produção da Feira, aceitamos um valor padrão de R$ 1.000,00 (um mil reais), devido à alegação de que não haveria exceção, de que se tratava de uma regra extensiva aos demais participantes. A organização lamentou que não teria condições de exceder determinada quantia por limitação de orçamento.  Vejo, infelizmente, que a Feira estava economizando com os autores gaúchos para pagar uma atração nacional.

Cuidado, a ilusão custa mais caro do que o sonho.

Grato,

abraço,

Fabrício Carpinejar

Comentar esta matéria Comentários (8)

André Anlub

O que não pode haver no momento é especulação! Se foi por ciúmes ou realmente indignação pelo alto cachê, tudo é valido e abre vários olhos sobre este e outros possíveis eventos que virão! Deixo o meu apoio ao poeta e aos amigos escritores e leitores Amplexos André Anlub

09/05/2012 | 08h06 Denunciar

Rosa Maria Py

Carpinejar, és um escritor reconhecido, um poeta, não é necessário ter estes ciumes bobos. Acredito que tudo que fizermos para trazer público aos livros é válido. Pense nisto e não prive as pessoas realmente interessadas na tua obra de ter tua companhia.

26/04/2012 | 14h01 Denunciar

Paulo

Mais digno foi Gabriel que abriu mão do seu cachê mesmo ele tendo sido aprovado pela Prefeitura de Bento e mesmo assim irá participar do que que cobra pouco, se arrepende e depois desiste de participar. Isso é ter orgulho de ser gaúcho?

26/04/2012 | 00h36 Denunciar

gerson

Parabéns pela atitude Carpinejar!

22/04/2012 | 20h21 Denunciar

juliano

O Carpinejar foi certeiro em sua carta! Parabéns pela postura!

22/04/2012 | 20h19 Denunciar

Sônia Maria

Parabéns ao Grande Fabrício pela "percepção" e posição tomada diante de tal absurdo. Não sou caxiense porém, conheco essa tática "politicamente incorreta", comum em ano político o dim dim do povo ser usado em benefício de "alguns" para trair/ impressionar/ iludir/etc e quase sempre "sobrar algum"...

22/04/2012 | 20h13 Denunciar

carlos silva

Não sou nem leitor e nem admirador desse autor, mas manifesto amplo apoio ao que escreveu e aplaudo calorosamente sua independência e coerência.Realmente,Feira do Livro não se destina nem a gerar dividendos políticos e nem para ser passatempo de desocupados.

22/04/2012 | 19h08 Denunciar

Luis Carlos

Grande Fabrício. Grande Fabrício! Não poderia ser melhor. Parabéns.

22/04/2012 | 19h08 Denunciar

Siga Segundo Caderno no Twitter

  • segundocaderno

    segundocaderno

    segundocadernoPresidente da Colômbia nega que García Márquez esteja com metástase -->> http://t.co/6AMkSpdhUQ http://t.co/TKZ9stxviShá 1 diaRetweet
  • segundocaderno

    segundocaderno

    segundocadernoHumberto Gessinger participa do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClio -->> http://t.co/1zMdAgJTlo http://t.co/0ewttpvDAIhá 2 diasRetweet
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros