Palmeiras Noturnas27/01/2012 | 16h53

À sombra das árvores artificiais: esculturas iluminam a Orla do Guaíba

Nico Rocha e Ceres Storchi criam palmeiras diferentes no Artemosfera

Enviar para um amigo
À sombra das árvores artificiais: esculturas iluminam a Orla do Guaíba Tárlis Schneider/Agencia RBS
Nomeadas "Palmeiras Noturnas", esculturas estão instaladas em frente à Praça Araguaia, na Zona Sul da Capital Foto: Tárlis Schneider / Agencia RBS
Desde Gonçalves Dias (1823 – 1864), todos sabem que nossa terra tem palmeiras onde canta o sabiá – e a árvore se tornou símbolo do país tropical. O artista e arquiteto Nico Rocha e a arquiteta e designer Ceres Storchi abrem novos significados em obra do circuito de arte urbana Artemosfera.

Adotada pela TIM, uma das patrocinadoras do projeto, a instalação Palmeiras Noturnas apresenta três árvores artificiais: são postes com pétalas de acrílico coloridas, com lâmpadas de LED apropriadas para iluminar a noite da Zona Sul. Elas estão localizadas na Avenida Guaíba, em frente à Praça Araguaia (esquina com a Rua Carajá). Aliás, próximo do escritório dos autores da obra, que conhecem bem a região.

Diferentemente das palmeiras naturais, estas têm luz própria: à noite, chamam a atenção dos transeuntes especialmente por estarem localizadas em um trecho da avenida que tem uma paisagem limpa.

– Tem que haver uma integração com o ambiente. Não adiantaria colocar a obra em um lugar turbulento – explica Nico Rocha.

Christian Krieger, diretor da TIM no RS, afirma:

– A obra, na minha opinião, é uma das mais bonitas do projeto. Ela valorizou ainda mais o local.

Montadas por uma equipe que envolveu cerca de 20 pessoas, as palmeiras noturnas, no início, não eram palmeiras. A dupla de autores tinha em mente os materiais com os quais pretendia trabalhar. A identificação com a árvore veio depois. E conquistou fãs: é comum encontrar gente tirando fotos. Em uma cena divertida testemunhada por Nico e Ceres, pessoas tentavam “arrumar” os caules (ou melhor, os postes), que foram propositalmente instalados levemente inclinados.

– A ideia é proporcionar uma experiência para quem está passando pelo local – resume Ceres.

Apesar do título, as Palmeiras Noturnas também são uma atração de dia, e o verão é a estação ideal: sombras coloridas são projetadas ao redor da obra pelo efeito das placas de acrílico iluminadas pelo sol. A iluminação, de fato, estava na gênese.

– No início do trabalho, sabíamos que queríamos usar a luz de uma determinada maneira – lembra Nico.

O circuito de arte urbana Artemosfera tem patrocínio de Chevrolet, Zaffari, Braskem e TIM, apoio de Tintas Renner e prefeitura de Porto Alegre. A curadoria do projeto é de Cézar Prestes. A realização é do Grupo RBS.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
clicRBS
Nova busca - outros